Entrevista 266 com a Banda Americana Glacier


A Tempestade Conservadora chega a sua Entrevista 266 com a Banda Americana Glacier e a banda nos apresenta seu segundo álbum intitulado como No Light Ever.Vamos diretamente a uma música deles e diretamente pra entrevista pois eles vão se apresentar pra nós.

Tempestade Conservadora 1:Apresentem a banda pra nós?
Glacier:Para nos apresentarmos, somos a Glacier.Somos uma banda de pós-metal instrumental alta e pesada de Boston, Massachusetts. Consistimos em três guitarristas que são Dooley, Ryan e Matt,um baixista chamado Derek e um baterista chamado Jesse.
Tempestade Conservadora 2:Falem sobre o trabalho de composição em No Light Ever?
Glacier:Bem, nós, como banda, tivemos alguns anos particularmente difíceis. Lidamos com muitas perdas, ansiedade e tempos sombrios. Portanto, encontrar inspiração para este álbum não foi muito difícil. Mas, no que diz respeito ao processo de escrita, é definitivamente um esforço de grupo. Nos cinco anos anteriores, ficamos bem à vontade em assumir nossos próprios papéis. É um processo muito aberto, com muita discussão e mantendo as coisas abertas às idéias de todos. Colocar todas as nossas cabeças nisso nos permite obter a melhor produção possível em que podemos pensar.
Tempestade Conservadora 3:Porque a banda tem três guitarristas?
Glacier:Mais guitarras é igual a mais volume.
Tempestade Conservadora 4:Você concorda que suas músicas neste álbum são eloquentes e lembram poemas?
Glacier:Delineamos deliberadamente as músicas para serem lidas em conjunto para formar uma declaração coesa, como um poema. Fizemos isso porque a música deve ser considerada como um todo e o álbum é uma afirmação singular.

Tempestade Conservadora 5:A Banda terá shows ou turnês a fazer em 2019?
Glacier:Estamos tocando nosso show de lançamento de discos no Great Scott, em Allston, Massachusetts, no sábado, 12 de outubro. Estamos comemorando o lançamento físico do disco com nossos amigos no Chrome Over Brass, Girih e Harborlights. Também tocamos no dia 2 de setembro no Geno’s em Portland, no Maine com a Inter Arma e Come to Grief. Também temos outros shows planejados e vamos atualizar no site glacierband.com
Tempestade Conservadora 6:Apesar de instrumental, as músicas têm uma atmosfera triste. Como isso é feito?
Glacier:A música em si pode retratar muitos humores e, com isso, sempre estabelecemos o objetivo de representar um lado sombrio das coisas. A tristeza é uma emoção poderosa, e todo mundo já sentiu em um ponto ou outro. Canalizar isso para a nossa música é algo que nós, como banda, sempre tentamos fazer usando tons mais escuros, temas e mantendo esses momentos tristes em mente enquanto escrevemos.
Tempestade Conservadora 7:Como foi a recepção deste álbum?
Glacier:Tivemos respostas realmente positivas de pessoas que tiveram a gentileza de reservar um tempo para ouvir. O fato de este álbum ter se conectado com pessoas fora do nosso pequeno círculo de amigos foi esmagador, e mais do que aquilo que jamais poderíamos esperar. Ficamos muito agradecidos a quem passou o tempo ouvindo. Também tivemos um usuário no Youtube nos dizendo o álbum “sux”.
Tempestade Conservadora 8:Foi agendado ou improvisado para apresentar uma música de treze minutos?
Glacier:Somos muito deliberados quando escrevemos. Às vezes, as músicas nos levam muitos meses para serem concluídas. Embora possa haver seções durante o processo de escrita que começam com uma sensação de improvisação, continuamos a detalhar os detalhes menores até que possamos reproduzi-lo da mesma maneira várias vezes. Não sentimos que uma música esteja pronta até que uma história coesa tenha sido contada.
Tempestade Conservadora 9:O que a banda quer dizer com força implacável?
Glacier:Gostamos de criar músicas que não param e continuam a empurrar o ouvinte para a frente sem dar a você a chance de respirar. Como estar preso à corrente de um corpo d’água em movimento rápido.
Tempestade Conservadora 10:Qual a diferença entre o Glacier e as suas bandas anteriores?
Glacier:Muitos de nós crescemos tocando música juntos quando crianças.Glacier é o tipo de música que buscamos criar desde então.
Tempestade Conservadora 11:Falando sobre a cena do metal em Boston?
Glacier:Tivemos a sorte de fazer grandes amigos na cena pós-metal / pós-rock na Nova Inglaterra. Amigos como Pray for Sound, Circus Trees, Girih, Wolfhand, Sea and Harborlights.

Tempestade Conservadora 12:Como é que a banda chega à Wolves e Vibrancy Records?
Glacier:Eles são uma gravadora com a qual realmente nos conectamos de um nível filosófico. Eles trabalham com bandas que pensam da mesma forma, temos os mesmos gostos e foram gentis o suficiente para acreditar na música que estamos fazendo.
Tempestade Conservadora 13:De que forma Alex-Garcia Rivera ajudou Jesse?
Glacier:Ele ajudou a tocar bateria no disco e foi uma grande ajuda.
Tempestade Conservadora 14:A Banda conhece e gosta do Metal Brasileiro?
Glacier:Não, mas adoraríamos algumas recomendações.
Tempestade Conservadora 15:Falem sobre a ideia da capa do álbum?
Glacier:Queríamos algo para retratar o clima e o tema do álbum. Trabalhámos em estreita colaboração com a nossa amiga Liz na Vanitas Illustration sobre o que queríamos. Ela foi capaz de pegar o que estávamos procurando e entregou uma representação perfeita para combinar com a sensação da nossa música.
Tempestade Conservadora 16:A Banda acredita que este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?
Glacier:Sim, o álbum é uma peça coesa e consideramos um todo.
Tempestade Conservadora 17:A Banda sentiu diferenças no som e na parte lírica entre Though Your Sins Be As Scarlet, They Shall Be White As Snow; Though They Be Red Like Crimson, They Shall Be As Wool e agora em No Light Ever?
Glacier:Como não há letras em nenhum dos discos, não podemos dizer. Pensamos que musicalmente queríamos focar mais em peso e dissonância do que em drones.
Tempestade Conservadora 18:Mandem uma mensagem aos fãs,a entrevista terminou
Glacier:O mundo é um lugar horrível e estamos ansiosos por nossa própria ruína.

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicanalista

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

Seja Bem Vindo

Meu Canal de Vendas

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

Coeficiente

Textos Acadêmicos, Resenha de Livros e Discos

Discover

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

ESTERILTIPO

Resenha de discos de Rock & Metal

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

%d blogueiros gostam disto: