Entrevista 429 com Luka Matkovic


A Tempestade Conservadora chega a sua Entrevista 429 com a Banda Sérvia de Trash Metal Quasarborn.A Banda nos lança seu segundo álbum intitulado como A Pill Hard To Swallow.A Banda tem essa formação:Luka Matkovic como Vocalista e Guitarrista,Dimitrije Cuturillo como Guitarrista,Milos Tomasovic como Baixista e Marko Danilovic como Baterista.Luka respondeu nossas perguntas.Vamos a elas,mas antes teremos uma música deles.

TC 1:Apresente a banda pra nós?

Luka Matikovic-Quasarborn:O Quasarborn foi formado em janeiro de 2016 por Marko Danilović Tihi na bateria, Đorđe Luković na guitarra), Miloš Tomasović no baixo e eu que me chamo Luka Matković na voz e na guitarra depois que deixamos nossa banda anterior Space Eater. Đorđe deixou Quasarborn recentemente e agora temos um novo guitarrista que se chama Dimitrije Čuturilo, que é realmente um jovem talentoso.

TC 2:Fale sobre o trabalho de composição em A Pill Hard To Swallow?

Luka:Eu escrevi todos os riffs e linhas vocais e depois os enviei para Tihi. Ele tinha muitas idéias de arranjo e bateria, então nos sentamos e fizemos todas as demos. Đorđe e Tomas ouviram as demos, addedorđe adicionou muitos sabores, lambidas e solos aqui e ali e Tomas teve algumas idéias de baixo. Não tivemos muito tempo para ensaiar as músicas, e muito mais novas idéias surgiram no estúdio enquanto estávamos gravando.

TC 3:A Banda escolheu algum single pra este álbum e o porque desta escolha?

Luka:Era meio óbvio para nós que o Atlas é a música mais cativante do álbum depois que eu a toquei para algumas pessoas que nem ouvem metal. Todos eles amavam o refrão instatnly, então decidimos seguir com isso. Depois disso, foi o Bastion, já que é uma faixa divertida e energética que gostamos muito e depois a faixa-título, que representa muito bem o que tocamos no momento.

TC 4:Como foi a experiência em fazer um álbum ao vivo?

Luka:A Quasarborn TV não é realmente o nosso álbum clássico ao vivo. Foi gravado ao vivo, sem audiência, na Faculdade de Artes Dramáticas, como um projeto escolar para os alunos. Estávamos lá super cedo, nenhum de nós dormiu e tivemos muito pouco tempo para organizar tudo. Foi realmente uma experiência muito estressante. No final, mixei o áudio no meu estúdio e decidimos reproduzir as imagens em uma TV antiga e gravá-la, porque as gravações eram de qualidade de TV e não de HD. Tudo ficou muito interessante.

TC 5:A Banda fará shows em 2020?

Luka:Sim, faremos um grande concerto em Belgrado no dia 14 de março, com nossos amigos da banda feminina de death metal melódica Nemesis e outra banda chamada Larska. Vamos filmar e lançar como um álbum ao vivo real desta vez. Também estamos fazendo alguns shows pela região e planejamos uma pequena turnê européia em maio.

TC 6:Qual tema lírico do álbum?Que tipo de lutas pessoais vocês mencionam nas suas músicas?

Luka:As letras são principalmente sobre lutas pessoais, uma busca por identidade, encontrando você e seu lugar neste mundo cruel. Crescer, enfrentar a realidade, desapegar-se de seus pais, aprender a lidar com a merda de outras pessoas e entender que elas precisam lidar com a sua e todos nós temos nossos altos e baixos. É disso que se trata o álbum.

TC 7:Falem sobre a Cena Metal da Sérvia?

Luka:Existem muitas bandas excelentes de todos os tipos na Sérvia. Apenas para mencionar alguns dos meus favoritos pessoais: Alitor, Centurion, Infest, Dead Mosh, Toxic Trace, Sigma Epsilon, The Stone, Bombarder, Jenner, Nemesis. A Lista é interminável. O maior problema são as finanças. Quase não há dinheiro no metal e muitas pessoas desistem porque precisam se dedicar ao trabalho e são pressionadas pelo meio ambiente a abandonar tudo isso.

TC 8:A Banda conhece e gosta do Metal Brasileiro?

Luka:Somos todos grandes fãs do Sepultura, é claro. Sobretudo os álbuns Remains e Arise me influenciaram muito nos meus primeiros anos. Fiquei tão feliz em ver Eloy Casangrande se juntar a eles há dez anos.Eu que acompanho o trabalho dele há algum tempo. Fora isso, eu amo Attomica, o segundo álbum de Nervosa, Agony, foi incrível, Violator foi uma coisa enorme em todo o renascimento do thrash. Já ouvi muitas outras bandas aqui e ali, mas nada realmente ficou comigo além dessas.

TC 9:O que a Quasarborn tem de diferente de suas bandas anteriores?

Luka:Quando tocamos em Fatality e Space Eater, as regras eram muito rígidas. Era thrash metal da velha escola e nada mais, não havia espaço para experimentação. Quasarborn é exatamente o oposto. Estamos procurando escapar dos limites do gênero o máximo possível. Estamos fazendo isso devagar, um passo de cada vez, mas você pode esperar muitas músicas novas e diferentes em breve!

TC 10:Como a banda chegou neste nome?

Luka:Quasares são objetos espaciais antigos, místicos, com enormes quantidades de energia. É como um buraco negro que está projetando informações de rádio, que enganam cientistas há anos. Então, acho que queríamos fazer uma metáfora de que “nascemos de um quasar” ou Quasarborn.

TC 11:Qual a ideia da capa do álbum?

Luka:Queríamos ter aquela rua, atmosfera de neon, com muita cor, diferente do primeiro álbum. Foi tudo idéia de Tihi e todos nós amamos. Você pode ver um homem parado no topo do prédio Q existem muitos cabos vermelhos chegando representando muitos problemas e lutas que ele pode ter.

TC 12:Este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?

Luka:Sim e não. Não é uma história como o nosso primeiro álbum, mas segue um tema. Falando sobre todos os temas pessoais que já discutimos.

TC 13:Como a banda aborda o niilismo em suas músicas?

Luka:Como eu disse, todos temos nossos altos e baixos. Há algumas músicas muito niilistas no álbum, Nothing, Stalemate with Suicide, Clouds … Mas, ao contrário da estréia que foi realmente niilista, eu queria que essa tivesse um lado positivo. Nasceu Ergo, Identity Catharsis, Bastion e Atlas.

TC 14:A Banda sentiu diferenças no som e na parte lírica entre Odyssey to Room 101 e agora em A Pill Hard to Swallow?

Luka:Nós já discutimos as letras e quanto à música. The Odyssey to Room 101 foi um disco de thrash metal. Era rápido e cheio de muitos riffs técnicos. Tudo parecia uma música longa. Desta vez, há muita variedade. Temos músicas punk como Identity Catharsis, Stalemate com Suicide, uma longa e épica meia-balada, uma música de rock direta Atlas, um Mamula thrasher, mais músicas proggy como The Humbling and Nothing. Acredito que há algo para todos.

TC 15:Porque vocês se auto-intitulam como Trash Metal técnico?

Luka:Nós não! Se eu tivesse que escolher, diria que somos algum tipo de banda progressiva ou pós-thrash metal. Mas estou tão cansado de gêneros e etiquetas. Nós apenas tocamos música. Não nos preocupamos mais com isso, ligue para o que você quiser!

TC 16:Mandem uma mensagem aos fãs,a entrevista acabou

Luka:Para todos os fãs de música por aí. Continuem assim, sabem quem são e permaneçam fiéis a si mesmos, não importa o que aconteça! Para todos os nossos amigos problemáticos que estão passando por momentos difíceis, tenham fé e permaneçam fortes!

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicoterapeuta

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

MAGAZINEANV

DIVULGUE PRODUTOS DO

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

BlueNote Blog

CARTAS PRA NINGUÉM

Discover

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

Metal Viewer

Kleine Bands werden hier groß geschrieben.

%d blogueiros gostam disto: