Entrevista 283 com a Banda Boliviana Lengua Negra


A Tempestade Conservadora Chega a Sua Entrevista 283 com a Banda Boliviana Lengua Negra e a banda nos lança seu Primeiro Álbum intitulado como Sarcoma.A Banda tem essa formação:Damián Guerra como Guitarrista e Vocalista,Antonio Aldana como Baixista e Juan Martínez como Bateria.Damián foi a escolha da banda pra responder nossas perguntas e vamos pra elas! Acima o álbum completo!

Tempestade Conservadora 1:Apresentem a banda pra nós?
Damián Guerra-Lengua Negra:A banda é formada por Juan Martínez na bateria, Antonio Aldana no baixo e Damián Guerra na guitarra e no vocal.
Tempestade Conservadora 2:Falem sobre o Trabalho de Composição?
Damián:As músicas foram compostas espontaneamente, com uma contribuição de cada uma para alcançar seu próprio som. Tanto em riffs quanto essencialmente em som. Demoramos cerca de cinco meses para compor e gravar. Nos aspectos líricos, falamos sobre questões como doenças físicas e espirituais.A visão do humano, a solidão e o homem contra a sociedade e contra ela.
Tempestade Conservadora 3:A Banda escolheu algum single pra este álbum e o porque da escolha?
Damián:o single que lançamos foi “while you die” é a música que pensamos refletir os aspectos mais característicos do álbum com nuances agressivas e psicodélicas às vezes. Também porque está entre as músicas que gostamos de tocar ao vivo.
Tempestade Conservadora 4:A banda acredita que esses problemas que a banda aborda em suas músicas têm conotações filosóficas? Em caso afirmativo, algum escritor influenciou vocês de alguma forma?
Damián:Definitivamente, filosoficamente, podemos interpretar nas canções tinturas do existencialismo, também a visão do humano imerso na sociedade ou na máquina e ficar entorpecidos diante de um sistema que induz automatismo e conformidade. Como influências, temos escritores como Friedrich Nietzsche, Leopoldo Maria Panero, William Faulkner e Davis Foster Wallace.

Tempestade Conservadora 5:É mais fácil ou mais prático uma banda como Powertrio?
Damián:sim, é mais fácil, porque as idéias que são contribuídas entre três chegam mais rapidamente a um aspecto específico. Quando todos sabem o que querem, é alcançado um acordo criativo que leva a coisas muito boas. Além disso, é mais divertido para nós,é como uma pequena gangue ou uma matilha de cães vadios.
Tempestade Conservadora 6:A Banda terá shows ou turnês em 2019?
Damián:Nesta sexta-feira, 13 de setembro, teremos uma apresentação em uma área da nossa cidade para apresentar oficialmente o álbum Sarcoma. Também no dia cinco de outubro iremos à cidade de La Paz para participar de um festival de metal que acontece todos os anos, chamado “Illimani Metal Fest”.
Tempestade Conservadora 7:No começo da banda,que bandas influenciaram a de vocês?
Damián:Nós nos influenciamos em muitas coisas, gostamos de todos os tipos de música como Mastodon, Neurose, Black Sabbath, Death, Nirvana e além do rock progressivo argentino como Invisible, Serú tour e funk como Red Hot Chilli Peppers.
Tempestade Conservadora 8:Que estilo você acha mais latente no som da banda, Sludge ou Stoner e por quê?
Damián:Eu acho que o Sludge é um pouco mais premium, pelo som dos instrumentos, que é bastante alto e também pelos riffs, um pouco mais alto. Mas temos elementos de vários gêneros dentro dessa enorme variedade de metais um pouco mais contemporâneos.
Tempestade Conservadora 9:Como foi a recepção pra este álbum?
Damián:Até agora, está indo muito bem! Recebemos alguns comentários positivos, principalmente de pessoas de outros países, graças à difusão nos canais e grupos do YouTube no Facebook. A internet nos ajudou imensamente para o álbum alcançar mais pessoas.
Tempestade Conservadora 10:O que a Lengua Negra tem de diferente de suas outras bandas?
Damián:Eu acho que, principalmente porque não focamos em soar como outra banda, simplesmente procuramos fazer o que encontramos no momento e estamos satisfeitos, então tentamos abrir mais coisas novas e experimentar com mais facilidade.
Tempestade Conservadora 11:Por que é correto dizer que a bateria teve que ser gravada em um estúdio diferente da Puerta Del Diablo?
Damián:Puerta del diablo é um estúdio independente que formamos com um amigo há alguns anos e ainda não temos recursos técnicos para gravar uma bateria corretamente. Por isso, decidimos ganhar a bateria em outro estúdio chamado Nave Nodriza, que nos apoiou com os aspectos técnicos.

Tempestade Conservadora 12:A banda conhece e gosta de metal brasileiro?
Damián:Entre as bandas de metal brasileiras que mais ouvimos, estão o Sepultura, Ratos de Porão e ultimamente ouvimos muito o Nervosa, também o Sarcófago.
Tempestade Conservadora 13:Como é a Cena Metal da Bolívia?
Damián:Na Bolívia há muito movimento, a maior concentração de bandas é em La Paz e é onde tudo realmente acontece.Aqui em Tarija é um movimento pequeno, mas existe e é baseado principalmente em autogestão e existem comunidades que realizam eventos, distribuir material de bandas jovens.Todas de baixo, quase inteiramente de forma independente.
Tempestade Conservadora 14:A Banda acredita que este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?
Damián:Sim, é um álbum conceitual, pode não ser uma história concreta.Mas tem um senso lírico que conecta todas as músicas que arranham a aparência do ser humano e da doença. Então o nome SARCOMA que é um tipo de câncer que É muito óbvio à vista.Então, o conceito mostra basicamente como a doença está presente na humanidade em milhões de aspectos tanto físico, social como espiritualmente.
Tempestade Conservadora 15:O que representa o desenho de capa do álbum?
Damián:Basicamente, a brutalidade humana é uma colagem que mostra atrocidades registradas na Idade Média, mas que ainda estão muito presentes na era atual. Representa uma vida humana doente e violenta.
Tempestade Conservadora 16:A Banda tem algum sonho?
Damián:Eu acho que o sonho da banda é apenas continuar fazendo música, música que seja sincera, sem aspirar a um falso reconhecimento ou procurar agradar a um certo grupo de pessoas, nós apenas queremos fazer as nossas coisas e canalizar-nos na música que fazemos.
Tempestade Conservadora 17:Por que a música El Precio que Pagamos não entrou no álbum Sarcoma?
Damián:Eu acho que não surgiu porque foi composto muito além do conceito do álbum. El Precio Que Pagamos foi composto muito antes e lançado como um single para começar a espalhar a música que fazemos nas redes.
Tempestade Conservadora 18:Mandem uma mensagem aos fãs,a entrevista acabou
Damián:Muito obrigado por nos dar o espaço e a todos que ouviram nosso álbum e gostaram e somos imensamente gratos!

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicanalista

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

Seja Bem Vindo

Meu Canal de Vendas

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

Coeficiente

Textos Acadêmicos, Resenha de Livros e Discos

Discover

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

ESTERILTIPO

Resenha de discos de Rock & Metal

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

%d blogueiros gostam disto: