A ABSOLUTA ENTREVISTA 700 DA TEMPESTADE CONSERVADORA COM A BANDA TCHECA HYPNOS


O Sono do ser humano é a beleza.é quando você recarrega suas energias.Você deve dormir e apagar.Mas o que acontece se em seu sono ocorre as coisas mais brutais do mundo como Sangue.É nisso que acredita essa banda que tem 21 anos de pura brutalidade.Essa banda é Tcheca e tem o sugestivo nome de Hypnos.Hypnos como sabemos é o deus do sono.Pois,a morte parece nada .O Sono não causa dano algum.Mas essa banda talvez cause dano a você.O Dano de você se apaixonar ou de você querer que o inferno os leve.É bom se diga que é um retorno do sono.Já que eles tiveram uma pequena parada neste sono extremo.O Sexto trabalho é intitulado como The BlackCrow,o inverso do último álbum.Vejamos quem faz parte desta dualidade entre sono e o lado extremo da música.Bruno Kovarik como Vocalista e Baixista,Petr ou Pegas Hillávc como Baterista,ambos saíram juntos de uma mesma banda a qual ainda está na ativa.Geralmente,quando isso ocorre é porque a banda não tem mais atividade.Mas não foi esse o caso.Vlastimil Urbanec e Martin Klinkera completam e dão peso nas guitarras.Bruno com seu jeito malvado,mas gentil.Respondeu nossas perguntas.Vamos a esse papo,mas antes o álbum completo deles feito em 2000 chamado In Blood,We Trust.Claro que em todas as suas emoções!

Porém,como é a entrevista 700 colocaremos a outra banda que Bruno fez parte a qual se chama Krabathor.Não apenas como forma de homenagear Bruno,mas também por mostrar que sua antiga banda não foi finalizada,ela mantém vida.

TC 1:Apresentem a banda pra nós?

Bruno Kovarik:HYPNOS é a banda de death metal da República Tcheca fundada em 1999 por mim e pelo baterista Pegas, nós dois já tocamos na banda Krabathor. Até agora lançamos 6 álbuns completos, alguns deles produzidos por Harris Johns que já fez coisas para Kreator, Sodom, Pestilence, Helloween, Tankard ou Borge Finstad que já fez coisas para Mayhem, Borknagar e tocou quase 500 shows ao vivo pela Europa. Agora mesmo estamos lançando um novo álbum intitulado “The Blackcrow”.

TC 2:Fale sobre o trabalho de composição em Blackcrow?

Bruno Kovarik:Demorou aproximadamente 1,5 ano de processo de escrita. Geralmente podemos falar sobre o gênero death metal, embora você possa encontrar algumas partes de thrash, doom ou black metal ali e ali, depende.

TC 3:A banda decidiu algum single pra este álbum e o porque de tal escolha?

Bruno Kovarik:Você sempre tem que decidir, se não este, seria outro. Nada demais.{Nota da TC:Falou e não disse nada! risos}

TC 4:Qual tema lírico do álbum?

Bruno:Na verdade, este é um álbum mais ou menos conceitual, seguindo o anterior chamado “The Whitecrow” (2017). O Whitecrow está focado no aspecto positivo da vida e do comportamento humano, tentando expor as grandes coisas neste mundo que você deve aprender a ver. O Blackcrow é seu alter ego, atuando em situações em que a boa vontade não é suficiente. Traz mais poder e sem misericórdia.

TC 5:Porque a banda se separou em 2006?

Bruno:Eu tive vários problemas pessoais sérios que me atrapalharam em fazer a banda de uma forma que ainda estaria em um certo nível de qualidade. Era simplesmente demais para uma pessoa e eu tive que sacrificar algo. Eu parei de tocar. Enfim, depois de 4 anos começamos a ensaiar com Pegas novamente e descobrimos que a música ainda nos traz muita alegria. Estou feliz que aconteceu, a música é minha vida, eu respiro a música, não posso ficar um minuto sem isso.

TC 6:Como você abraçou o anti-cristianismo?

Bruno:Você quer dizer minha atitude anti-religiosa? Aconteceu ainda quando eu era criança, entre 6 e 7 anos de idade. Parei de acreditar nas histórias que minha avó me contava e comecei a discutir com meus colegas de escola. Minha atitude não mudou nada ao longo das décadas. Eu ainda considero as religiões um anacronismo do passado e acreditar em algo que não existe.Quero dizer engraçado, mas quando ainda enfrentamos massacres em nome de deuses diferentes, você tem que recusar isso com mais poder do que os crentes têm. Sei que em um ano não se pode mudar, mas acredito que um dia como canto na canção “Culte de la Raison”, a heresia não será um crime. As pessoas deveriam acreditar em coisas reais, em si mesmas e em vez de perder tempo em igrejas, focar em sua família e filhos, por exemplo. É 100000000 vezes mais valioso.

TC 7:Existe alguma dentro do seu estilo que vocês não gostam?Se sim,qual e porque?

Bruno:Há um milhão de bandas que amo em todos os estilos musicais, não apenas no metal. Tem um bilhão de bandas que eu nem conheço ou não gosto. Você sabe, eu, por exemplo, não gosto de Kataklysm ou Sabaton, mas não me importo. Eles têm muitos seguidores, pessoas que discordam de mim e eles definitivamente têm o direito de fazer o que querem. Viva e Deixe Viver. Então, eu não escuto eles, não me importo com eles. Sem problemas.

TC 8:Porque você saiu da Krabathor ?

Bruno:Em 1999, deixei Krabathor devido ao longo tempo, desacordos pessoais muito sérios para o segundo líder Christopher. Não conseguimos concordar em nenhuma concordância e nesse caso, percebi que a melhor maneira seria deixar a banda e começar uma nova com clima positivo. Não havia nada sobre dinheiro ou direção musical. Felizmente, em 2014, jogamos fora essas questões e reunimos o Krabathor para algumas apresentações ao vivo, festival Brutal Assault e turnê em casa. Ambos foram realmente incríveis, um dos meus destaques musicais, então podemos dizer que de alguma forma, Krabathor ainda existe. Ainda temos alguns planos.

TC 9:Porque a banda tem esse nome?

Bruno:Achei que essa palavra era o título da música da banda austríaca Pungent Stench e gostei disso, de como soa, em muitas línguas da mesma forma. Eu nem pensei nesse significado.{Nota da TC:Ele está certo.A Música é realmente desta banda}

TC 10:A banda conhece e gosta do metal brasileiro?

Bruno:Cara, eu amo a cena brasileira, você tem tantos atos ótimos! Antes de mais nada, quem não mencionaria o SEPULTURA, no meu caso falando dos álbuns de Schizophrenia a Chaos A.D., digamos que são assassinos atemporais totais. Eu os amei e ainda amo. Além de adorar as “Leis do Flagelo” da SACROFAGO, RATOS DE PORAO “Brasil”, ambos martelos! Décadas atrás, eu ouvia também VULCANO, THE MIST, depois seguia também KRISIUN ou ANDRE MATOS (sinto muito pela perda ☹).e eu também conheço bandas como ANGRA ou REBAELLIUN, eles estão ganhando popularidade internacional também. Uma cena de metal muito boa, de fato.

TC 11:Além da música,o que a banda gosta de fazer?

Bruno:Coisas usuais que a maioria das pessoas costuma fazer. Vida familiar, trabalho. Pessoalmente, tenho muitos hobbies, principalmente relacionados à música, mas também sou grande fã de motocross.

TC 12:Como a banda chegou na Einheit Producions ?

Bruno:Chefe da Einheit Produktionen, Olaf Firmer, é meu bom amigo desde 1994, quando Krabathor assinou contrato com seu selo anterior, Morbid Records. Desde então ele está ao meu lado e apoia as duas bandas em que estou envolvido. Agradeço muito o apoio dele, ele está fazendo um trabalho que não é visto à primeira vista, mas para a nossa banda, muito, muito importante.

TC 13:Como é a cena metal da República Tcheca ?

Bruno:Bastante grande, mas poucas bandas ficaram conhecidas internacionalmente. Os destaques são provavelmente o Master’s Hammer e o baterista Marthus com o guitarrista Ashok, atualmente integrante do Cradle of Filth. Temos uma cena central de grind bem ampla, mas isso está fora do meu interesse. Mas se eu devo dar-lhe algumas recomendações, sinta-se à vontade para verificar, por exemplo,Dying PASSION, HEAVING EARTH, STROY ou BRUTALLY MORTING, são atos muito elegantes.

TC 14:Qual a ideia da capa do álbum?

Bruno:Segue o conceito de história. O WHITECROW, responde. O BLACKCROW, é a figura que tenta curar o povo da decadência.

TC 15:Diferenças no som e na parte lírica entre WhiteCrow e agora em Blackcrow ?

Bruno:Não muito, liricamente é uma continuação natural. Falando sobre o som, para cada álbum usamos um produtor e estúdio diferentes, mas no final, ambos soam como o HYPNOS deveria soar. Reflete nossa natureza.

TC 16:Como foi o trabalho em conjunto realizado e a banda pensa em fazer novos trabalhos desta forma?

Bruno:Talvez!

TC 17:Mande uma mensagem aos fãs,a entrevista acabou!

Bruno:Gostaria de agradecer a todos que prestam atenção na leitura deste livro ou na escuta de nossa música. E obrigado pelo seu apoio. Quem estiver interessado, siga-nos em https://hypnos-cz.com/ e https://www.facebook.com/HypnosCZ. Seria muito bom vir ao Brasil um dia, cheeeerz!

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicoterapeuta

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

MAGAZINEANV

DIVULGUE PRODUTOS DO

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

BlueNote Blog

CARTAS PRA NINGUÉM

Discover

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

Metal Viewer

Kleine Bands werden hier groß geschrieben.

%d blogueiros gostam disto: