Entrevista 402 com o Baterista da Fleshcrawl Bastian Herzog


Uma banda sem história,não existe.Por isso,hoje a Tempestade Conservadora chega a sua entrevista 402 com a Banda mais duradoura que já entrevistamos.Ela começou em 1991 com o nome atual.O nome atual é Fleshcrawl,esta banda é alemã e nos mostra seu nono trabalho intitulado como Into The Catacombs Of Flesh.O Baterista Bastian Herzog foi quem respondeu nossas perguntas.Vamos a elas.Mas antes:

TC 1:Apresente a banda para nós?

Bastian Herzog:Olha,é uma história longa.Mas posso dizer que começamos em 1987 e sob o nome de Fleshcrawl,ela se iniciou em 1991.Nós estamos lançando este trabalho pra vocês.Espero que gostem.A Banda,atualmente,tem essa formação.Sven Grob como Vocalista,Oliver Grbavc e Slobodan Stupar são nossos guitarristas.Manuel Markowski é o nosso baixista e eu sou o Baterista.

TC 2:Fale sobre o trabalho de composição em Into The Catacombs Of Flesh?

Bastian:O material da música foi escrito por um período de cerca de sete meses. Ideias principalmente novas, com alguns dos riffs que datam de 2010.

TC 3:A Banda escolheu algum single pra este álbum e o porque desta escolha ?

Bastian:Os singles escolhidos foram (1) “Mass Obliteration” incluindo um vídeo,”Ossuary Rituals” incluindo um vídeo e “Into the Catacombs of Flesh”. Simplesmente pensamos que fazia sentido fazer assim.Algumas faixas são um pouco atípicas em comparação com outros materiais mais tradicionais do Fleshcrawl, então sentimos vontade de fazer esse “experimento” de escolher essas faixas atípicas como singles.

TC 4:Houve um intervalo de nove anos entre o último álbum e dois trabalhos split. Por que essa pausa ocorreu?

Bastian:Na verdade, já se passaram 12 anos desde o último “Structures Of Death”.
Sim, muito tempo mesmo. E há muitas razões para isso:Depois de “Structures of Death”, eu estava tirando um tempo da banda.Olhando para trás, isso estava causando um hiato que não foi planejado assim. Outro baterista estava disponível para preencher enquanto eu estava fora. Ele também estava pronto para fazer outro disco com os caras e eu estava bem com isso, sem problemas.Eu não queria bloquear a banda só porque não posso tocar por um certo período de tempo.
Infelizmente, por algumas razões, o fluxo de criatividade e determinação não foi perfeito e nem funcionou durante esse período, embora tenha havido idéias e sugestões. Eventualmente, os caras continuaram tocando ao vivo com o baterista substituto.Durante 2010 e 2012 eu estava indo para o exterior para trabalhar, então também fiquei fora da Alemanha por mais de dois anos.Durante esse período, os caras tocaram constantemente ao vivo também, mas ainda assim nenhuma música nova surgiu.Enquanto isso, outros 2 bateristas substitutos vieram e foram.
Então, em meados de 2012, voltei para a Alemanha e também por trás da bateria. Nós estávamos planejando um retorno da banda. Mais e mais shows foram agendados e a banda realmente estava em andamento no ano de 2013. Muitos bons festivais e shows individuais foram alinhados, mas ainda não conseguimos controlar os tópicos de composição e álbum.Isso ocorreu principalmente devido a problemas internos da banda. As circunstâncias que obviamente se manifestaram ao longo dos anos e de alguma forma não foram percebidas como um problema. No entanto, por volta de 2013/2014, exatamente essas coisas acabaram sendo um impedimento para o show em termos de criação de um novo álbum. Não quero aprofundar os detalhes, porque ainda consideramos que isso é interno da banda e não vamos discutir isso em público.Estávamos presos a esses problemas da banda e incapazes de seguir em frente, embora continuássemos tentando resolver os problemas, mas também continuamos deixando de fazê-lo. Essa situação realmente estava acontecendo até outubro de 2018, quando culminou na mudança de formação para introduzir um novo guitarrista. Depois disso, fomos capazes de avançar com o projeto novo álbum.Foi assim que 12 malditos anos se passaram depois do SoD.

TC 5:O nome da banda mudou devido a quais motivos ?

Bastian:Primeiro, mudei de Morgöth para Suffocation para evitar complicações e confusão para a banda alemã Morgoth e a segunda mudança de nome de Suffocation para Fleshcrawl foi para evitar o mesmo problema por causa da banda americana Suffocation.

TC 6:A Banda fez shows em 2019?

Bastian:Sim, tocamos em alguns shows e festivais de clubes em 2019, na Alemanha, mas também no exterior, como Itália, Bélgica, Áustria, República Tcheca, Reino Unido, EUA no Maryland deathfest. 2019 foi um bom ano para a banda!

TC 7:Qual foi a recepção para este álbum?

Bastian:As reações da imprensa e dos fãs foram boas a muito boas, mas também recebemos um feedback ruim, porque obviamente nem todo mundo poderia se dar bem com essas outras faixas que temos no novo álbum. No final, a música sempre é uma questão de gosto.

TC 8:A Banda acredita que este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?

Bastian:Nenhum álbum conceitual, nunca fizemos algo assim. Simplesmente uma coleção de músicas e letras sombrias e mortais.

TC 9:Qual tema lírico deste álbum?

Bastian:O conteúdo lírico é e sempre foi., coisas em torno da morte, sangue, fogo, trevas, diabo e o lado sombrio e ruim da humanidade. Sempre se pode encontrar o suficiente para escrever sobre essas coisas.

TC 10:O que a Fleshcrawl tem de diferente de suas bandas anteriores ?

Bastian:Bem, Morgöth era mais uma banda de thrash metal. No final dos anos 80, sentimos que era hora de nos tornarmos muito mais extremos e entramos totalmente no cenário e movimento emergentes do death metal. Queríamos fazer parte disso. Então, com Suffocation já começamos a escrever músicas de death metal e depois intensificamos isso ao mudar para Fleshcrawl em 1991.

TC 11:A Banda conhece e gosta do Metal Brasileiro ?

Bastian:Bem, além das conhecidas bandas brasileiras Sepultura, Krisiun, Nervochaos, Rebaelliun etc, sabemos que há uma cena louca de metal, fãs entusiasmados e assim por diante. Definitivamente, temos que descobrir a cena e as pessoas por conta própria! Espero que funcione para criar uma boa oportunidade de tocar por lá.

TC 12:Quais bandas influenciaram vocês no começo?

Bastian:Sob o nome Morgöth, eram claramente bandas de thrash como Slayer, Sacrifice, Dark Angel. Mais tarde, sob Fleshcrawl, as primeiras bandas de Death da Suécia como Carnage, Dismember, Entombed e assim por diante, estavam em nossa lista dos principais influenciadores.

TC 13:A Banda tem sonhos ?

Bastian:Tocar em lugares em que nunca estivemos e ainda existem muitos deles em todo o mundo!

TC 14:Como a banda chegou na Apostasy Records?

Bastian:É um selo underground para metal extremo da Alemanha. Algumas outras bandas da gravadora, por exemplo, são Obscenity, Profanity, Damnation Defaced, Deadborn, Night in Gales e muito mais.Conhecemos o proprietário, Tomasz Wisniewski, há algum tempo.Ele estava nos perguntando repetidamente qual é a situação em relação a um novo álbum. No entanto, por volta de 2013, ainda não estávamos prontos para lançar novas músicas, então, era muito cedo para falar sobre um acordo, mas quando finalmente fizemos com progresso com a composição, fizemos um contrato de gravação neste momento.

TC 15:A banda poderia dizer a alguma banda de death metal que a banda não gosta e dizer por que vocês não gostam?

Bastian:Desculpe, mas não gostamos e apoiamos esse tipo de indicação pública. Descobrir e amar a música e a arte é um tópico individual, principalmente uma questão de gosto e todo mundo precisa tomar suas próprias decisões, quer a música de uma banda seja boa ou não. Realmente não faz sentido e é injusto desacreditar certas bandas em público.

TC 16:Mandem uma mensagem aos fãs,nossa entrevista acabou!

Bastian:Obrigado por esta entrevista e felicidades aos fãs brasileiros de death metal da velha escola! Esperamos vir tocar para vocês em breve!

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicoterapeuta

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

MAGAZINEANV

DIVULGUE PRODUTOS DO

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

BlueNote Blog

CARTAS PRA NINGUÉM

Discover WordPress

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

Metal Viewer

Kleine Bands werden hier groß geschrieben.

%d blogueiros gostam disto: