Entrevista 261 com a Banda Boliviana Worship The Pestilence


A Tempestade Conservadora chega a sua Entrevista 261 com a Banda Boliviana de Death Metal Worship The Pestilence.A Banda nos lança seu primeiro álbum intitulado como Arriving to Spread Misery.A Banda tem essa formação:Axel Santos como Vocalista,Raul Velarde como Guitarrista,Keru Von Borries como baixista e Pablo Rodriguez como baterista.Raul é quem respondeu as nossas perguntas.Vamos a elas agora!

Tempestade Conservadora 1:Apresentem a banda pra nós?
Raul Velarde-Worship The Pestilence:Olá amigos do Brasil, nós somos a banda Worship the Pestilence da Bolívia, nós fazemos Tech Brutal Death metal com toques de slam. Nossa temática é falar sobre a aniquilação humana e a restauração da natureza sobre a corrente do homem,sobre o que falaremos mais durante a entrevista.
Tempestade Conservadora 2:Falem sobre o trabalho de composição em Arriving to Spread Misery?
Raul:O álbum Arriving to Spread Misery tem nove músicas mais uma introdução e foi gravado na Virus Records da cidade de La Paz entre os meses de abril e agosto de 2019.A criação do álbum foi demorada devido a vários fatores na banda, com a intenção de ser gravado há 3 anos atras, mas devido à entrada de músicos e saída de muitos outros, da mesma forma não existia músicos que têm a mesma visão no conceito musical da banda.Sim, é muito difícil fazer Death metal brutal na Bolívia.O álbum será lançado sob o selo inglês, a música Rotten Music, com a colaboração de um selo da Bolívia que é o Catafilaprod no mês de setembro de 2019.
Tempestade Conservadora 3:A Banda escolheu algum single pra este álbum e o porque desta escolha?
Raul:ou Single ou tema no lyric vídeo “GREEN”, pois contém um resumo sobre o que nós desejamos transmitir no álbum, não só pelas letras, mas para a música, a questão é muito boa, a intenção da banda ao contrário na muitas bandas na Bolívia não estão apenas fazendo música, tamos tentando transmitir um preceito sobre o que está por vir, uma revolução da natureza contra o ser humano que mora de forma invasiva e com uma visão destrutiva e egocêntrica, que retomará sua dominação em uma causa natural e estaremos sujeitos à extinção como uma corrida. É por isso que o tema “GREEN” nos esquecemos da nossa parte humana, a somos mais mecânicos numa forma agressiva com o entorno natural.
Tempestade Conservadora 4:Como surgiu o convite para Javy Reyes Seyerot tocar com vocês?
Raul:Esta é uma resposta muito pessoal para mim que sou o fundador e guitarrista do banda, Javy Reyes é um grande amigo, e acima de tudo, eu me considero uma força de todos os seus projetos pela qualidade, técnica e força que ele coloca em suas bandas e bons anos que eu sigo a sua carreira como artista e mais que tudo pelo seu trabalho em Carnovorous Voracity que surge a intenção de convidá-lo para fazer alguns corais sobre algum tema da banda, grande músico e grande artista, ele também fez o novo logo da banda, Seyerot !!Então, eu apoio bastante não apenas na execução dos corais, mas também em organizar arranjos e colocar seu toque brutal na música GREEN.

Tempestade Conservadora 5:De que forma Nan Arhkam auxiliou a banda?
Raul:Quando nos começamos a produção do álbum com a gravadora Rotten Music e fizemos o anúncio. Nan Arhkam nos contatou oferecendo-se para fazer um vídeo lírico. Ao princípio, não havia a ideia de fazer um vídeo dessa maneira, mas depois de ver os trabalhos de Nan, não havia dúvida de que se ele nos fizesse um vídeo lírico, Nan já havia trabalhado com bandas como Wormed, Abymsal Torment, Habitaul Depravity, Cerebral Engorment e Natural Selection para citar algumas.Nan captou bem a intenção do vídeo.Simplesmente, mas por causa do tipo gutural de Axel e foi difícil interpretar as letras.Mas sim, nossas músicas têm letras.{Risos}.Ficou brutal, muito movido com o jogo de luzes e o movimento da capa do álbum ao qual continuamos agradecidos a Nan que a propósito continuaremos trabalhando com ele para futuros vídeos.
Tempestade Conservadora 6:Apesar de Seu espírito empreendedor,vocês assinaram com a Rotten Music.Como a banda conseguiu esse contato?
Raul:Outra pergunta brutal, eu desde 2008, eu manejo um selo no metal extremo,Catafilaprod que dediquei a produzir bandas extremas como brutal, Death, slam, grind da Bolívia e algumas da América do Sul, começamos a fazer trocas de material com Rotten music e de lá veio a proposta de fazer a produção em cooperação, para que Chris que é o dono da Rotten music aceitou de uma forma muito boa e nos deu todo o seu apoio.Olhando a quantidade de bandas que ele gerencia na gravadora, e ainda mais as grandes bandas com as quais ele trabalha, nós nos sentimos no caminho certo, para continuar crescendo e continuar brutalizando, com o apoio da Rotten Music.
Tempestade Conservadora 7:Como é a Cena Metal da Bolívia?
Raul:Bolívia, a cena brutal é muito pequena, há muitas invejas, muitos preconceitos, estagnação e algumas pessoas que acreditam ser o centro das atenções com projetos pesados, mas há um grupo de pessoas que apoiam gêneros extremos como o brutal, slam ou o grind, antes não era comum ouvir alguém falar sobre uma banda que é descrita como Brutal death metal, por isso nos sentimos pioneiros, a banda começou em 2006, mas em 2008 ela foi formalizada.Agora, há uma corrente muito boa de bandas que estão começando com o metal extremo real, como Accephaly na ciudad no La Paz que faz brutal slamming Death metal ou Scars of Mutilation na cidade no Santa Cruz que também fazem um brutal slamming death metal ou o putryphemus mais recente de Cochabamba que eles fazem um bom Grind death metal, bandas que no nascimento já eram consideradas extremas, outras bandas mais antigas mudaram seu gênero Death metal para a brutal Death mas ainda soam como Death metal é uma mudança de gênero, sem mudar de som que não significa que seja mau. Quanto à produção e à cena, está crescendo pouco a pouco, sendo a cena brutal realmente um pequeno setor de pessoas que gostam no gênero extremo, esperamos que mais bandas apareçam e o nível musical também exploda como na Colômbia ou no Chile. , também no Brasil, onde sentimos a falta do Vomepotro !!! Banda incrível !!!
Tempestade Conservadora 8:Como foi a experiência em fazer dois álbuns Split?
Raul:A demo foi lançada com quatro faixas de uma gravação muito pobre, com poucos meios, mas o resultado saiu muito bem, tendo reviews na Inglaterra, Chile, Estados Unidos e México, que foi gravada com a segunda formação da banda, apos a separação ficamos como novos membros na banda e fizemos a gravação com mais meios, num melhor estudo conseguimos gravar quatro músicas,três é o mesmo que a demo, mas em melhores versões e condições,o Split em princípio teve que ser lançado com a banda Fecalizer do México, mas por razões de contrato deles não poderia ser feito. Então, para manter a ideia a banda chilena Acrotomofilia aceito continuar com o Split, eles fazem um incrível Death metal brutal com um toque bem bacana no Grind metal, saiu bestial, o Split também teve resenhas em vários países, ficando quase esgotado em um ano.Assim como o álbum que estamos prestes a lançar, a intenção era sempre falar sobre as forças da natureza e nosso desastre como seres, eles eram um pré-álbum.
Tempestade Conservadora 9:A Banda terá shows a fazer neste ano?
Raul:Este ano, nós planejamos fazer duas ou três apresentações porque os membros da banda vivem em diferentes cidades, baterista e cantor em Cochabamba e guitarrista e baixista em La Paz, mas isso não é uma razão para não tocar os dois shows confirmados que vão ser um na cidade no Cochabamba com a banda da República checa Onanizer no início de outubro e uma data internacional em Arica no Chile e no festival Forever Metal, onde dividiremos o palco com bandas como SADISM, In Conflited também com The noise bastards.
A terceira data ainda está sendo gerenciada para fazer outra apresentação em Lima, no Peru, no mês de novembro.
Tempestade Conservadora 10:Aonde a ecologia entra no som da banda?
Raul:Para o álbum, nós temos uma introdução e arranjos sonoros em alguns temas como suas próprias introduções, sons capturados por satélites como sons de florestas dia e noite, mas é mais ênfase e é colocada nas letras de modo que em algum momento a natureza,ele terá domínio sobre o planeta novamente e o ser humano estará à beira de sua própria extinção por ter perdido aquela ligação com a natureza.

Tempestade Conservadora 11:O que a banda espera da recepção deste álbum?
Raul:Primeiro álbum apenas, é um caminho a percorrer, deste álbum esperamos uma recepção que os adeptos do Death metal brutal como o nosso som e a energia das nossas músicas, mesmo que cheguemos a algumas pessoas ficaríamos agradecidos pelo seu apoio, Nós não somos uma banda comercial, muito menos uma banda conhecida, mas queremos levar alta a brutalidade boliviana que está nascendo.
Tempestade Conservadora 12:Quão difícil foi para a banda deixar ser um projeto solo?
Raul:Pergunta tremenda !!! É um caminho completo, um processo para toda a perseverança é o condimento secreto de qualquer projeto para torná-lo real, a banda tinha cerca de dez músicos que saíram por todo o caminho. Com quem por várias razões algo sério não pôde ser alcançado.Na Bolívia, a música não é levada em um feito sério nem mesmo por muitos músicos.Então, nós levamos muito tempo para especificar a banda como ela é e com pessoas que têm o mesmo foco e disposição.
Tempestade Conservadora 13:A Banda acredita que este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?
Raul:A ideia da banda é fazer algo conceitual, o álbum em si é um começo, não é completamente conceitual, já que há algumas questões que saem do preceito principal, como o aneurisma que fala da morte como resultado de problemas emocionais.Mas a ideia do álbum é direcionada para dar uma mensagem agressiva e dolorosa do que nos espera se continuarmos a destruir o ambiente de forma muito agressiva e sem medo das forças da natureza. A natureza voltará a dominar o planeta e o ser humano acabará sendo uma espécie extinta, novas formas inteligentes que convivem em harmonia com o meio ambiente chegarão.
Tempestade Conservadora 14:Falem sobre a Ideia da capa do álbum?
Raul:A árvore como em todas as culturas representa a vida, no nosso conceito representa uma mistura com a mulher que é quem mostra a nossa vida como humana, mas seus frutos são pura energia negativa e corrompida como a sociedade atual. Os fetos ou frutos não são completamente desenvolvido, mas eles estão prontos para assumir a morte de uma vida vazia.É representado em um barranco o que explica que não há saída para o nosso destino, o barranco é deserto, terras áridas que não abrigam a vida.Ao ver bolas de fogo caindo de um vórtice que representa o portal para a entrada dos seres assassinos dos humanos que vêm para dar uma nova ordem natural.
Tempestade Conservadora 15:Como o som de vocês chegou na Slam Worldwide?
Raul:O Slam Worldwide é um canal de música extrema e nós o seguimos há algum tempo, depois de perceber a ideia do vídeo com Nan, fizemos as consultas diretamente com a página slamworldwide que depois enviamos o vídeo e as informações da banda. Eles concordaram em enviá-lo, é claro que eles cobram uma taxa para fazer a promoção, mas eu ajudo muito. É um canal gigante com seguidores em todos os cantos do planeta. É uma honra para nós sermos a primeira banda boliviana a fazer parte do canal slamworlwide.
Tempestade Conservadora 16:A Banda conhece e gosta do Metal Brasileiro?
Raul:Naturalmente, o Brasil traz muitas bandas sob diferentes temas de metal extremo, muitas facetas, conhecemos vários como: Vomepotro, Gore, Expurgo, Sangrena, Doomsday Hymn, Legacy of Kain, Antidemon, Rebellium, Nephasth, Rebaellium, Torture Squad, Querion, Necroterio, Anarkhom, além de abrir duas vezes os shows de Krisium e NervoChaos. Bem, se nós conhecemos mais bandas. Mas eles já são de outros gêneros de metal, o Brasil tem uma tradição possivelmente a maior da América do Sul em termos da cena do metal.
Tempestade Conservadora 17:Mandem uma mensagem aos fãs,a entrevista acabou
Raul:Em primeiro lugar, agradeça ao Tempestade conervadora pelo contato e nos dê um espaço em suas letras, nosso mundo extremo é muito pequeno mas o apoio é sentido e para todos que gostam do nosso som. Nós damos a eles os mais fortes e fortes abraços de graças, metal nos une todo mundo fica brutalizando !!!
Obrigado brasil !!!!! Vamos por mais!!!!!

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicoterapeuta

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

MAGAZINEANV

DIVULGUE PRODUTOS DO

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

BlueNote Blog

CARTAS PRA NINGUÉM

Discover

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

Metal Viewer

Kleine Bands werden hier groß geschrieben.

%d blogueiros gostam disto: