Entrevista 395 com Gert Christensen


A Tempestade Conservadora chega a sua entrevista 395 com a banda dinamarquesa Bad Business.A Banda, chegou a iniciar seus trabalhos em 1988 . Porém, terminou em 1994 .Já em 1990 a 1994,com uma segunda formação. Com uma demo feita neste mesmo ano e com alguns álbuns em parceria com outras bandas.Outras formações foram testadas,mas não funcionavam.Em 2016,a banda tenta de novo.Mas, agora, com uma gravadora própria e com a banda quase completa do que era em 1988.Eu disse quase completa pois o baterista e o segundo guitarrista são os únicos que não pertenciam aquela segunda formação.A formação da banda é: Michael Mortenson como Vocalista, Gert Christensen  e Tue Bendtgen como Guitarristas, Morton Emcken como baixista e Soren Jensen  como baterista.Gert é quem responde nossas perguntas.As quais vocês acompanham em todas as suas emoções.

TC 1:Apresentem a banda pra nós ?

Gert Christensen:Bad Business é uma banda de Hard Rock sediada em Copenhague, com raízes musicais sólidas inseridas na cena do hard rock dirigida pela “MTV” em meados dos anos 80 . Começando originalmente em 1988, e esteve ativo até 1994. Naqueles anos, a banda apareceu em 2 formações diferentes, das quais a primeira de 1988 a 1990 fez muitas músicas em estilos, estendendo-se entre hard rock direto e rock clássico. A segunda formação surgiu de 1990 a 1994 ,onde a banda começou a fazer músicas “retas do Rockn Roll". A segunda formação do Bad Business veio para fazer alguns shows memoráveis ​​na Dinamarca, e em um período de tempo, a banda parecia trabalhar com o Sr. Pete Way, baixista da lendária banda UFO. Pete era amigo da banda naquela época, o que resultou em um CD demo de 4 faixas com Mr Way no baixo. Foi divertido e uma ótima experiência para a banda tocar com essa lenda naquela época, mas ao mesmo tempo não era uma empresa que desse resultados em termos de promoção em uma escala maior. Naquela época, era difícil conseguir pessoas, pois as mídias sociais e a Internet não eram inventadas na época. Em 1994, decidimos encerrar a banda dizendo: "bem, fizemos o que podíamos" e como não havia sinais de possibilidades de conseguir acordos de gravação ou obter apoio promocional que poderia levar a um progresso na banda. O que deixamos para trás foram aproximadamente 50 músicas gravadas de alguma forma. Eles não tinham uma qualidade suficientemente boa para serem lançados, mas as formas genéricas das músicas tinham seu potencial, o que significa que desde que fechamos.Sempre dava a sensação de deveríamos tentar um dia fazer essas músicas para bobinar.Então, foi isso que acabou sendo lançado aqui em 2019, com o retorno do álbum Bad Business chamado "Last Call for rockn Roll”.

TC 2:Fale sobre o trabalho de composição em Last Call For Rock n´n Rool ?

Gert:As músicas apresentadas no álbum foram todas escritas no período de 1988 a 1994. Para o álbum, atualizamos algumas músicas, mas principalmente todas as músicas são gravadas como foram gravadas no tempo, exceto pelo fato que percebemos que eles deveriam ser jogados de maneira diferente para parecer da melhor maneira possível. Com membros parcialmente novos da banda a bordo, trazendo grandes habilidades para tocar e experiência em gravações, também os membros mais antigos da banda ganharam mais experiência para tocar desde que a banda parou em 1994. Foi, então, em 2016, para o tipo reiniciar tempo para perceber que – finalmente, depois de tantos anos esperando, estávamos prontos para pegar a banda novamente e tocar nossas músicas corretamente.O pacote de straight rock `roll é misturado com músicas de baladas e algumas músicas de rock melódico, traz uma boa variedade na música, mas também requer algumas habilidades de tocar para lidar com os diferentes estilos.De alguma forma, todo o pacote de músicas reflete apenas o que o Bad Business gosta de tocar nós mesmos e decidimos cedo fazer um disco que gostaríamos de tocar e descobriríamos se as pessoas dariam o polegar para cima ou para baixo.

TC 3:A Banda fez shows e turnês em 2019 ?

Gert:Com o lançamento tardio do álbum em 2019, esperamos que os shows comecem a aparecer em 2020. Já recebemos um feedback muito bom pelas músicas do nosso álbum e, por isso, também sentimos uma boa resposta ao solicitar shows e concertos. Parece que há um bom interesse em ter o Bad Business para tocar Rock’n Roll. Certamente as intensões de fazer o álbum deveriam sair e tocar a música ao vivo. O foco do Bad Business no momento em que entramos nos últimos dias de 2019 é procurar shows e concertos.

TC 4:A Banda escolheu algum single pra este álbum e o porque desta escolha ?

Gert: Suicide City é a música que, desde que foi feita, definiu o Bad Business. A música foi feita no momento em que a primeira formação da Bad Business estava chegando ao fim. Então, foi uma das primeiras músicas criadas para a segunda formação da Bad Business de 1990 a 1994, e sempre foi uma música solicitada para tocar em shows e promoções. Quando Bad business, em 2016, declarou novamente e também foi a primeira música a ser tocada e, de alguma forma, é uma música de introdução ao Bad Business.É uma música simples e cativante do rock’n roll, com qualidades para despertar o instinto dos ouvintes de dizer . Sim”, vamos tomar uma cerveja e nos divertir. Exatamente a música que gostaríamos de ouvir.

TC 5:O que deu errado em 1994 para vocês apenas recomeçarem em 2016 ?

Gert:1994 foi o fim de quase 6 anos de trabalho constante, tentando alcançar uma inovação para a música Bad Business sair em maior escala. Estávamos lutando constantemente para promover o desempenho na banda e isso geralmente leva a desentendimentos internos, que terminaram de modo que no final de 1994, tivemos que tentar mudar alguns membros. Fracassamos nessa missão e depois de muito tempo procurando os instrumentistas certos para continuar. Tivemos que perceber que não era possível. Primeiramente, pretendia-se uma pausa temporária, mas com o passar do tempo, tornou-se cada vez menos importante mantermos a idéia viva para reconstruir a banda.Bem, em algum momento nos primeiros anos após a separação, também consideramos que “estávamos envelhecendo adequadamente para seguir em frente, então, estava tudo bem em não seguir em frente.
Mas é claro, como em muitas outras histórias,estávamos errados e, quando decidimos dizer em 2016 :- “meninos”, agora é hora, certamente havíamos crescido, mas também sentimos que foda-se, nós temos que fazer isso agora. E foi o que fizemos e com muito apoio de pessoas que conhecemos para incentivar nossos planos.Bad Business era simplesmente uma banda boa demais para não dar uma última chance.

TC 6:Como e Porque a banda decidiu criar sua própria gravadora ?

Gert:Pergunta fácil ! como hoje em dia, é possível lançar músicas por nós mesmos, não precisamos de gravadoras ou pessoas para nos dizer o que fazer. Nós gravamos nosso álbum e investimos tempo e dinheiro em nosso projeto pessoalmente, para fazer o disco exato que queríamos fazer.Não precisávamos estar perto de pessoas que nos diziam o que fazer.As coisas podem mudar para esse futuro, como se alguma gerência surgisse para nos ajudar a dar mais passos, sempre podemos conversar sobre alguns negócios.Mas, primeiro, queríamos provar nossa música e a nós mesmos para ver se o conceito se sustenta e depois para ver o que pode vir depois.

TC 7:Existe alguma diferença da Bad Business para as suas bandas anteriores ?

Gert:Bem, hoje somos uma banda muito mais experiente agora, onde estamos em 2019.Com os três membros do núcleo mais dedicados que restam das constelações anteriores da banda, muito elogiados por um novo baterista e um segundo “guitarrista que oferecem habilidades e interesse em fazer o trabalho de estar em uma banda. Agora, são 5 pessoas com as habilidades certas juntas. O Bad Business tem muito material para trabalhar e também as idéias para novos materiais estão aumentando. O Bad Business finalmente chegou ao ponto de ser uma banda musicalmente definida, e com todo o trabalho de gravação do Last Call for Rock`n Roll em mente, estamos em uma boa posição para continuar. Achamos que temos mais músicas para fazer, e as idéias para mais músicas estão surgindo muito bem, e parece quase impossível pensar que o Bad Business não acompanhará o álbum que acabamos de lançar.

TC 8:A Banda acredita que este álbum é conceitual ?Sim ou Não e Porque ?

Gert: Certamente não, é um álbum feito inteiramente em nossas próprias instalações, sem pensar em conceitos.Nós apenas escolhemos músicas do nosso catálogo anterior, que gostávamos, e achamos que se tornou uma mistura de todos os vários estilos com os quais experimentamos ao longo do tempo, mais do que se tornou um álbum conceitual. Poderíamos, facilmente ter escolhido outras músicas para fazer um álbum de rock mais dedicado, mas não estava no escopo de nosso projeto fazer “Last Call for Rock`n Roll”.

TC 9:Falem sobre a Cena Metal da Dinamarca ?

Gert: A cena metal na Dinamarca é grande, considerando o tamanho do país e o número de pessoas que vivem na Dinamarca. No entanto, não são muitas as bandas que ganham a vida ouvindo música, já que são os principais festivais e eventos de tamanho médio que nem sempre compensam os esforços da banda para realmente fazer a música.No entanto, o interesse das pessoas em tocar e criar música é grande, e a Dinamarca tem inúmeras bandas operando em pequena escala com potencial para se tornar muito maior. A música barulhenta tem uma base saudável de bandas que tocam em todo o país se apoiando. Bad Business que mostra um estilo dedicado mais direto à música leve e cativante, é mais raro de se encontrar. Apesar de o Bad Business ter sido convidado a participar de alguns festivais, juntamente com os estilos muito mais difíceis da música pesada, então, talvez estejam ocorrendo mudanças nas cenas musicais dinamarquesas para misturar mais as bandas em festivais e eventos. Na Bad Business, esperamos por isso.

TC 10:Qual tema lírico deste álbum ?

Gert: Não temos certeza de que podemos dizer que há um tema lírico específico para o álbum, mas tentamos ter as letras das músicas individuais para adicionar caracteres à música, para que músicas e letras juntas saiam para inspirar, encorajar ou que algumas músicas apenas simplesmente, pode servir para entreter o ouvinte.

TC 11:Porque a banda tem esse nome ?

Gert: Ah ,era uma questão de humor,como já sabíamos no passado que pensar que poderíamos tocar música e torná-la uma coisa para a vida toda seria “Bad Business”.O humor irônico é um esporte nacional na Dinamarca,espero que você entenda o que eu quero dizer.{Nota da TC:ficou bastante claro,Gert!}

TC 12:Qual a ideia da capa do álbum ?

Gert:Anteriormente, tínhamos um tatuador para desenhar uma figura do logotipo de um abutre de aparência ruim que poderíamos usar para identificar facilmente nossa banda. Sempre gostamos do velho logotipo, mas com uma nova versão da banda, pensamos em tentar ilustrar isso, o maldito pássaro agora está sentado na placa esperando por nós por muitos anos para seguir em frente. Então, tentamos para fazer a cena como o pássaro está pronto para decolar e assim como a Bad Business está pronta para seguir em frente.

TC 13:Porque a banda decidiu fazer um cover do Eagles ? {Nota da TC:Banda de Hard Rock Americana formada nos anos 70 e que continua na ativa,mesmo que não esteja com sua formação original}

Gert:A capa do Eagles que fizemos já em 1991. Naquela época, tocávamos para shows ao vivo muitas vezes, e as pessoas nos perguntavam exatamente quando começaram o trabalho do álbum, se o incluiríamos no álbum.É como nosso pássaro logo e a música Suicide City – uma espécie de material básico de DNA do Bad Business para tocar no Hotel California. Temos apenas algumas músicas cover ao longo do tempo, mas, como transformamos o Hotel California para se tornar quase um tipo de música comercial ruim, estamos empolgados com a versão. Mais que isso, não é uma coisa ruim , pois é uma ótima música originalmente escrita por alguns músicos extremamente talentosos. Nós apenas tentamos trazer uma abordagem rock mais fresca para a música, enquanto tentamos não prejudicar a narrativa original. A propósito, as pessoas adoram essa música em todo o mundo e gostamos de tocá-la.{Nota da TC:Ficamos empolgados também!}

TC 14:Mandem uma mensagem aos fãs,a entrevista acabou

Gert:Saudações da Bad Business a todos que podem cruzar o nosso caminho e ouvir o nosso álbum.Se você gostar, esperamos que você goste das nossas músicas e talvez acompanhe nosso trabalho no continuo.Nós não estávamos realmente pensando em primeiro lugar que pessoas fora da Dinamarca deveriam refletir sobre nossa música, mas desde que lançamos nosso álbum, aprendemos que estávamos pensando errado.Recebemos ótimas respostas de muitos países diferentes, e é inspirador e ótimo saber que nossa música parece interessar pessoas fora da Dinamarca.Só podemos dizer como o mocinho Brian Johnson da ACDC disse uma vez:Não falamos muitas línguas, mas falamos Rock’n roll.
Saúde e fique atento a Bad Business – tome cuidado!

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicanalista

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

Seja Bem Vindo

Meu Canal de Vendas

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

Discover

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

ESTERILTIPO

Resenha de discos de Rock & Metal

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Acesso Music

Cobertura de shows, resenhas de discos, muita música, independente de rótulos

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: