Entrevista 630 com a Banda Norueguesa Sometimes We Make Music


Há muito tempo a nossa página não entrevistava uma banda com um nome bem peculiar digamos assim.Por isso,a Tempestade Conservadora chega a sua Entrevista 630 com a Banda Norueguesa Sometimes We Make Music.A banda nos apresenta seu primeiro álbum intitulado como Trail Of The Fallen.A banda tem essa formação:Danny Johannessen como Vocalista,Zlatko Kusmic e Ivar Oftedal como Guitarristas,Alejandro Sanhueza como Baixista e Terje Martinussen como Baterista.Danny e Ivar responderam as nossas perguntas.As quais,vocês vão acompanhar em todas as suas emoções.Mas,antes disso,vamos a uma música deles.

TC 1:Apresentem a banda para nós?

Danny Johannessen:Somos o SWMM da Noruega! E o nome completo seria Sometimes,We Make Music.Somos cinco músicos espalhados por toda a Noruega. Se você fosse dirigir de uma cidade para outra, teria que dirigir cerca de 950 km, já que estamos localizados em Stavanger, Førde e Porsgrunn.Nossos membros são:
Ivar Oftedal como guitarra solo,Terje Martinussen na Bateria,Danny Johannessen nos Vocais,Zlatko Kusmic na Guitarra e nos Backup vocais e Alejandro Sanhueza no baixo.

TC 2:Falem sobre o trabalho de composição em Trail Of The Fallen?

Ivar Oftedal:Eu normalmente sento com minha guitarra e começo a tocar até conseguir algo que estou procurando para a faixa e a partir daí, quando eu tiver a música mais ou menos como eu gosto, começo a adicionar sinfonias a ela, esta abordagem está concluída para canções como “The Return”, By The Might of The Crow e “Trail of the Fallen”.Outra maneira de fazer isso é praticamente a mesma, exceto que eu começo brincando com melodias para a faixa orquestral e eu descubro as guitarras para se harmonizarem com ela. A abordagem mais baseada em orquestra pode ser ouvida em “Demon”, “Two Kings” e “Queen Anne’s Revenge”. Tudo isso enquanto recebo feedback dos outros ao longo do processo. Depois de ter uma ideia aproximada do que queremos para a música, envio para o resto da banda para discutir o tema da música, Danny escreve a letra e o baterista Terje faz seu trabalho.

TC 3:A banda escolheu um single para este álbum e por que essa escolha?

Danny Johannessen:Na verdade, lançamos três singles. O primeiro foi Famine,The Second One Queen Anne ´´s Revenge e Hymn of the lost lord.O motivo para isso foi mostrar a diversidade musical de nossas canções.

TC 4:Qual é o tema lírico desse álbum?

Danny Johannessen:O tema lírico que percorre este álbum é que a história deixou um rastro de caídos das batalhas travadas. Algumas canções são da era viking, a era da horda de ouro que se chama Djenghis Kahn,da era dos piratas e da era moderna.

TC 5:Como foi a recepção desse álbum?

Danny Johannessen:Acho que a recepção foi muito positiva para nós! Não temos sido a banda mais ativa, porque vivemos tão distantes e apenas nos encontramos algumas vezes por ano para ensaios ou shows. Ainda assim, temos tido muita sorte de ter nossa música ouvida em todo o mundo! Falando nisso, agora estou sendo entrevistado por você do Brasil!

Ivar Oftedal:Sim, a recepção tem sido muito boa! Infelizmente perdemos um pouco o ímpeto com aquela maldita pandemia acontecendo, então não conseguimos promovê-la tanto quanto queríamos com shows e tal, mas esperamos voltar maiores e melhores com nosso próximo lançamento.

TC 6:Porque a banda tem esse nome?

Danny Johannessen:Eu e Ivar estávamos bastante bêbados uma noite e decidimos que deveríamos começar uma banda muito facilmente o que fizemos. E já que só podíamos nos encontrar às vezes por ano para fazer música, bem, nós simplesmente seguíamos.

Ivar Oftedal:Tenho a sensação de que vamos ter que explicar isso até o dia em que morrermos.

TC 7:Como a banda mistura metal sinfônico com death metal melódico?

Danny Johannessen:Somos todos fãs de metal melódico e os elementos sinfônicos realmente elevam a melodia das músicas e criam outra profundidade na música. Você pode ouvir a mesma música vinte vezes e ainda encontrar coisas novas para ouvir.

Ivar Oftedal:Na verdade, tenho tendência a não ouvir muito metal recentemente. Eu acho que isso é uma coisa boa, pois me dá uma nova percepção e espero que resulte em algumas novas ideias legais que muitos outros não pensariam. Eu posso me pegar ouvindo músicas do coral da igreja, para dar um exemplo, apenas para poder replicar o estilo e, com sorte, capturar um certo sentimento que procuro ao adicioná-lo à nossa música.

TC 8:Existe alguma banda dentro do seu estilo que você não gosta? Se sim, diga-nos qual e por quê?

Danny Johannessen:Não consigo pensar em nenhuma banda dentro do nosso estilo que eu não goste. Todas as bandas que ouvi que são de metal sinfônico trazem algo diferente e é isso que o torna incrível.

TC 9:Como o Sometimes We Make Music é diferente de suas bandas anteriores?

Danny Johannessen:Nossas bandas anteriores foram um pouco mais brutais como Taake que era a banda do Terje, Uburen que era a banda do Danny, Crystasis que era a banda do Ivar. Alejandro ainda toca em uma banda de surf rock de terror psicodélico, o que é incrível. Zlatko e Danny também tocam em uma banda de metal e sludge metal chamada Tjörn que não tem os elementos sinfônicos na música.

TC 10:Antes da música,o que a banda adora fazer?

Danny Johannessen:Não consigo me lembrar de nada antes da música, pois começamos a beber e tocar ao mesmo tempo. Mas adoramos nos divertir em festivais como Wacken, Metaldays, Midgardsblot e passear pela Europa de carro. Essa é a porra da vida.

Ivar Oftedal:O álcool é uma droga e tanto.

TC 11:A banda sente diferenças entre lírico e som em Forgotten Tales e agora em Trail Of The Fallen?

Danny Johannessen:Nós crescemos nos sete anos separados do nosso primeiro EP e no álbum, definitivamente. Mas acho que mantivemos um pouco do mesmo sentimento com a música, mas desta vez tínhamos profissionais para fazer a mixagem e a masterização. Isso ajudou muito!

Ivar Oftedal:Definitivamente, definimos nosso estilo um pouco mais e assim como começamos a adicionar instrumentos diferentes à mixagem.

TC 12:A banda conhece e gosta de algo sobre metal brasileiro?

Danny Johannessen:Eu realmente adoro a banda brasileira de metal sinfônico Lyria! Eles são incríveis! E, claro, Sepultura! Além desses, não ouvi muitos. Se você tiver alguma recomendação, envie-nos uma mensagem!

TC 13:Qual a ideia da capa do álbum?

Danny Johannessen:A ideia era mostrar diferentes partes dos caídos e de diferentes cronogramas. A morte no meio une tudo para fazer parte dos caídos.

TC 14:A banda acha que este álbum é conceitual? Sim ou não e por quê?

Danny Johannessen:Sim, tínhamos um objetivo claro para o álbum com as letras, a arte da capa e a linha do tempo dos caídos. Sentimos que os diferentes gêneros como folk metal, deathmetal, black metal realmente ajudaram a superar as diferenças em cada música.

TC 15:Porque uma música folk?

Danny Johannessen:Algumas de nossas músicas são realmente inspiradas no folk metal. A razão para isso é que temos uma forte devoção em ficar bêbados enquanto tocamos e o folk metal é o gênero certo para esse tipo de situação!

TC 16:Eu sinto que a harmonia da banda tocando é igual a um casamento.Acredita que isso foi mais rápido que o esperado?

Danny Johannessen:Algumas das canções têm um ritmo muito rápido como hymn of the lost lord, Might of the crow, The Return e outras são mais lentas como Demon, Queen Anne’s Revenge, Famine.Gostamos de misturar um pouco.

TC 17:Mandem uma mensagem aos fãs,a entrevista acabou

Danny Johannessen:Se você leu até aqui, droga! Muito obrigado por nos conhecer. Se você estiver na Noruega ou em um de nossos shows, mande uma mensagem e tome uma cerveja conosco, para que possamos conhecê-lo!

Ivar Oftedal:Assim que a pandemia acabar, vamos dominar este lugar! Estamos trabalhando em coisas novas, mas precisamos do seu apoio para continuar, então encontre-nos nas redes sociais e ouça nossa música onde quer que esteja disponível! Felicidades! Felicidades! Prost! Skål! Sláinte! e assim por diante.

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicanalista

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

Seja Bem Vindo

Meu Canal de Vendas

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

Coeficiente

Textos Acadêmicos, Resenha de Livros e Discos

Discover

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

ESTERILTIPO

Resenha de discos de Rock & Metal

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

%d blogueiros gostam disto: