Entrevista-599-com-a-Banda-Espanhola-KÖRGULL THE EXTERMINATOR


A Tempestade Conservadora chega a sua Entrevista-599-com-a-Banda-Espanhola-Körgull the Exterminator..Eles nos apresentam seu-quinto-álbum-intitulado-como-Sharpen Your Spikes.LILITH-como-Vocalista,MARK WILD-e-GHORTH-como guitarristas,JAVI BASTARD-como-Baixista-e-JOE BASTARD-como-baterista-JOE BASTARD-respondeu-nossas perguntas.As-quais,vocês vão acompanhar em todas as suas emoções.Porém,antes-disso,uma-música-deles.

TC 1:Apresentem a banda para nós?

JOE BASTARD:Körgull The Exterminator foi lançado em 2.004 por mim como um projeto paralelo de minha principal banda de Black Metal, Akerbeltz para explorar o lado Thrashest do Black Metal. O projeto ficou de lado até 2007 quando me cruzei com Mark Wild e junto com Lilith nos vocais, gravamos quatro músicas para nosso primeiro Split em nossa garagem ou sala de ensaio. Durante esses ensaios começamos a compor novas músicas e recrutamos Steel Maniac como baixista, então nos estabelecemos como uma banda no final.Xtreem Music e Dave Rotten se interessaram em recrutar a banda para o primeiro Full Length “Dogs Of War”, que também foi gravado na garagem ou sala de ensaio e teve uma produção realmente crua. Os circuitos ao vivo começaram, abrindo shows pela Espanha, Reino Unido, Portugal e França com bandas como Inquisition, Old, Portrait, Sinister, Avulsed, Pagan Altar ou Hellish Crossfire. Mais uma vez pela Xtreem Music, o segundo álbum “War Of The Voivodes” foi lançado. Com este segundo álbum, decidimos gravar em estúdio profissional, sendo que o álbum foi produzido pelo amigo de longa data da banda Javi Félez no seu Moontower Studios, que iniciou uma colaboração que nunca parou até hoje. Shows e festivais de toda a Europa começam a faturar a banda, como a primeira edição do Live Evil Festival em Londres, e tocamos na Bélgica, Itália ou Alemanha.Por meio de uma amizade firmada em Londres com o Deathhammer da banda norueguesa, nasceu a ideia de lançar um Split 7 “com as duas bandas, o que levou a um novo full Length com a gravadora norueguesa Duplicate / Demonhood Records. O terceiro foi chamado de “Metal Fist Destroyer” e durante essas sessões a banda gravou algumas músicas extras para um Split 12 com seus amigos Graveyard (Spa) lançadas pela Doomentia Records.Após mais shows ao vivo, a banda sofreu sua primeira e única mudança em sua formação, quando Steel Maniac deixou a banda. A vaga foi ocupada pelo produtor Javi Félez também conhecido como Javi Bastard, do Graveyard, Teitanblood ou Balmog, entre outros e o próximo passo foi compor o que se tornaria o quarto álbum “Reborn From the Ashes” lançado pelo selo alemão Van Records . Antes disso, outro CD / LP dividido com a nova formação foi gravado e com a banda do baterista Akerbeltz, em uma experiência bastante de garagem com duas novas músicas de cada banda e depois dois covers em seu próprio estilo das outras músicas, que foi lançado pela Hammerheart Records. “Reborn From The Ashes” levou à primeira turnê de dez dias pela Europa, apoiada por Vigilance e Wildhunt, e alcançou novos países como Eslovênia, Romênia no poderoso Old Grave Fest, Hungria, Holanda, Alemanha e Bélgica novamente.Logo após a turnê, Mark Wild ficou gravemente ferido em um acidente de trabalho, e tivemos que fazer um hiato de quase dois anos, aproveitando o tempo para lançar o décimo aniversário do primeiro lançamento através do CD duplo “Ten Years of Total Extermination ”Reunindo no primeiro CD todas as canções incluídas nos Splits anteriores, 7” e 12 ”e todas as faixas do Bonus já gravadas, e todas as versões feitas no segundo CD com um novo“ Ace Of Spades ”do Motorhead.Esse também foi um tempo dedicado a compor o que será o quinto álbum “Sharpen Your Spikes” e o que vai supor dois novos “retornos”. A bateria e os vocais do novo álbum foram gravados novamente no Redrum Studios para retornar ao som mais cru típico da banda, e também marca o retorno ao seu selo caseiro Xtreem Music, após 10 anos do último lançamento. Também um segundo guitarrista se juntou à banda, Ghorth, outro velho amigo conhecido do Death and Doom metal, que atua como Decapitate Christ ou Onirophagus para dar um poder extra aos nossos shows ao vivo.

TC -2:Falem sobre o trabalho de composição em Sharpen Your Spikes?

JOE BASTARD:Para este trabalho mudamos nossa forma de compor devido à grande distância dos lugares onde vivemos, não podemos ensaiar tanto juntos então enviamos nossas novas músicas pela internet uns para os outros e adicionamos nossas mudanças e impressões, após que nos reunimos e vemos se as canções são boas o suficiente sob a influência de galões de cerveja.

TC-3:A banda escolheu um single para este álbum e por que essa escolha?

JOE BASTARD:Achamos que o Inquisitor Generalis representa muito bem o espírito de todo o álbum, embora isso não signifique que todas as músicas soem iguais.

TC-4:Como-a-banda-mistura-o-Thrash/Black-no-som-da-banda?

JOE BASTARD:Todos nós viemos de diferentes influências musicais, Lilith e eu gostamos mais de Black Metal, Mark Wild gostamos mais de thrash e NWBHM, Javi e Xavi gostamos mais de Death Metal, então todos nós trazemos nosso próprio estilo pessoal para esta banda com a quantidade certa de cada ingrediente.

TC 5:Como foi fazer trabalhos divididos?

JOE BASTARD:A maioria das divisões que gravamos são porque somos bons amigos das outras bandas ou tocamos ao vivo com elas.

TC-6:As-guerras-que-a-banda-fala-são-mundiais-ou-do-dia-a-dia?

JOE BASTARD:Falamos de guerras de todas as idades, algumas das canções são baseadas em lutas medievais e outras vêm das atrocidades da 1ª e 2ª Guerra Mundial, o espírito de guerra é sempre o mesmo, só muda as armas.

TC-7:Porque a banda tem esse nome?

JOE BASTARD:É uma homenagem aos primeiros álbuns do Voivod, desde criança sempre quis tocar em uma banda com o nome dessa famosa canção. Também pensamos em mudar a posição do trema em homenagem ao Motörhead, uma banda que todos nós admiramos muito.

TC-8:Como o Körgull the Exterminator é diferente de suas bandas anteriores?

JOE BASTARD:Körgull reúne as formas mais bárbaras de tocar metal sem compromisso, nós pegamos o melhor de todos os estilos de metal e os juntamos na medida certa para que essas peças de metal cru saiam; depois de fazer alguns álbuns torna-se natural para nós, simplesmente não seguimos nenhuma regra.

TC-9:Falem sobre a cena do metal na Espanha?

JOE BASTARD:Estamos começando a ter bandas muito boas em nosso país depois de muitos anos, hoje não temos vergonha de contar de onde viemos!

TC 10:A banda tem pesadelos com suas músicas?

JOE BASTARD:Só quando eles não saem direito, às vezes é muito difícil passar no teste de brutalidade, se um dos membros da banda acha que uma música não vale a pena, a rejeitamos imediatamente.

TC-11:Os-apelidos-foram-escolhidos-para-proteger-suas-vidas-pessoais?

JOE BASTARD:Mudamos nossos nomes reais apenas porque somos anticristãos e pensamos que temos o direito de escolher um nome legal que nos defina como somos e não um nome comum escolhido por tradições antigas e enferrujadas.

TC-12:Como é que a banda chegou ao Xtreem Music?

JOE BASTARD:Depois de gravar nosso primeiro split, eles entraram em contato conosco imediatamente porque viram algo que poderia ser bastante interessante para a gravadora, então fechamos um acordo e lançamos os dois primeiros full lengths; depois de 10 anos, decidimos fazer um novo acordo com eles porque estamos muito felizes com a forma como as coisas estão acontecendo com eles.

TC-13:Qual é a ideia por trás da obra de arte?

JOE BASTARD:Ele representa Körgull como um guerreiro a cavalo viajando de volta no tempo e cortando a cabeça de um rei bastardo para fazer justiça imediatamente.

TC-14:A banda acha que este álbum é conceitual? Sim ou não e por quê?

JOE BASTARD:Embora a ideia principal da capa prevaleça na raiz de todas as músicas do álbum, não é conceitual, acho que talvez pudéssemos amarrar duas ou talvez três músicas como um conceito em um futuro, estaria fora de nossa ideia para essa banda fazer todo um conceito, temos muito a dizer.

TC-15:A banda conhece e gosta de algo sobre metal brasileiro?

JOE BASTARD:Gostamos muito do antigo Sepultura, Vulcano ou Mystifier, mas também gostamos de bandas mais atuais como Whipstriker, Hell poison ou Nervosa, por exemplo.

TC-16:A banda sente diferenças entre lírico e som em-Reborn from the Ashes-e agora em-Sharpen Your Spikes?

JOE BASTARD:No início não houve muitas diferenças, mas depois do que aconteceu em nossa pátria Catalunya com todos os porcos nos espancando, nossos pais e avós e ameaçando nos atropelar com o exército e tanques só porque queríamos votar, nós realmente conseguimos chateados e nossa maneira de guiar toda aquela energia por nós foi criando músicas mais violentas e agressivas.

TC-17:Deixem uma mensagem para os fãs, pessoal. A entrevista acabou.

JOE BASTARD:Fique tranquilo e salve os nossos irmãos brasileiros !!!

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicoterapeuta

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

MAGAZINEANV

DIVULGUE PRODUTOS DO

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

BlueNote Blog

CARTAS PRA NINGUÉM

Discover WordPress

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

Metal Viewer

Kleine Bands werden hier groß geschrieben.

%d blogueiros gostam disto: