Entrevista 289 com os Australianos da Envenomed


Envenomed

A Tempestade Conservadora Chega a sua Entrevista 289 com a Banda Australiana Envenomed e a banda nos lança seu segundo álbum intitulado como The Walking Shred.A Banda tem essa formação: Anthony Mavrikis nos vocais e guitarra rítmica,Brendan Farrugia na guitarra, Tom Nugara no baixo e John Price na bateria.Vamos a Entrevista!

Tempestade Conservadora 1:Apresentem a banda pra nós?
Envenomed:Anthony Mavrikis: vocalista e guitarrista, além de ser o membro fundador da Envenomed.Brendan Farrugia que é o guitarrista principal,Tom Nugara que é o baixista e vocal de apoio e John Price como baterista.
Tempestade Conservadora 2:Falem sobre o trabalho de composição em The Walking Shred?
Envenomed:A composição deste álbum foi dividida entre eu e Brendan e nosso antigo baterista Adam Bartleson. Eu apresentava as idéias originais das músicas com riffs e progressões de guitarra, depois as levava para Brendan e terminávamos as músicas. Então, Adam meio que os produzia e reorganizava pedaços aqui e ali. Com a letra, Brendan e eu basicamente fizemos metade e metade das músicas do álbum cada.
Tempestade Conservadora 3:A Banda escolheu algum single pra o álbum e o porque da escolha?
Envenomed:Optamos por lançar “Abandon Hope” como um single poucas semanas antes do lançamento do álbum, um porque é a faixa de abertura do álbum e dois porque sentimos que é uma música boa e forte, que dá ao público uma boa visão sobre o álbum como um todo, pois tem tanto riffs pesados de Trash quanto muita melodia.
Tempestade Conservadora 4:Como a tirania se faz presente em suas músicas?
Envenomed:O álbum foi escrito sobre o apocalipse e os zumbis, daí o título do álbum. Não há um significado real para o álbum, pois estávamos querendo uma história fictícia.

Tempestade Conservadora 5:Como foi a recepção do álbum?
Envenomed:Eu sinto que nossos fãs estavam bastante empolgados com o lançamento de novos materiais, já que faz tanto tempo. O público e a mídia pareciam ter uma ótima impressão e ainda temos uma crítica ruim pela qual estamos todos muito felizes! Ver o número 12 da revista Metal Hammer na Alemanha “The Walking Shred” e o número 12 em seus melhores álbuns de agosto foi uma grande sensação e todos estávamos super empolgados!
Nosso primeiro show em Melbourne do nosso álbum após nossa turnê européia foi incrível e com uma ótima apresentação e vibração, o que foi ótimo também porque muitas pessoas estavam reagindo bem ao novo álbum!
Tempestade Conservadora 6:O que a banda quer dizer com agitação política?
Envenomed:Tentamos não escrever músicas sobre política, porque a música é uma maneira de fugir de tudo isso.
Tempestade Conservadora 7:A Banda terá shows ou turnês em 2019?
Envenomed:O início de 2019 nos assistiu a vários festivais australianos, incluindo o Blacken Open Air e o Metal United World Wide em Melbourne, sem mencionar o apoio ao Metal God LOUDNESS em nossa cidade natal, Melbourne. Passando para julho, quando lançamos The Walking Shred, imediatamente após uma turnê européia que consistia em 10 shows em muitos países incríveis em toda a Europa. Foi um ótimo passeio! Recentemente, voltando para casa, acabamos de fazer nosso primeiro show na Austrália, no SHREDFEST, em Melbourne, para o nosso show de lançamento de álbuns, que foi um show incrível! Agora, para o restante de 2019, temos vários festivais legais em toda a Austrália, incluindo Steel Assassin’s em Sydney e Sharkfest open air em Mildura. Além de alguns shows de clubes em Adelaide e Queensland.
Tempestade Conservadora 8:Olhando a capa e o nome do álbum, sinto uma certa referência ao seriado The Walking Dead. É correto dizer que esse seriado influenciou esse trabalho?
Envenomed:Eu não diria que o seriado em si teve uma grande influência no álbum, mas nos deu a ideia do nome. Queríamos algo diferente do álbum com temas políticos típicos, então pensamos em por que não um álbum com temas zumbis apocalípticos.
Tempestade Conservadora 9:No começo da banda,quem influenciava vocês?
Envenomed:Nosso som é composto de algumas bandas diferentes, dos deuses do Trash como Megadeth, Testament e Metallica a bandas mais tradicionais e melódicas como Iron Maiden e Iced earth.
Tempestade Conservadora 10:Em que a Envenomed tem de diferente de suas bandas anteriores?
Envenomed:Eu não posso responder pelos outros, mas sinto que estar em uma banda onde todos têm os mesmos objetivos e todos estão tão motivados quanto os outros parece ser muito raro nos dias de hoje. Temos sorte que este não é o caso da Envenomed. Também é ótimo que todos nós nos damos bem e nos conectemos muito bem musicalmente.

Tempestade Conservadora 11:Como é a Cena Metal da Austrália?
Envenomed:A cena do metal aqui na Austrália é ótima! Somos uma grande família e somos mimados com centenas de bandas incríveis!
Tempestade Conservadora 12:A Banda conhece e gosta do Metal Brasileiro?
Envenomed:Não temos muita consciência da cena do metal no Brasil. A América do Sul é incrível e nós definitivamente adoraríamos visitar por algum tempo!
Tempestade Conservadora 13:A Banda acredita que este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?
Envenomed:Sim, você pode chamar o The Walking Shred’ de álbum conceitual. Liricamente, tudo baseado em apocalipse e zumbis, por que você pode perguntar? Bem, nós realmente adoramos a ideia e dissemos “foda-se, por que não fazer o álbum sobre zumbis!”
Tempestade Conservadora 14:Falem sobre a Ideia da Capa do álbum?
Envenomed:Mais uma vez, pegando o tópico das letras do álbum e trabalhando com um incrível artista local que se chama ‘Thrashwolf’ e depois de um bom mês de idas e vindas entre as ideias, criamos o design atual. Estamos muito felizes com o resultado!
Tempestade Conservadora 15:A Banda sentiu diferenças no som e na parte lírica entre Reckoning e agora em The Walking Shred?
Envenomed:No que diz respeito a uma mudança no som, acho que não evoluímos, mas não drasticamente,como em Reckoning.Em relação ao conteúdo das letras, decidimos escrever um álbum conceitual de zumbi, então acho que isso mudou!
Tempestade Conservadora 16:Como a banda chegou na El Puerto Records?
Envenomed:Nós procuramos por uma boa gravadora para apoiar-nos com boa distribuição,direção e uma boa lista de bandas com as quais eles trabalharam. O pessoal do El Puerto marcou todas as caixas e ficou muito feliz por estar em seu estábulo.
Tempestade Conservadora 17:Mandem uma mensagem aos fãs,a entrevista acabou
Envenomed:Para todos os nossos fãs por aí, muito obrigado por mostrar interesse em nossa pequena e velha banda de metal da Austrália! Obrigado por todo o seu apoio, esperamos tocar em sua cidade em breve!

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicanalista

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

Seja Bem Vindo

Meu Canal de Vendas

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

Coeficiente

Textos Acadêmicos, Resenha de Livros e Discos

Discover

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

ESTERILTIPO

Resenha de discos de Rock & Metal

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

%d blogueiros gostam disto: