Entrevista 684 com a Banda Polonesa Scysja


A Combinação do Sludge e seu estilo bem sujo e com o lodo que lhe dá nome junto com o Post Metal é essencial a um funcionamento perfeito.Isso se tornou verdade nos dias atuais do Metal.Não por conta de eventos externos,mas porque configurou-se numa tendência.Uma tendência boa é claro.É uma modinha que pode cair na mesmice,mas se cada um por o seu toque,mesmice você não enxergará.Só se você for um fã de outros estilos,ai será mesmice total.Tendências e estilos modinhas a parte,A Tempestade Conservadora chegou na sua Entrevista 684 com a Banda Polonesa Scysja e ela debuta pra gente o seu álbum intitulado como Nietakt.A banda é formada por:Jan Szolc como Baixista e Vocalista,Jan Jakczyski e Jarema Kozieluski como Guitarristas,Kosma Kozielewski nos Sintetizadores e Andrej Szcepura na Bateria.Em todas as suas emoções,iremos começar o papo com a banda como um todo pois foi assim que prefiram responder nossas humildes perguntas.Mas,antes disso,vamos a uma música deles.O Padrão de nossos papos.

TC 1:Apresentem a banda pra nós?

Scysja:Olá, somos Scysja é um grupo de cinco amigos do ensino médio que decidiram fazer música juntos. Tocamos juntos desde 2015, no entanto, nosso pessoal passou por algumas mudanças como Jarema, Andrzej e Jan S. são os membros fundadores, enquanto Kosma e Jan J. se juntaram a nós há cerca de dois anos. Tocamos rock progressivo instrumental psicodélico, misturando-o com elementos de metal, stoner e música ambiente.

TC 2:Falem sobre o trabalho de composição em Nietakt?

Scysja:O nome da nossa banda se traduz em algo como uma “disputa animada” em inglês e há uma razão para isso. Iniciamos o nosso processo de composição com uma ou mais jam sessions, nas quais nasce uma ideia. Então, pegamos essa ideia e a transformamos, orquestramos e complementamos com outras partes. Após esse processo, um esboço de uma música está pronto.A partir daí, é apenas uma questão de cruzar alguns ‘t’s e pontuar alguns’ i’s, por assim dizer e ouvir o que fizemos até agora e alterar os detalhes para fazer toda a peça fica mais completa, deixa-a mais gostosa.

TC 3:A banda escolheu algum single pra este álbum e o porque desta escolha?

Scysja:

Escolhemos quatro de nossas canções como singles – Fomalhaut, Siankara, Ascending e Tryptyk.Sentimos que esta seleção de singles é uma amostra representativa de como soa todo o LP ‘Nietakt’.Fomalhaut é uma de nossas peças mais sólidas com ambientes turvos se transformando em riffs de hard rock agressivos, apenas para voltar a uma passagem improvisada de jazz , com baixo e bateria liderando o caminho. Siankara foi escolhido por sua acessibilidade, por outro lado é muito descolado e possui muitas linhas vocais. Tryptyk parece ser uma das nossas músicas mais metal, especialmente seus riffs finais. Ascending também é um dos nossos favoritos é mais suave, mantido na estética do pós-rock e do ambiente, um finalizador perfeito para o nosso álbum.

TC 4:Qual tema lírico do álbum?

Scysja:Não diríamos que há um leito motivo lírico aqui. Cada uma das letras é um conto separado, fala sobre algo diferente e serve a um propósito distinto. No entanto, a letra como um conceito foi adicionada à música post-factum, após o processo de gravação ter chegado ao fim, para colar todas as faixas.

TC 5:A música Fiasko fala sobre artes plásticas?

Scysja:Não exatamente, no entanto Tryptyk faz. As letras são basicamente uma descrição da pintura de Francis Bacon. É uma das nossas peças mais conceituais também a música em si é dividida em três partes distintas – não muito diferente de uma pintura homônima.Para mim, no entanto, a mais “visual” de nossas músicas é a última do álbum – “Ascending”. Ao ouvi-lo, ou tocá-lo ao vivo, sempre experimento uma sensação visual familiar. Durante nosso processo de composição, tendemos a usar vocabulário conectado à arte plástica – a música pode ser ‘clara’ ou ‘escura’; ‘Nítido’ ou ‘embaçado’.

TC 6:Existe alguma banda dentro do seu estilo que vocês não gostam?Se sim,qual e porque?

Scysja:Não gostamos muito do Dream Theater – sentimos que sua música, embora sem dúvida tecnicamente proficiente, carece, se me permitem, uma alma ! simplesmente não é divertida de ouvir, não é descolada, não é sexy e simplesmente desagradável.

TC 7:Existe alguma banda dentro do seu estilo que vocês gostam?Se sim,qual e porque?

Scysja:Que bom que você perguntou. Esta pergunta é muito mais fácil do que a anterior.Nós nos inspiramos em artistas ou atos de rock progressivo como Steven Wilson, King Crimson, Opeth ou Porcupine Tree. Ouvimos muitas músicas diferentes, desde jazz-funk como Snarky Puppy, Manuvishu Orchestra, P-Funk, passando por rock psicodélico King Gizzard e The Lizard Wizard, Psychedelic Porn Crumpets), até música eletrônica como trip-hop ou pop-ambiente como Massive Attack, Tom Yorke, Portishead, Tricky.Crescendo, ouvimos muitos clássicos dos anos 70 – Sim, Genesis, King Crimson, Pink Floyd, Led Zeppelin. Ultimamente, sinto que ouvimos mais e mais músicas novas – minhas listas de reprodução do Spotify consistem principalmente de músicas deste século.

TC 8:Porque a banda tem esse nome?

Scysja:Basicamente, houve dois motivos para a escolha desse nome:
Em primeiro lugar, transmite a ideia de como a nossa música é feita – a partir de disputas, compromissos e discussões.Em segundo lugar, soa muito bem em polonês – a pronúncia do IPA é ˈsʦ̑ɨsʲja e nós realmente gostamos de como as consoantes sussurrantes ‘s’, ‘c’ e outro ‘s’ soam juntas. Gostamos de pensar que a pronúncia corresponde de certa forma ao som do nosso trabalho.

TC 9:Além da música,o que a banda gosta de fazer?

Scysja:Somos um grupo de amigos primeiro e depois uma banda e pelo menos, gosto de pensar em nós dessa maneira. Saímos juntos em muitas ocasiões. Somos todos estudantes, então nossas áreas de interesse variam um pouco. No entanto, apesar de estudarmos áreas tão diferentes como arquitetura, economia ou psicologia, sempre encontramos um tema comum para uma conversa. E gostamos de jogar futebol juntos também.

TC 10:A banda tem pesadelos com suas músicas?

Scysja:Não, claro que não .Durante o processo de fazer o álbum, ouvimos essas músicas dezenas de vezes e definitivamente houve momentos em que estávamos fartos de alguma parte do nosso álbum, mas foi apenas temporário – nenhuma das músicas nos acorda à noite.

TC 11:Que atmosfera a banda quer fazer?

Scysja:Depende da música, realmente. Com certeza, nós compomos, tendo uma certa emoção ou atmosfera que gostaríamos de despertar em nossos ouvintes. Temos a tendência de nos comunicar usando essa linguagem de atmosfera e dizer coisas como vamos tornar esta parte mais sonhadora ou vamos tentar um pouco mais descontraída” é uma parte importante do nosso processo de comunicação durante os realces. Eu diria que os tópicos mais comuns recorrentes no ‘Nietakt’ são onirismo, amplitude, tensão e relaxamento.

TC 12:Qual a ideia da capa do álbum?

Scysja:É uma foto de drone do rio Vístula, o maior rio da Polônia, tirada durante um dorough que aconteceu nesta primavera. Queríamos chamar a atenção dos nossos ouvintes para o fato de que o mundo inteiro está em uma encruzilhada com a catástrofe climática se aproximando, precisamos agir o mais rápido possível e nós, ou melhor, nossos políticos, temos sido imprudentes por muito tempo.Há outra camada nesta capa – o Vístula flui por Varsóvia, a capital da Polônia, que é onde todos nós vivemos e trabalhamos como uma banda. Vístula é importante para nós e traz muitas lembranças especiais e agradáveis. Portanto, é especialmente doloroso para nós vê-lo morrer.A foto original foi tirada por Kuba Jurkowski. Com certeza, você deve conferir o trabalho dele e depois editada por nosso próprio Jarema.

TC 13:O que a Scysja tem de diferente de suas bandas anteriores ?

Scysja:Scysja começou como uma banda de quatro pessoas e éramos chamados de ‘Minuta Ciszy’ que é Moment of silence’ em polonês. Naquela época, e a música que tocávamos era mais hard-rock do que rock progressivo. Depois de algum tempo, Kacper, nosso frontman, nos deixou por causa de sua mudança do país, e então éramos três.Tocamos como um trio por cerca de dois anos e foi quando os primeiros rascunhos da maioria das músicas do álbum foram compostos.
Nesse ínterim, Jarema, nosso guitarrista, começou uma banda paralela chamada ‘Scoffers Lounge’ com Jan J. e Kosma, na guitarra e bateria, respectivamente. De alguma forma, as duas bandas se uniram para formar a Scysja como a conhecemos agora.Sendo um membro de ambos, eu diria que na Scysja sabemos melhor o que queremos e em que direção escolher, enquanto que no Scoffers Lounge foi mais como ”entrar no mundo de estar na banda e encontrar sua própria linguagem musical ”, Até porque para a maioria de nós foi a primeira banda da vida. Além disso, na Scysja, temos uma gama muito ampla de gostos musicais dentro do nosso grupo e o efeito disso se reflete definitivamente em nossa música.

TC 14:A banda acredita que este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?

Scysja:Não, nós não usaríamos esse termo. Fazendo aquele álbum, estávamos tentando alcançar um efeito de consistência em termos de música, mas não o estávamos olhando como uma história completa. As letras também são separáveis, cada uma é uma história diferente.

TC 15:A banda conhece e gosta do metal brasileiro?

Scysja:Bom, sabemos que houve uma grande onda de thrash metal brasileiro nos anos 80. No entanto, não somos grandes ouvintes de metal em geral, então eu não diria que conhecemos essa cena. Não se importaria em saber – há uma banda que você recomendaria?

TC 16:Qual é a ideia por trás da música General Problem Solver?

Scysja:É uma das canções mais antigas do álbum, tocamos ao vivo em nosso evento musical do colégio alguns anos atrás. Agora, após algumas mudanças de pessoal adicionando Jan J. e Kosma e reorganizamos um pouco e adicionamos alguns instrumentos novos, dando ao GPS um som totalmente novo.
Originalmente, o GPS era um pouco mais longo com cerca de 8 minutos ou mais. Sentimos que a composição era um pouco arrastada, por isso decidimos cortar algumas partes dela. Olhando para trás, com certeza estamos felizes por ter feito isso a versão de álbum do GPS é definitivamente mais agradável do que seu antecessor.

TC 17:Mandem uma mensagem aos fãs,pessoal.A Entrevista acabou!

Scysja:

Certifique-se de verificar o LP de ‘Nietakt’.
https://open.spotify.com/album/4lESznAQ44hVp5LGlqjYUp?si=8raI1x2hQUi5RvpSMxoBtg.Agradecemos cada vez que ouve e qualquer feedback!
Se você gosta de paisagens sonoras de guitarra densa, linhas de baixo incríveis e riffs de metro ímpar, nossa música é definitivamente para você.
Sinta-se à vontade para dar uma olhada em nossa página fb também – https://www.facebook.com/ScysjaZespol
Felicidades!

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicoterapeuta

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

MAGAZINEANV

DIVULGUE PRODUTOS DO

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

BlueNote Blog

CARTAS PRA NINGUÉM

Discover WordPress

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

Metal Viewer

Kleine Bands werden hier groß geschrieben.

%d blogueiros gostam disto: