Entrevista 458 com Bjørnar Kristiansen, Anders Johnsen e a Banda Norueguesa Dwaal


A Tempestade Conservadora chega a sua Entrevista 458 com a Banda Norueugesa Dwaal.A Banda nos apresenta seu Primeiro Álbum intitulado como Gospel Of The Vile.A Banda tem essa formação:Bjornar Kristiansen como Vocalista,Eigil Dragvik e Rikke Karlsen como Guitarristas,Stian Hammer como Baixista,Siri Vestby nos Sintetizadores e Andres Johnsen como Baterista.Bjornar e Andres responderam nossas perguntas.Mas,antes de vocês acompanharem nossa entrevista em todas as suas emoções.Vamos a uma música deles.

TC 1:Apresente a banda pra nós?

Dwaal:Dwaal é composto por Bjørnar nos vocais, Stian no baixo, Eigil e Rikke nas guitarras, Siri nos sintetizadores e Anders na bateria. Somos uma banda desde 2014. Em 2018, nosso cantor anterior deixou a banda e em 2019, Bjørnar e Siri se juntaram para preencher a lacuna.

TC 2:Fale sobre o trabalho de composição em Gospel Of The Vile?

Andres Johnsen:Tudo o que escrevemos é baseado em interferência, o que significa que todos podem ter suas contribuições e experimentar suas idéias. Muitas vezes, há mais de um tema para cada música individual que pode ter se originado em diferentes compotas e gostamos de trabalhar em como reunir seções que podem ser muito diferentes umas das outras para começar.

TC 3:A banda escolheu algum single pra este álbum e o porque desta escolha?

Andres:Escolhemos dois singles que consideramos resumos apropriados do álbum completo. Eles também são faixas relativamente curtas.Embora tenham sido encurtadas ainda mais para fins únicos, o que provavelmente é uma coisa boa para os singles.

TC 4:Qual tema lírico do álbum?

Bjørnar Kristiansen:Não é um álbum conceitual, mas a letra ainda compartilha algo em comum. Observações sobre a humanidade, e o que aconteceria se nós regredimos a uma forma mais primitiva de vida. Tudo na sombra de todas as coisas organizadas.

TC 5:A banda fará shows em 2020?

Andres:A partir de agora, temos um show confirmado em 2020, que está no festival Summer Breeze na Alemanha. Alguns outros shows estão em andamento, mas tudo está muito incerto no momento por causa da atual crise de coronavírus.

TC 6:Ficou acordado ou aconteceu naturalmente uma música de quase catorze minutos?

Andres:Aconteceu naturalmente, a maioria das músicas que escrevemos tende a acabar bastante longa. Tempos lentos têm esse efeito, eu acho. Percebo como isso pode parecer estranho para fãs de outros estilos, mas isso não é algo inédito no Doom Metal.

TC 7:Porque a banda tem esse nome?

Anders: Dwaal é uma gíria da África do Sul, que significa “um estado sonhador, atordoado e distraído”. Achamos que é uma descrição adequada do estado que tentamos invocar musicalmente.

TC 8:Fale sobre a Cena Metal da Noruega?

Anders: Há uma cena underground próspera na Noruega, e Oslo em particular, que gira em torno de Doom, Sludge, Stoner, psicologia e esses tipos de gêneros. Há também bastante atividade em outros gêneros de metal. As linhas entre as diferentes cenas são bastante embaçadas, e muitas pessoas são ativas em vários estilos. Concertos geralmente acontecem o tempo todo e festivais várias vezes por ano. Infelizmente, tudo isso está parado no momento devido ao coronavírus.

TC 9:A banda conhece e gosta do Metal Brasileiro?

Bjørnar: Eu amo o Sepultura, especialmente os primeiros álbuns até Max deixar a banda. Sarcofago é incrível, e eu estou amando Nervosa ultimamente. Brutal e mau como só os brasileiros podem ser.
Anders: Além do Sepultura e de todos os outros empreendimentos da Cavalera, tive uma pausa em Ratos de Porão por um tempo.

TC 10:O que a Dwaal diferente de suas bandas anteriores?

Bjørnar: Os mártires tocam rock ignorante e primitivo para pessoas que gostam de Kvelertak, mas não podem dar ao luxo de vê-los tocar. Dwaal é totalmente diferente e carrega muito significado para mim, pessoalmente. O espaço que pode ser explorado com Dwaal está profundamente conectado ao meu eu interior. Às vezes, pode ser pura raiva, desespero ou depressão violenta por dentro.
Anders: Para mim, Dwaal é único, pois a abordagem da escrita é extremamente democrática e aberta às idéias de todos os membros. Ter seis pessoas diferentes seguindo na mesma direção e trabalhando em direção aos mesmos objetivos nesse sentido é raro, especialmente considerando que éramos estranhos um para o outro antes de nos reunirmos na banda. Mas, por alguma razão, funciona muito bem nesse grupo em particular e os resultados sempre valem a pena.

TC 11:Qual a ideia da capa do álbum?

Anders: É basicamente uma representação visual de como aspiramos a escrever músicas ou seja, sombrias, colossais, lentas, mas insistentes.

TC 12:A banda já teve pesadelos com suas músicas?

Bjørnar: A letra pode ser vista como pesadelo. A música é apenas uma bênção para mim. Felicidade deprimente e sem fim.

TC 13:A banda acredita que este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?

Bjørnar: Como eu disse antes, a letra compartilha um pouco do tema. Eu não posso falar pela música.

Anders: definitivamente não é um álbum conceitual. Suponho que tentamos manter uma linha comum ao longo do álbum no que diz respeito à dramaturgia, mas não nos propusemos a fazer nada que diferisse do que é uma banda em geral.

TC 14:Como a banda chegou na Dark Essence Records?

Andres:Alguém da Dark Essence ouviu Darben quando foi lançado e eles acharam que queriam lançar o que quer que façamos a seguir em seu selo.

TC 15:A banda sentiu diferenças no som e na parte lírica entre Darben e agora em Gospel Of The Vile?

Anders: Eu acho que o som evoluiu bastante. Temos dois novos membros da banda que não participaram do Darben, e eles certamente tiveram um impacto no som geral do Gospel of the Vile. Os sintetizadores são usados de maneiras mais elaboradas do que antes e os vocais diferem em som e estrutura. As letras não podem realmente ser comparadas, pois foram escritas por duas pessoas diferentes, com ambições e idéias diferentes.

TC 16:O fato de a banda ter músicas chamadas Ascent e Decent é dar uma sensação de crepúsculo?

Anders: Ascent e Descent são a primeira e a última faixa do álbum e, como tal, têm uma função de introdução e outro. Nós sentimos que os títulos ajudaram a reunir tudo, fechar o círculo, por assim dizer.

TC 17:Mandem uma mensagem aos fãs,a entrevista acabou

Bjørnar: Obrigado pela entrevista e espero que os leitores dêem uma chance ao Gospel Of The Vile.Gostaríamos muito de visitar o Brasil e trazer a pura e muito pura escuridão norueguesa para o seu belo país.

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicoterapeuta

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

MAGAZINEANV

DIVULGUE PRODUTOS DO

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

BlueNote Blog

CARTAS PRA NINGUÉM

Discover WordPress

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

Metal Viewer

Kleine Bands werden hier groß geschrieben.

%d blogueiros gostam disto: