Entrevista-589-com-a-Banda-Uruguaia-FIXION


A Tempestade Conservadora chega a sua Entrevista-589-com-a-Banda-Uruguaia-FIXION.Eles nos apresentam seu-quarto-álbum-intitulado-como-Encrucijada.A banda-tem-essa-formação: Daniel César-como-Guitarrista,Vocalista-e-Tecladista,Santiago Cardozo-como-Baixista-e-Sebastián Etchecopar-como-baterista.Daniel César-respondeu-nossas perguntas.As-quais,vocês vão acompanhar em todas as suas emoções.Porém,antes-disso,uma-música-deles.

TC 1:Apresentem a banda para nós?

 Daniel César :Eu criei essa banda em 2002 depois de tocar em muitas outras, com a intenção de derramar minhas idéias criativas aqui. Atualmente o FIXION é formado por Sebastián Etchecopar na bateria, Santiago Cardozo no baixo e eu Daniel César na guitarra, voz e teclado.

TC 2: Falem do trabalho de composição-em- Encrucijada?

Daniel César :A maior parte do material surge inconscientemente, de uma música que ouço a qualquer momento e gravo rapidamente para não esquecer. A partir daí começo a desenvolver essa ideia, que na maioria das vezes, já está bastante acabada em termos de andamento, ritmo, harmonias e melodias. Aí, eu gravo as demos e passo para os outros caras e a gente começa a fazer os arranjos. Então começamos os ensaios e finalmente gravamos no estúdio. Em termos de letras, essas idéias básicas geralmente trazem uma direção a seguir. Em muitos casos estudo muito o tema a ser desenvolvido lendo livros ou buscando informações na internet sobre o assunto.

TC 3:A banda escolheu um single para este álbum e porque essa escolha?

Daniel César :O primeiro single foi a música Encrucijada e serviu para mostrar o novo palco da banda. Ele foi o primeiro a chegar logo e é certamente a pedra de roseta de todo o álbum. Encrucijada significa uma encruzilhada e foi isso que me deparei quando começou o processo de criação do álbum. Eu tive que tomar decisões importantes para seguir em frente, uma das quais me colocou de volta no papel de voz principal. O single foi acompanhado por um videoclipe que reflete perfeitamente o conteúdo da letra.

TC 4: Qual é o tema lírico desse álbum?

Daniel César :Não há um único tema no álbum. Nas diferentes canções está o meu olhar pessoal sobre diferentes temas: distopia, carma, vaidade, desamor, etc. E cada canção tem o seu ambiente musical. Porém, tudo tem uma coerência e você sabe que está dentro do mesmo universo.

TC 5: Porque a banda tem esse nome?

Daniel César: Por vários motivos, um deles, porque sou um grande fã do gênero “Ficção Científica”, tanto na literatura quanto no cinema. Ao mudar o “ct” para “x”, adicionamos ambiguidade à palavra e um certo mistério. Em última análise, FIXION não é um nome “óbvio” para uma banda de metal, mas você tem que nos ouvir para saber o que estamos fazendo.

TC 6: Como a FIXION é diferente de suas bandas anteriores?

Daniel César: FIXION é menos punk que Los Traidores e menos rock gótico que Rrrrrr. Acho que FIXION é algo mais moderno do que todas as minhas bandas anteriores que eram mais no final dos anos 70 e início dos anos 80. A nossa é mais nos anos 90 e 2000.

TC 7: A banda tem pesadelos com suas músicas?

Daniel César: Pessoalmente, certas músicas ou quase todas as que estou trabalhando grudam em mim e as ouço o dia todo, até em sonhos. Mas não posso dizer com precisão que sejam pesadelos. Ao contrário, são a trilha sonora da minha vida e também parte dos meus sonhos.

TC 8: É mais fácil ou mais prático uma banda como o powertrio?

Daniel César: Acho que powertrio é uma definição que fica aquém de nós, já que tocamos com um metrônomo e acionamos faixas de teclado desde sempre. Então sempre houve um som maior em nossos shows ao vivo, ensaios e, claro, discos. Além disso, costumamos convidar músicos para participar de nossas produções, desde violonistas, cantores, violinistas e até um coral de 30 vozes como em “Requiem para un salto”. A base estável é um trio de rochas, mas isso se estende ao infinito, dependendo das circunstâncias.

TC 9: A banda conhece e gosta de alguma coisa do brasil metal?

Daniel César: Pessoalmente as duas bandas que mais conheço são Angra e Sepultura que eu gosto. Sei que existem muitos mais e de qualidade, mas a verdade é que o metal do Brasil não está muito difundido no meu país. Suponho que o metal uruguaio também não soe muito em suas terras.

TC 10: Falem sobre a cena do Uruguai?

Daniel César:A primeira coisa que devo dizer é que o Uruguai é um país muito pequeno e com pouca população. Então, o mercado é muito pequeno também, especialmente para gêneros musicais que não são tão populares quanto o metal. Isso significa que aqui o público para essa música é muito pequeno, assim como a difusão na mídia. Também aqui existe uma grande cultura musical e existem muitas bandas, quase mais meninos que tocam nelas do que público.

TC 11: Existe alguma banda dentro do seu estilo que você não gosta? Se sim, diga-nos qual e por quê?

Daniel César :Eu gosto ou não gosto de bandas, independente do estilo delas. Eu realmente não pensei sobre qual banda eu não gosto que toca metal gótico.

TC 12: Como foi a recepção desse álbum?

Daniel César: Em nosso país, temos tido um grande apoio dos fãs da banda e também da mídia alternativa. Fora do Uruguai, recebemos comentários muito positivos sobre o álbum por parte da grande mídia especializada em metal. Países como Espanha, Chile, Argentina, Colômbia e também Brasil receberam o álbum com grande entusiasmo. Ainda não divulgamos o álbum em países de língua inglesa ou fora da língua espanhola, então veremos se tentarmos esses mercados qual será o impacto.

TC 13: Qual é a ideia por trás da obra de arte?

Daniel César: A obra de arte descreve muito bem o conceito da música Encrucijada, um labirinto mental, e chaves que podem abrir muitas portas que nos rodeiam. Em outras palavras, os caminhos de saída, as opções para resolver os cruzamentos. Eu realmente amo isso!

TC 14: A banda acha que este álbum é conceitual? sim ou não e por quê?

Daniel César: É conceitual na medida em que escolhemos as músicas que se combinam para formar um todo. Esse todo é ordenado e equilibrado e tem todos os climas que um álbum FIXION deveria ter, desde a fúria, ao escuro e reflexivo. Nesse sentido, é conceitual, em sua arquitetura.

TC 15: A banda sente diferenças entre lírico e som em El Principio del Caos e agora em Encrucijada?

Daniel César: A diferença mais importante entre os dois álbuns é o vocal principal, que é predominantemente feminino no El Principio del Caos e 100% masculino no Encrucijada. Fora isso, como sou autor tanto de letras quanto de músicas, o estilo é parecido. Em termos de som em geral, este último álbum é mais cru-e- com mais ênfase nas guitarras e menos nos teclados.

TC 16: Como foi ganhar o Uruguai Graffiti Awards?

Daniel César: FIXION só foi indicado no Graffiti Awards, mas nunca ganhamos. Para a indicação, eles escolhem entre toda a produção de um ano que aqui é muito extensa e se forma uma shortlist, ou os cinco selecionados como o Oscar do cinema ou o Grammy. Em seguida, há uma cerimônia de premiação em que um vencedor é escolhido entre eles. Com nossos três álbuns de estúdio e dois ao vivo, chegamos a esse ponto.

TC 17: Deixem uma mensagem para os fãs, pessoal. A entrevista acabou.

Daniel César: Esperamos que depois de ler esta entrevista você queira nos ouvir, porque aí está a verdade! Encontre nossa música em plataformas digitais e tire suas conclusões. Se você gosta do que fazemos, agradecemos seu apoio. Esperamos nos ver ao vivo em um show no Brasil no futuro. Abraço a todos!

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicoterapeuta

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

MAGAZINEANV

DIVULGUE PRODUTOS DO

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

BlueNote Blog

CARTAS PRA NINGUÉM

Discover WordPress

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

Metal Viewer

Kleine Bands werden hier groß geschrieben.

%d blogueiros gostam disto: