Entrevista 307 com os Franceses da Protogonos


A Tempestade Conservadora Chega a sua Entrevista 307 com a Banda Francesa Protogonos e a banda nos apresenta seu Primeiro Álbum intitulado como From Chaos to Ashes.A Banda tem essa formação:Nico como Vocalista,Ben e Aurelien como Guitarristas,Nick como Baixista e Jeremy como Baterista.Nico foi quem respondeu nossas perguntas e elas, começam a ser respondidas agora.

Tempestade Conservadora 1:Apresentem a banda pra nós?
Nico-Protogonos:Protogonos é uma banda francesa de Metalcore com influência melódica. Fundada no final de 2016 através da iniciativa Ben na guitarra e Jeremy na bateria e rapidamente se juntou a Aurel na segunda guitarra e eu que me chamo Nico e sou o vocalista.Poucos meses depois,Nick no baixo completou a lista e começamos a trabalhar no nosso EP Ex Nihilo feito em Fevereiro de 2018.Com direito ao nosso primeiro show em fevereiro, o início de uma aventura divertida.
Tempestade Conservadora 2:Falem sobre o trabalho de composição em From Chaos To Ashes?
Nico:Ben é o principal “portador de idéias e melodias”.
Ele escreveu todas as faixas de sua globalidade.Então, Aurel entra no jogo para fazer arranjos musicais e refazer as estruturas das faixas, a fim de torná-las mais altas! Às vezes, ele reescreve algumas partes de Ben para otimizá-las.
Como cantor, escrevi letras e linhas vocais para quase todas as faixas.Nesse processo, todos podem ter uma palavra sobre como ele vê as coisas. Estamos todos juntos na criação, mas a maioria do trabalho é essencialmente feita por Ben, Aurel e eu.
Tempestade Conservadora 3:A Banda escolheu algum single pra este álbum e o porque desta escolha?
Nico:Esta é uma pergunta muito boa que você me faz. Na verdade, nos perguntamos isso há algumas semanas. Sanctuary é provavelmente a música mais relevante para ser um single. Simplesmente porque é a última música do álbum e a que explique claramente sua mensagem.O álbum está falando sobre cosmologia e quanto tempo leva para ter um lugar tão agradável onde a evolução possa ocorrer e um santuário é apenas uma mensagem dizendo que devemos parar de ser egoístas e dar a mão às gerações futuras pelas quais estamos destruindo seu santuário .O Coração é um santuário, nosso dever é preservá-la.
Tempestade Conservadora 4:O que a banda quer dizer com Metalcore Melódico?
Nico:Tentamos criar músicas com códigos clássicos de metalcore. Eu quero dizer socos na sua cara, riffs e avarias, vozes saturadas e etc. Mas também temos linhas de guitarra que trazem uma abordagem mais melódica da nossa música. Quero dizer, se você comparar nossa música com alguns pioneiros do Metalcore como Silent Civilian, por exemplo. Além disso, o refrão é quase todo com uma voz limpa e a vontade de fazê-la parecer mais melódica e menos brutal. pelo que fazemos. Talvez devesse ser Metalcore Moderno. Isso é algo que hoje em dia podemos encontrar em muitos projetos em todo o mundo, misturando algo forte com algo menos brutal.

Tempestade Conservadora 5:O que a banda quer dizer com
do caos às cinzas?
Nico:Imagine que alguém é espectador de como tudo surgiu do caos primordial e do big bang.Ele pode ver como o espaço e o tempo chegam, depois a expansão do universo e como os elementos são criados, aglomerando-se na criação de massas e, às vezes, aparecem exceções, quero dizer alguns lugares onde a evolução pode ocorrer. Em uma dessas exceções, esse espectador vê como A evolução rápida é rápida e como uma espécie se torna a única entre todas. É claro que é sobre a terra e a humanidade e como sua maneira de viver, sua ganância, egoísmo, está destruindo o que demorou tanto para ser construído, transformando-o em cinzas. É por isso que eu falei sobre o Santuário como um único e principal portador da mensagem que queríamos contar. feito, temos que pensar nas gerações futuras para preservar o que ainda pode ser e parar de agir como a geração anterior e também a nossa. Não somos bons, nossa maneira de consumir não é boa, estamos todos preocupados.
Tempestade Conservadora 6:Qual tema lírico do álbum?
Nico:A primeira metade do álbum é a resposta da pergunta anterior e está escrita como um conceito. A segunda metade é mais especificamente alguns focos em desvios ou comportamentos humanos que são parte do que nos leva a cinzas.
Tempestade Conservadora 7:A Banda terá shows ou turnês a fazer em 2019?
Nico:Restam três meses até o final de 2019.Não temos muitos shows planejados até o final do ano, alguns promocionais em festivais franceses.Mas desde o lançamento de From Chaos to Ashes recebemos muitas propostas. Então, acho que nosso calendário mudará nas próximas semanas.Estamos trabalhando com nosso gerente de turnê para o início de 2020. Gostaríamos de fazer uma turnê novamente pela França e pensamos em como podemos ir mais longe ou pela Europa.
Tempestade Conservadora 8:No começo da banda,quem influenciou vocês?
Nico:As I lay Dying, Parkway Drive, Periphery, Breakdown of Sanity, Bring me the Horizon,Bless the fall, Silent Civilian, Gojira, Betraying the Marthyrs.Apenas alguns exemplos.
Tempestade Conservadora 9:Como foi a recepção deste álbum?
Nico:O álbum foi lançado há uma semana, então ainda estamos esperando por crônicas, mas a festa de lançamento foi ontem, em um lugar que costumávamos tocar.O que posso dizer, nunca tocamos antes na frente de tantas pessoas neste lugar.Foi uma loucura e um verdadeiro prazer para nós vê-los tão empolgados como estávamos !! Até pessoas que não nos conheciam uma semana antes! Então, eu acho que isso significa que a recepção é boa com o público local. tipo de recepção com um maior público.
Tempestade Conservadora 10:O que a Protogonos tem de diferente de suas bandas anteriores?
Nico:Acho que a principal diferença é que temos uma ambição e não apenas sonhos que não fazemos o necessário para alcançá-la. Fazemos o melhor que podemos para ir o mais longe possível e todos reunimos tudo o que precisamos Como amador, tentamos realmente tornar as coisas mais profissionais: é sobre criação de música, produção musical, visual do álbum, trabalho em show, luzes em shows e etc. É por isso que trabalhamos com profissionais para a produção do álbum.
Tempestade Conservadora 11:A Banda conhece e gosta do Metal Brasileiro?
Nico:Sou fã de Angra desde Freedom Call.Eu os vi seis ou sete vezes com uma formação diferente.Mesmo que o som de Angra seja diferente agora, eu gosto de como soa moderno e às vezes agressivo hoje e eu era um grande fã de Andre MATOS. Adorei o projeto Shaman e tenho uma versão autografada de colecionador do álbum Ritual.

Tempestade Conservadora 12:Falem sobre a Cena Metal da França?
Nico:Acho que a França tem uma cena Metal muito boa. Temos Gojira no mundo inteiro por muitos anos, mas outros estão se fundindo também, traindo os mártires, os romancistas ou a histeria em massa. Mas a França tem um problema. Muitas pessoas não consideram o Metal como uma música na França.Isto é incrível quando você sabe que estamos na Europa, um dos países com o número mais importante de bandas e festivais de metal.Mas é principalmente underground.Não é popular, não é no rádio ou na TV e Na maioria das vezes, quando essas mídias falam sobre metal, mostra uma imagem distorcida e nem sempre lisonjeira. Portanto, a cena francesa não é representada no exterior como deveria ser, simplesmente porque já é uma jornada de um lutador ter reconhecimento na França.Vinte e cinco shows no ano passado e atravessar a estrada de tantas boas bandas francesas amadoras. Eu acho que é apenas um desperdício de talento.
Tempestade Conservadora 13:Qual a ideia da capa do álbum?
Nico:Bem, é uma ilustração do tema do álbum.A terra está lentamente se transformando em cinzas. Sob a terra, você pode ver uma mão enorme representando uma divindade, uma crença na origem que não pode parar o que está acontecendo. Ele é apenas um espectador, provavelmente aquele que conta a história nas quatro primeiras músicas do álbum.Há algo espacial, mitológico, industrial. Todas essas coisas que você pode encontrar nas letras.
Tempestade Conservadora 14:A Banda acredita que este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?
Nico:Depende do que estamos considerando como conceito.
As 4 primeiras faixas estão escritas contando uma história.
Na verdade, as cinco primeiras músicas poderiam ter sido um verdadeiro conceito de EP. Mas é um LP, não um EP.Outras faixas apontam comportamentos individualmente, mas ainda existem no tema.Então, não, não é um álbum conceitual.Caso contrário, a música Odalisk não está no tema. As letras foram escritas por Ben e como eu as achei muito legais, decidimos mantê-las.Talvez tenhamos inventado o álbum meio conceitual?!.
Tempestade Conservadora 15:A Banda tem algum sonho?
Nico:Para tocar no palco principal de festivais com visibilidade internacional. Na França, este é o Hellfest. Se chegarmos lá, significa que teremos ultrapassado limites importantes e estaremos prontos para outros desafios. Mas você sabe, o mais importante é fazer as pessoas se sentirem bem em ouvir nossa música e compartilhar com elas o máximo que pudermos.
Tempestade Conservadora 16:O que a banda quer dizer com Prometerra?
Nico:Os líricos estão falando sobre aparição de elementos no universo e criação de diferentes massas como estrelas, planetas, satélites.A maioria é apenas terra queimada ou congelada, mas às vezes uma exceção permite que a vida apareça e a evolução ocorra.É no álbum onde o foco na Terra começa e pelo seu nome.Na mitologia grega, Prometeu é o titã que roubou o fogo para entregá-lo aos seres humanos e eu o transformo na minha cabeça como o início de uma evolução e a Terra significa a terra.A mistura de ambos soou legal, então mantemos.
Tempestade Conservadora 17:A Banda sentiu diferenças na parte lírica e no som entre Ex Nihillo e agora em From Chaos To Ashes?
Nico:Na verdade, trabalhamos especificamente para essas mudanças. Ex Nihilo foi gravado enquanto ainda estávamos procurando o que / quem éramos musicalmente. Era necessário para preparar o futuro lançamento de um álbum que já temos como objetivo. Sabíamos que havia muito trabalho até o álbum. Também precisamos confrontar nossa música com críticas para nos ajudar a avançar e rapidamente para esse objetivo. Tínhamos uma ideia de como deveria ser o álbum, mas também sabíamos que não estávamos. É por isso que gravamos Ex Nihilo tão cedo.Durante dezoito meses, fomos capazes de tocar, sair em turnê, ter experiência e receber feedback, conhecer pessoas, tantas coisas que usamos e nos ajudou no processo de criação do FCTA. Estamos felizes que as pessoas possam sentir essas mudanças enquanto ouvem o FCTA.
Tempestade Conservadora 18:Mandem uma mensagem aos fãs,a entrevista acabou
Nico:Aprecie a música, isso nos ajuda a sermos fortes.Viva bem, metal ao vivo!

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicoterapeuta

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

MAGAZINEANV

DIVULGUE PRODUTOS DO

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

BlueNote Blog

CARTAS PRA NINGUÉM

Discover WordPress

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

Metal Viewer

Kleine Bands werden hier groß geschrieben.

%d blogueiros gostam disto: