Entrevista 452 com a Banda Turca Edgeflame


A Tempestade Conservadora chega a sua Entrevista 452 com a Banda Turca Edgeflame.A Banda nos apresenta seu quarto álbum intitulado como Bludgeon The Incarnated.A Banda tem essa formação:Tolga Sert como Vocalista e Guitarrista,Ege Baydar Como Guitarrista,Burak Sarigül como Baixista e Dogukan Gürel como Baterista.A Banda inteira respondeu nossas perguntas.Mas,antes de vocês acompanharem isso em todas as suas emoções.Vamos a uma música deles.

TC 1:Apresentem a banda pra nós?

Edgeflame:Edgeflame é uma banda turca de thrash metal que está ativa desde 2010. Todos nós estamos nos esforçando para encontrar zonas desconhecidas em nosso espectro de gosto musical e adicionando novos elementos cada vez mais à coluna do thrash em todos os álbuns. Com esse drive, lançamos quatro LPs e uma Demo, suportamos quase todas essas faixas com mídia visual e tocamos com bandas do exterior, como Vader, Thy Disease e muitas bandas turcas conhecidas desde 2013. Ainda assim, não temos que incomodar os leitores. Eles podem encontrar muitos detalhes sobre nossos materiais e informações sobre nós no Metal Archives e em nosso site.

TC 2:Falem sobre o trabalho de composição em Bludgeon The Incarnated?

Edgeflame:Em cada álbum, tentamos encontrar lados diferentes da nossa criatividade e queremos misturá-la com uma pura alma de thrash metal. Em nosso álbum anterior, “Beyond The Pale Carcass”, tentamos empurrar nossos lados melódicos e, neste álbum, queríamos descobrir o outro lado do nosso espectro. “Bludgeon The Incarnated” tem nosso lado selvagem, agressivo, percussivo e técnico. Mas sempre tentamos mantê-lo na zona de thrash. Fazer músicas com dezenas de mudanças e ritmos de assinatura de tempo basicamente não é a nossa xícara de chá, então, a parte técnica desse álbum foi forçar os limites dos parâmetros sem perder a sensação simples, enérgica, de mergulhar e sair da velha escola do thrash metal. Além disso, obviamente, é uma perspectiva subjetiva, respeitamos todas as pessoas que pensam coisas diferentes sobre os requisitos do gênero e a dinâmica da composição.Sobre o processo, somos uma banda que começa a escrever seu próximo álbum durante as sessões de gravação. Então, no início de 2019, nosso baixista Burak e eu tínhamos muitos materiais para trabalhar. Nós dois trabalhamos para a estrutura principal. Durante esses tempos, substituímos Kağan Ünlü por Ege Baydar como nosso segundo guitarrista e Ege trabalhou em algumas faixas tanto quanto nós. Depois disso, comecei a tocar essas faixas com nosso baterista Doğukan no estúdio e juntos terminamos as partes da bateria. Mas o fator decisivo deste álbum foi o nosso grande irmão Yakup Senem, que tem um enorme efeito na cena metal turca desde o final dos anos 80. Ele inspecionou cada segundo do álbum, deu muitos conselhos para torná-lo mais forte. Depois de todo esse trabalho duro, escrever as letras e encaixá-las nas músicas e polir todos os lados do álbum foi uma tarefa fácil para todos.

TC 3:A banda escolheu algum single pra este álbum e o porque desta escolha?

Edgeflame:Essa não é uma pergunta fácil de responder, porque enquanto algumas faixas mostram nosso lado agressivo, outras mostram nossos truques técnicos e assim por diante, mas provavelmente seria Providence At Dawn ou Alpha Steel Revival porque essas músicas têm tudo o que define o álbum, como ups e baixos e momentos suaves entre passagens brutais.

TC 4:Qual o tema lírico deste álbum?

Edgeflame:Temos um personagem chamado “Dethroner” que viaja no tempo e afeta os grandes eventos da história da humanidade. E desta vez nós o enviamos para os anos 40 porque sou um grande fã da Segunda Guerra Mundial e toda a monstruosidade industrial me assombra como engenheiro, mas especialmente tudo sobre a Segunda Guerra Mundial, com base nas ideologias e nas estatísticas baseadas na guerra. Muitas bandas escreveram músicas sobre isso, mas eu queria pensar como um soldado. Sem seus lados, ideologias, propósitos, tentei escrever letras enquanto pensava assim. Muitos diários e memórias me ajudaram bastante durante esse processo e, no final, tínhamos quatro músicas sobre a perspectiva humana sobre essas histórias e eventos trágicos. As outras músicas “Chamber Scars” e “Departure To Salvation” têm histórias diferentes, mas os ouvintes devem encontrar os significados com sua própria perspectiva.

TC 5:Porque a banda tem esse nome?

Edgeflame:Gostaríamos muito de ter uma história legal por trás disso, mas não temos. A banda foi criada em 2010, quando eu ainda estava no ensino médio e, em 2013, gravamos nossa primeira demo com seis faixas. Quando chegou a hora de lançar o álbum, ainda não tínhamos um nome próprio, então começamos a pensar nele e, apesar de termos encontrado muitas alternativas, também decidimos que deveria haver dois requisitos para o nome da banda. Sendo assim, o logotipo deve ter uma estrutura memorável”e “Deveria ser uma palavra inventada para se destacar junto aos nomes comuns”. Decidimos então abandonar todos os nomes alternativos que incluíam palavras como blasfêmia, mórbido, serpente e esse tipo de palavras comuns e escolhemos o inventado com essas memoráveis letras E.

TC 6:A banda terá shows em 2020?

Edgeflame:Nosso outro guitarrista Ege teve alguns problemas com o pulso, por causa disso adiamos nosso concerto de lançamento do álbum, o que provavelmente acontecerá em setembro ou outubro. Nós podemos agendar outros shows em lugares diferentes depois disso também.

TC 7:O que a Edgeflame tem de diferente de suas bandas anteriores?

Edgeflame:Eu acho que é o gerenciamento de produção e trabalho com precisão mecânica. Todos os membros da nossa banda atuais e anteriores lançaram seu 1º e também o último para muitos deles, um álbum decente no Edgeflame.

TC 8:Como está sendo a recepção para o álbum?

Edgeflame:Temos uma base de fãs constante em nosso país e o apoio deles está aumentando com o crescimento em cada álbum. Além disso, temos muitas respostas positivas de todo o mundo. Obviamente, não podemos fazer todo mundo feliz e satisfazer todas as pessoas com gostos diferentes, mas todos que ouviram Bludgeon The Incarnated responderam com pelo menos uma apreciação por um disco decente desde o lançamento.

TC 9:A banda conhece e gosta do Metal Brasileiro?

Edgeflame:Na verdade, não gosto da dureza característica no estilo de tocar e na produção do thrash metal brasileiro, por causa disso, não posso citar mais do que as bandas tradicionais. Mas sempre que eu preciso de algo mais tóxico e agressivo do que o meu gosto habitual, eu sempre sei que quando eu apenas pescar no Thrash Metal brasileiro, haverá uma banda que faz exatamente o que eu preciso. Eu respeito e aprecio muito como essas terras fundem sua própria cultura com esse gênero e criam seu próprio som, cultura e comunidade.

TC 10:Falem sobre a Cena Metal da Turquia?

Edgeflame:Nos últimos anos, a quantidade e a qualidade da produção realmente aumentaram, principalmente por causa das gerações mais jovens. Mas muitas pessoas nesta comunidade ainda tentam promover seu trabalho com a atitude dos anos 80 e 90. Por causa disso, muitas bandas desses países dominam a cena underground, mas não haverá uma grande exportação para o mainstream, especialmente em um mundo onde a música se tornou um material consumível em vez de uma obra de arte encantadora.

TC 11:Qual a ideia da capa do álbum?

Edgeflame:Temos um personagem, Dethroner, ele é um viajante do tempo e alterna entre os grandes eventos da história do mundo. Desta vez, o enviamos para a era da Segunda Guerra Mundial como observador, talvez como soberano por trás das cortinas de ambos os lados. Mas não gosto de explicar a obra de arte a cada pequeno detalhe, porque nosso artista, Mert Aydın, fez um ótimo trabalho e todos os detalhes de sua obra merecem ser descobertos.

TC 12:Como a banda chegou na More Hate Producions?

Edgeflame:No final de 2015, Andrey Orschitsch, do More Hate – e também da Narcoleptica nos enviou um e-mail para pedir um CD e escrever uma resenha sobre o nosso segundo álbum, Liberate Then Separate. Depois disso, eles se ofereceram para se juntar a nós e graças a eles, muitos ouvintes de todo o mundo tiveram a chance de alcançar nossas cópias físicas.

TC 13:A banda acredita que este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?

Edgeflame:Não foi feito com esse intuito.

TC 14:A banda tem algum sonho?

Edgeflame:Na verdade, já estamos vivendo nosso sonho. Enfrentamos a dura realidade do mundo há muito tempo. Desde então, estamos sempre definindo novas metas para nós mesmos e trabalhando pela conquista. Tocando na frente de milhares de pessoas, vendendo muitas cópias e etc. Esses são os nata da indústria, mas em vez de ter um sonho infantil entre trabalhar de nove a cinco turnos; definir um objetivo um pouco mais alto para o seu estilo de vida, forçar os limites e atingir um objetivo; em seguida, fazê-lo novamente e novamente até que a saúde, o trabalho ou a vida permitam faça mais sentido para nós. Esse é o sonho mais realista da banda. Se nenhum de nós pudesse andar pelas ruas por causa da fama, todas essas coisas não teriam sentido. Por isso, mantê-lo estável por um longo tempo é o nosso principal sonho e conquista.

TC 15:A banda sentiu diferenças no som e na parte lírica entre Beyond The Pale Carcass e agora em Bludgeon The Incarnated?

Edgeflame:Gostamos de explorar algo novo para nós em todos os discos e, preferimos um som moderno e polido, com composições mais melódicas e cativantes em BTPC e no BTI tentamos criar algo agressivo e contundente com uma produção mais antiga. Pessoalmente, não posso comparar esses registros porque os dois têm sua própria maneira de explicar suas coisas.

TC 16:Mandem uma mensagem aos fãs,a entrevista acabou

Edgeflame:HAILZ !

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicoterapeuta

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

MAGAZINEANV

DIVULGUE PRODUTOS DO

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

BlueNote Blog

CARTAS PRA NINGUÉM

Discover WordPress

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

Metal Viewer

Kleine Bands werden hier groß geschrieben.

%d blogueiros gostam disto: