Inédita Entrevista 658 com a Banda Timorense KLAK


A Tempestade Conservadora chega a Entrevista 658 e novamente é uma Entrevista inédita.Pois é a primeira vez que fazemos uma entrevista com uma banda do Timor Leste.Esta banda se chama Klak e executa um Deathcore com muita técnica e intensidade.Além disso,eles nos apresentam seu primeiro EP intitulado como Infernu.A banda tem essa formação:Ano Peji e Valério Rodríguez como Vocalistas,Kenny Figueredo e Pedro Borges como Guitarristas,Jovi Menezes como Baixista e Emiliano Pereira.Ano Peji respondeu as nossas perguntas.As quais,vocês vão acompanhar em todas as suas emoções.Mas,antes disso,vamos a uma música deles.

TC 1:Apresentem a banda pra nós?

Ano Peji:KLAK é uma banda de Deathcore do Timor Leste formada em 2009 e fundada pelo vocalista original Ano Peji e pelo guitarrista Pedro Borges.

TC 2:Falem sobre o trabalho de composição em Infernu?

Ano Peji:Já passamos por bons e maus momentos ao trabalhar no Infernu EP. A maioria das ideias e material foi criado no estúdio e o processo Infernu durante a pandemia Covid-19 e, felizmente, todos os membros da banda vivem próximos uns dos outros e aproveitam esse bloqueio para se concentrar no trabalho no EP. Todas as letras foram originalmente escritas por Ano Peji, mas apenas uma pequena letra da época anterior e quando a banda mudou para o baixista de deathcore, Jovi adicionou mais apenas para torná-la mais longa para que pudesse combinar com os arranjos. Todos os riffs foram criados e escritos pelos guitarristas Pedro e Kenny. Kenny também produtor da GARDUSS Records. O processo de rastreamento de bateria não foi ao vivo, o baterista Ade fez uma demonstração ou amostra e então Kenny fez isso na Digital Audio Workstation exatamente da mesma forma que o baterista Ade tocava o estilo porque a banda não tinha material adequado , a interface de áudio tem apenas dois canais.

TC 3:A banda escolheu algum single pra este álbum e o porque desta escolha?

Ano Peji:Porque Infernu é a primeira música que escrevemos juntos e descrevemos o mundo em que se sentimos como Infernu.

TC 4:Porque a banda tem esse nome?

Ano Peji:Antes de formar o KLAK, Peji e Borges estavam procurando por um nome que se encaixasse no gênero da banda, então ambos decidiram colocar o nome da banda Klak que está em tétum e em inglês significa “Charcoal”.

TC 5:Qual tema lírico deste álbum?

Ano Peji:Ações de humanidade, especialmente em nosso país.

TC 6:A banda planeja um álbum completo?

Ano Peji:Sim, estamos trabalhando nisso. Ainda em processo, pode levar algum tempo para que seja concluído. O álbum terá letras completas em inglês.

TC 7:A banda tem pesadelos com suas músicas?

Ano Peji:Sim, a faixa-título do Infernu é uma experiência da vida real que nosso guitarrista Pedro Borges já teve, então ele veio para todos os membros da banda compartilhar sua batalha com algumas coisas espirituais e decidimos escrever uma música sobre isso.

TC 8:Falem sobre a Cena Metal do Timor Leste?

Ano Peji:A cena do Metal no nosso país está indo muito bem até o Metal tem menos ouvintes no nosso país, mas todas as bandas continuam tocando no show, continuam gravando músicas, fazendo álbum. A indústria está morta e o bloqueio pandêmico, mas nossa comunidade Metal KLAN ainda continua organizando shows indoor, outdoor, estúdios ao vivo para Metal e mantém o suporte ao sistema de som.

TC 9:Qual a ideia da capa do álbum?

Ano Peji:É apenas o logotipo da banda com fogos na fonte e representam o inferno.

TC 10:Como a banda fala sobre os temas espirituais?

Ano Peji:Timor Leste é um país cristão com 98% da população católica. Mas não significa que o KLAK seja uma banda cristã, nós apenas escrevemos o que é verdade e a realidade que temos na cara e aquelas coisas que acreditamos ser reais.

TC 11:Existe alguma banda dentro do seu estilo que vocês não gostam?Se sim,qual e porque?

Ano Peji:Não, nós amamos e apoiamos todas as músicas pesadas.

TC 12:O que a Kalak tem de diferente de suas bandas anteriores?

Ano Peji:Por um tempo, Klak é a única banda de Deathcore em Timor-Leste, mas Klak começou com Nu Metal e Metalcore, todas as versões antigas dessas canções originalmente com arranjos de Metalcore, mas nós apenas íamos tocar em shows e os shows não tínhamos registros naquela época.Nós apenas queríamos tocar e nos divertir. Em 2018, a banda decide mudar para Deathcore, novos arranjos e letras também adicionam mais ao verso das músicas.

TC 13:A banda acredita que este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?

Ano Peji:Sim. Escrevemos este álbum com base na realidade de nosso país e de nosso povo, especialmente nossos líderes.É como uma história contada, então é assim:

1-Liberdade: Lutamos pela nossa liberdade e conquistamos a nossa Independência da colônia portuguesa e ocupação da Indonésia, mas parece que ainda vivemos sob a colônia e nunca obteremos liberdade por causa das regras da nação, líder sem sonho e plano, completo de corrupção, vida cheia de injustiça. Queremos liberdade para todos.

2-Laiha Fiar Ba Malu que traduzido seria Sem Confiança Uns Nos Outros: Antes da guerra, os heróis não têm medo de morrer, eles sacrificam suas vidas por esta terra sagrada para que possamos permanecer como a maior nova nação, mas por que hoje ainda temos confrontos entre nós ? A guerra civil continua, o problema das artes marciais aumenta, o líder político do crime torna-se um herói famoso, porque os timorenses não confiam uns nos outros.

3-Nepotizmu que traduzido seria o Nepotismo: Disseram que quando tem muito desempregado a gente tem que criar mais emprego, campo de trabalho, mas quando queremos começar nosso trabalho com a carreira eles ignoram. Queremos nos candidatar a algum emprego, não somos selecionados e eles apenas escolheram seus parentes. Corrupção, conluio e nepotismo por toda parte.

4-Konta Vida que seria a Fofoca ou a miséria.:É uma música cheia de ódio e é uma amostra de nossa sociedade. Fácil de julgar, difícil de reconhecer nossa própria falha. Por isso dizemos: Na vida não odeie, construa o amor e só Deus pode julgar porque tudo já está escrito na Bíblia.

5-Klamar Nia Terus que traduzido seria a Alma sofre:O Seu corpo morre neste mundo, sua alma vai para outro mundo. Você vê um lindo jardim e deseja poder entrar, mas não tem oportunidade de entrar porque quando você estava na Terra nunca faz coisas boas, você se construiu com pecados agora você se arrepende, sua alma agora está sofrendo, chorando e encontrando um caminho para o céu.

6-Infernu ou simplesmente Inferno: Vivemos no mundo parece o inferno. Fizemos todas essas coisas ruins, agora vamos acabar no verdadeiro inferno, sem mais misericórdia. Não podemos sair.

Então, essa é uma pequena explicação, espero que vocês possam entender o que colocamos em nosso álbum e com nossa fé e acreditamos que podemos passar uma mensagem por meio de nossas músicas para que todos possamos aprender a ser gentis!

TC 14:Além da música,o que a banda gosta de fazer?

Ano Peji:Jogar videogame, sair com amigos e andar de bicicleta suja .O baixista Jovi é piloto de motocross.

TC 15:Porque a banda tem dois vocalistas?

Ano Peji:Em 2014 Peji pediu à banda que precisava de mais um vocal para apoiá-lo, então Valex entrou para a banda. No momento, Peji dá uma pausa para se concentrar em sua universidade e Valex assume o papel de vocalista principal.

TC 16:Como a banda chegou na Garduss Records?

Ano Peji:Porque Klak começou com Nu Metal e para Infernu, os outros cinco eram Metalcore com vocais limpos. Então, ao fazer o Infernu EP,tivemos a mudança de estilo para Deathcore e a banda decide fazer algo novo, manter os vocais limpos e o refrão no final. O último single Gloom é o próximo álbum completo e será totalmente Deathcore. GARDUSS é uma equipe de esportes de ação, Jovi também um dos membros fundadores da equipe e quando decide colocar a música no esporte com suas bandas anteriores, cria um estúdio de gravação caseiro e dá o nome da equipe esportiva GARDUSS Records. O estúdio localizado na casa dos pais de Jovi, onde a banda se reúne todo fim de semana.

TC 17:Mandem uma mensagem aos fãs,pessoal.A entrevista acabou!

Ano Peji:Preferimos chamá-los de nossos ouvintes, porque ainda não temos fãs. De qualquer forma, a todos os nossos irmãos e irmãs, certifique-se de nos dar uma olhada, ouvir nosso EP e nosso último single e não se esqueça de compartilhar com seus amigos, continue espalhando música pesada ao redor do mundo. Se você tiver alguma sugestão, deixe um comentário abaixo em nosso canal ou vídeos no YouTube. Todos os Metalheads ao redor do mundo devem estar unidos, não há fronteira em nossa irmandade e no Metal, são todos família.

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicanalista

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

Seja Bem Vindo

Meu Canal de Vendas

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

Coeficiente

Textos Acadêmicos, Resenha de Livros e Discos

Discover

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

ESTERILTIPO

Resenha de discos de Rock & Metal

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

%d blogueiros gostam disto: