Entrevista 388 com a Banda Instrumental Espanhol We Are Impala


A Tempestade Conservadora Chega a sua Entrevista 388 com a Instrumental/Stoner Banda Espanhola We are Impala.A Banda é originária da Espanha.É o máximo que podemos dizer.Não, por que estamos brincando com vocês.Mas,sim,porque a própria banda falará para nós.Todos eles responderam nossas perguntas.Apenas uma explicação a ser feita.A Partir, da segunda pergunta,a sigla WAI será utilizada.Para fim de agilizarmos o trabalho.

TC 1:Apresentem a banda pra nós?

We Are Impala:Oi! Somos We Are Impala, uma banda de rock instrumental de Mataró, uma cidade próxima a Barcelona, na Espanha. Em 2019, lançamos nosso segundo álbum chamado VISIONS. Gravado no Ultramarinos Costa Brava por Sant García e masterizado por seu irmão Víctor Garcia. Começamos nossa jornada em 2012, mas a banda finalmente se estabeleceu no início de 2014 com Xevi Strings na guitarra, Mauro Pinto no baixo, Albert Guanyabens nas teclas e Ander Soto na bateria.

TC 2:Falem sobre o trabalho de composição em Visions?

WAI:Diferentemente do primeiro álbum Synesthesia em 2015,agora com Visions (2019), todos começamos a compor desde o início. E acreditamos que a música mostra isso. Temos um som mais claro, para onde queremos ir e conseguimos especificar melhor as idéias. Ficamos claros que queríamos um álbum muito direto, sem repetir partes e que era fácil ouvir. Nossa maneira de compor é muito ensaiada em nosso porão e as sensações que temos tocando ao mesmo tempo. Acreditamos que esse tipo de música que fazemos, o instrumental, exige muito disso, já que é preciso haver transições de uma parte para outra e é sempre melhor se sair de maneira natural e não muito premeditada.

TC 3:A Banda escolheu algum single pra este álbum e o porque da escolha?

WAI:Escolhemos a música ‘Rituals’ porque é a mais direta e poderosa do álbum, acreditamos que o primeiro impacto que deve ser dado deve ser algo com muita presença e entidade, o que faz o seguidor querer ouvir mais. Também é sempre bom deixar a melhor música do álbum sem revelar antes. Sempre apresentamos nosso álbum com um videoclipe, e ‘Rituals’ tem algo que foi mais fácil para nós criar uma história por trás dele.

TC 4:É mais instrumental ou Stoner o som da banda?

WAI:Bem, nós pensamos que Visions é o mesmo que instrumental como o nosso primeiro, mas talvez neste novo, seja mais stoner / rock. Atitude mais clássica do rock’n’roll, estamos tentando não fazer o estilo clássico do pós-rock, não ouvimos esse tipo de música e acho que se você ouvir We Are Impala, ouvirá o nosso próprio coisa.

TC 5:Porque a banda tem esse nome?

WAI:O nome veio porque o nosso primeiro baixista gostou muito de uma motocicleta chamada Impala. Tão simples como isso! Temos que dizer que quando começamos o Tame Impala ainda não era famoso.

TC 6:Essa fusão ocorre de que forma?

WAI:Como dissemos antes, não ouvimos música instrumental, somos influenciados por bandas de rock clássicas, onde os solos são importantes e as melodias captam. Bandas como Led Zeppelin ou Motorpsycho para dizer uma nova. Rock clássico com uma nova perspectiva a partir de 2019. Também todos ouvimos muitos tipos diferentes de bandas, não gostamos de nos concentrar em um estilo, gostamos de ter uma mente aberta.

TC 7:A Banda fez shows ou turnês a fazer em 2019?

Sim! Este ano estamos tocando nossas novas músicas na Espanha, e também tivemos a chance de tocar na Itália! Nosso próximo show será em Madri em janeiro! E estamos fechando as datas para 2020. Existe um promotor no Brasil ??{TC:Alguns sim!}

TC 8:Falem sobre a cena metal da Catalunha?

WAI:A cena é ótima como em outros países, o difícil é fazer música como um trabalho. Mas há muitas bandas boas, e isso nos ajuda a facilitar a execução de shows. As bandas que temos, o público que temos. Você entende o que queremos dizer? Com boas bandas, e muitas delas, melhor. Barcelona tem uma ótima cena musical, muitas bandas de estilos diferentes. É fácil de tocar e encher os locais? isso é outra coisa. Quando você tem uma oferta tão grande e variada, torna o bolo mais dividido e tudo fica mais complicado. No final, todos temos nosso trabalho e tocamos música porque nos sentimos bem fazendo isso!

TC 9:A Banda conhece e gosta do metal brasileiro?

WAI:Todos nós crescemos ouvindo o Sepultura? Quem não?!

TC 10:Qual a ideia da capa do álbum?

WAI:Queríamos fazer uma continuação em relação à capa do nosso primeiro álbum ‘Synesthesia’. Em que você pode ver um nascer do sol na montanha. O disco representa bastante a noite, está muito escuro. Com o Visions, acreditamos que ele tem muita luz, uma vibração positiva, o sol nasceu e finalmente ilumina a montanha que estava na sombra. Uma luz psicodélica que mostra nosso ponto de vista que se encaixa com a introdução do estilo psicodélico em nossas composições. Essa ideia foi perfeitamente representada pela ilustração do artista Beeple Crap, que depois de alguns ajustes, conseguimos colocar nosso símbolo no da mesma maneira que na capa da Synesthesia. Estamos muito felizes com essa capa e nos ajudou a chamar a atenção de pessoas que não nos conheciam.

TC 11:A Banda acredita que este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?

WAI:A capa explica um pouco. ‘Visões’ é uma jornada para a montanha. O ouvinte é o viajante que vai para a montanha. Nossa música é aquela luz que ilumina a montanha dessa maneira única o nosso símbolo. O videoclipe de ‘Rituais’ explica isso um pouco. Um caminhante que vai à montanha para ter uma visão, uma jornada que o levará a um clímax de cores e entropia. O disco toca com isso, é dividido por duas partes. O primeiro é mais a jornada, a parte da viagem, que termina com Echoes of Blue, que representa o “tempo de reiniciar”, a respiração e perceber o que está por vir. Termina com uma vibração muito positiva. O caminhante está em paz e pronto para receber a “visão”, finalmente. Na segunda parte, de Psichotria que é a conexão com a visão até Vales of Entropy, todas as músicas terminam em subidas que refletem esses clímax, atingindo seu máximo esplendor com o final Vales of Entropy.

TC 12:Qual a diferença entre a We Are Impala com suas bandas anteriores?

WAI:Eu acho que a maior diferença é o estilo, agora temos uma banda instrumental. Quando você não tem uma voz, cada parte que você toca tem que ter algo cativante; caso contrário, sua música pode ser chata. É por isso que não gostamos de repetir partes. De um lugar para outro. O coro aparece uma vez e aparecerá outro mais tarde. Isso é algo que ainda estamos aprendendo a fazer.

TC 13:Como foi a recepção deste álbum?

WAI:Achamos que foi ótimo! Nós vendemos muitos álbuns, e no bandcamp tem sido enorme! Temos tido mais impacto no estrangeiro do que na Espanha. O que significa que o novo álbum está funcionando muito bem, hehe !. Tendo sido recomendado por Arctic Drones ou A Thousand Arms, foi brutal para nós! Sabendo que chegou ao Brasil, é outro exemplo! Estamos muito felizes e prontos para compor outro novo álbum assim que pudermos!

TC 14:A Banda sentiu diferenças nos sons de Synesthesia e agora em Visions?

WAI:Sim! Nós conversamos um pouco sobre isso antes. Eu acho que agora as músicas têm outro ponto de partida. A atitude, o estilo. Com ‘Visions’ é mais rock’n’roll. Nós gravamos com isso em mente. A bateria está sendo gravada sob as escadas de uma casa, como o Led Zeppelin fez, o que dá à música mais poder e vibração ao vivo. As guitarras e o baixo são muito mais nítidos e espessos. Os tempos são um pouco mais altos. As teclas mais no rosto. Pensamos que o que mais afetou o som é que agora temos mais confiança no que fazemos, temos nossas idéias mais claras.

TC 15:De acordo com os fãs do bandcamp, a música mais admirada é Alpha Centauri. Poderia ser nomeada como segundo single ou é música favorita da banda?

WAI:Alpha Centaury é uma das promoções do álbum, concordamos! Na primeira vez, pensamos nisso como o single, mas preferimos deixar como surpresa no final! Mil Braços colocam Alpha Centauri em uma compilação importante que eles fazem todos os anos. Os fãs estão enviando aquele no YouTube com seus próprios papéis de parede, isso é ótimo!

TC 16:Para o show que você fará no final de janeiro de 2020, você conhece ou sabe alguma coisa sobre a banda Durga?

WAI:Sim! Eles são uma banda que gostamos! Eles são de Valência. Achamos que eles têm uma presença legal no palco, gostamos do que fazem! E foi por isso que pensamos que seria ótimo jogar com eles em Madri! Confira o último álbum deles chamado “De Lira Ire” !! Ótimo álbum!

TC 17:Mandem uma mensagem aos fãs,a entrevista acabou

WAI:Obrigado Felipe pela entrevista! Graças a você, esperamos chegar a mais pessoas no Brasil! Para os fãs de lá, se você gosta do álbum, espalhe-o! Compartilhe com seus amigos! Siga-nos no Instagram, Facebook, Spotify para saber tudo sobre nós! E se você quiser ter o álbum com boa qualidade, você pode comprá-lo no nosso acampamento por um preço muito bom! Somos todos impala!

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicanalista

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

Seja Bem Vindo

Meu Canal de Vendas

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

Coeficiente

Textos Acadêmicos, Resenha de Livros e Discos

Discover

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

ESTERILTIPO

Resenha de discos de Rock & Metal

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

%d blogueiros gostam disto: