Entrevista 697 com a Banda Galesa Black Pyre


O País de Gales é uma espécie de amigo pouco falado no mundo.Não que sejamos ingratos ou até mal educados,mas quando falamos da Inglaterra.Falamos de países próximos como Escócia,Irlanda.O País de Gales é pouco lembrado.Na questão musical,isso é ainda mais verdade.Ainda mais quando falamos de um som extremo,malvado e cheio de crueldade e até maligno de certa forma.Por isso,é um privilégio ver uma nova banda florescer de lá.Pode ser uma colheita malvada,mas a colheita malvada é um bom fruto para um árvore barulhenta que é o Heavy Metal.A Tempestade Conservadora chega a sua Entrevista 697 com a Banda Galesa Black Pyre.Eles nos lançam seu álbum debutante intitulado como Winter Solstice.Como a maioria das bandas malvadas desta turma,eles tem apelidos no mínimo bem curiosos.A banda é:Asbjorn De Noctis como Vocalista e Guitarrista,Olthigor Doomband como Guitarrista,Kjolttflate Ravendork como Baixista e Dominus De Octopus como Bateria.Asbjorn respondeu as nossas perguntas,as quais vocês vão acompanhar em todas as suas emoções.Mas,vamos ao culto malvado deles com uma música,é claro!

TC 1:Apresentem a banda pra nós?

Asbjorn:Black Pyre é uma banda de metal de 4 integrantes de South Wales, que cria o black metal inspirado nos sons da velha escola da Grécia e da Noruega. Eles utilizam todos os recursos de marca registrada do black metal, como blast beats e trem-picking, combinando-os com riffs melódicos e uma presença maligna.A banda foi formada no final de 2017 pelo guitarrista e vocalista Asbjorn, que começou a escrever riffs e ideias quase que imediatamente. Mais tarde, em 2018, ele se juntou ao baterista Dominus e logo depois ao baixista Kjottflate. Isso deu início aos principais processos de composição e, no final de 2018, eles puderam começar a trabalhar em seu primeiro EP.Em 2019, Black Pyre lançou seu primeiro EP, The Forbidden Tomes, após uma extensa gravação no inverno de 2018. The Forbidden Tomes foi ouvido em todo o mundo e chamou a atenção de fãs e críticos – garantindo à banda um lugar na revista de metal Metal Hammer além de receber um prêmio do Global Metal Apocalypse. Este EP e a atenção da mídia certamente aumentaram a presença da banda na cena black metal do Reino Unido e na cena underground mundial. Além disso, The Forbidden Tomes permitiu que Black Pyre fizesse uma turnê extensa em 2019, apoiando bandas como Uburen, Necronautical, Trivax e Wolvencrown.Além disso, em 2019 o Black Pyre se juntou ao guitarrista Olthigor.Como culminação final de 2019, Black Pyre tocou no Festival de Erradicação de Inverno no Solstício de Inverno em apoio à banda norueguesa Arvas (ex-Ã – rth) e no festival gravou seu álbum cult ao vivo “Live at Winter Eradication 2019”.

TC 2:Fale sobre o trabalho de composição em Winter Solstice?

Asbjorn:A composição do Winter Solstice foi feita ao longo de 2019 e 2020, com Asbjorn e Olthigor criando riffs e, em seguida, arranjando as músicas para que o baterista Dominus e o baixista Kjottflate pudessem compor suas partes para as músicas. Asbjorn fez um podcast falando sobre a criação do álbum, que você pode ouvir no canal Black Pyre no YouTube.

TC 3:A banda escolheu algum single pra este álbum e o porque desta escolha?

Asbjorn:Escolhemos a música Winter Solstice para o single por dois motivos. Em primeiro lugar, ela compartilha seu nome com o álbum, por isso fez sentido usar essa música para evitar confusão sobre o título do álbum. A outra é que sentimos que é uma música muito forte do álbum, que traz todos os elementos que você vai encontrar no álbum. Portanto, a música tem batidas explosivas, riffs melódicos, linhas de baixo estrondosas, palhetada e bateria fantástica; e então você, uma vez que esses recursos são intercalados em todas as outras músicas do álbum, sentimos que, como essa música incluiu todos eles, ela representou melhor o álbum como um todo.

TC 4:Como foi o trabalho Split?

Asbjorn:Presumo que você está falando sobre a separação de Niekinti por meio da Wulfhere Productions. Essa separação foi um sucesso e teve uma arte fantástica. A divisão conta com nosso EP, Os Tomes Proibidos, e o EP, Reinar nas Salas da Blasfémia, de Niekinti. O disco desta divisão é limitado a apenas 30 cópias e está disponível no Wulfhere Productions Bandcamp.

TC 5:Como o satanismo inspira a banda?

Asbjorn:Satanismo é uma parte chave para alguns dos temas líricos de nossas canções. Então Asbjorn é um leitor ávido de grimórios e livros sobre demonologia e por isso tem um grande interesse em expressar isso por meio dos temas líricos da música de Black Pyre. Claro, com o satanismo sendo um assunto tão adequado para uma música tão sombria e maligna, é a escolha perfeita.

TC 6:Porque duas músicas instrumentais?

Asbjorn:Então, essas músicas são interlúdios curtos de 1 minuto que são projetados para quebrar o álbum e seguir perfeitamente para a próxima faixa. Então, Underworld foi projetado para fluir para a Heresia de Magia Negra, enquanto Pale Apparition foi projetado para fluir para o Solstício de Inverno. Ambos os instrumentais também são nomeados apropriadamente, pois são feitos após as letras apresentadas na música em que fluem.

TC 7:Além da música,o que a banda gosta de fazer?

Asbjorn:Na verdade, a música é nossa vida. Preocupamo-nos principalmente com a música. No entanto, cada um de nós também joga alguns videogames.

TC 8:Qual a ideia da capa do álbum?

Asbjorn:A capa do álbum foi desenhada por Moonroot Art. Escolhemos esta arte com base no tema do álbum ser Winter Solstice. Decidimos um tema de inverno para o álbum, já que muitas das canções nos lembravam de terras frias e congeladas.

TC 9:O que a Black Pyre tem de diferente de suas bandas anteriores?

Asbjorn:Isso não é realmente aplicável, já que o predecessor do Black Pyre era uma banda de covers. A principal diferença seria que Black Pyre escreve música original.

TC 10:Como é a cena metal no País de Gales?

Asbjorn:A cena do metal no País de Gales é vibrante e ativa. A cena é uma comunidade muito amigável e útil e muitos dos artistas aqui se conhecem tão bem quanto são amigos. A cena aqui definitivamente ajudou a banda a se apresentar ao vivo e crescer musicalmente e aumentar nossa base de fãs.

TC 11:Como surgiram as ideias para os apelidos?

Asbjorn:Os apelidos que usamos são nomes artísticos feitos para se adequar à estética Black Metal.

TC 12:A banda tem pesadelos com suas músicas?

Asbjorn:Sim. Somos constantemente atormentados por pesadelos nos quais vemos demônios nas tundras geladas.

TC 13:Qual literatura de horror ou filmes inspiraram a banda?

Asbjorn:Nenhuma mídia de terror nos inspira per se. Na verdade, somos inspirados por grimórios e literatura satânica, bem como por jogos de fantasia especialmente aqueles em ambientes gelados ou congelados e, de fato, por temas musicais de outras bandas.

TC 14:A banda acredita que este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?

Asbjorn:O álbum não é estritamente um álbum conceitual. Ele se concentra em temas de demonologia, satanismo, espiritualismo e imagens de uma terra congelada. No entanto, não há narrativa para o álbum como um todo. Em vez disso, cada música é projetada para fazer você refletir sobre um tema específico e imaginar a história dessa música em particular.

TC 15:Como foi fazer o álbum ao vivo para a banda?

Asbjorn:O álbum ao vivo foi muito divertido de gravar. Foi o primeiro show com nosso guitarrista Olthigor na banda. Este show recebeu críticas positivas de quem estava lá, e então o álbum ao vivo em si foi bem recebido por si só. O conjunto trazia músicas que mais tarde seriam gravadas em estúdio para o álbum Winter Solstice. Podemos lançar cópias físicas disso no futuro.

TC 16:Porque a banda tem esse nome?

Asbjorn:A parte “Pira” do nome é a definição de um fogo usado para queimar um corpo em um funeral e, portanto, carrega conotações espirituais. Então, a parte “Black” é de fato uma referência ao fato de que tocamos Black Metal.

TC 17:Mandem uma mensagem aos fãs,pessoal.A Entrevista acabou!

Asbjorn:Adoraríamos agradecer aos nossos fãs por seu apoio contínuo. Sem você não poderíamos fazer isso. Saudações eternas!

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicanalista

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

Seja Bem Vindo

Meu Canal de Vendas

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

Coeficiente

Textos Acadêmicos, Resenha de Livros e Discos

Discover

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

ESTERILTIPO

Resenha de discos de Rock & Metal

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

%d blogueiros gostam disto: