Entrevista 753 com a Suíça Morrigu


Morrigu

A Tempestade Conservadora chega a sua Entrevista 753 com a Banda Suíça Morrigu. Esta banda é um Power trio por necessidade.Digo necessidade pois as forças do destino levaram a banda a ser assim.Mas,a banda tem um grande talento.Pois,ninguém chega a um quarto trabalho intitulado como In Turbulence se não tiver méritos ou apenas porque é apadrinhada de A,B ou C.Se aqui vale talento.Falamos com O Guitarrista Severin Binder. As respostas,vocês vão acompanhar já já em todas as suas emoções.Mas,antes disso,vamos pra norma da casa.Lembrando que a banda faz um mix de Doom,Death e um pouco de Metalcore mais atualmente.

TC 1:Quem é quem na banda ?

Severin Binder:Meu nome é Sevi e toco guitarra, depois tenho meu irmão Mirko no baixo e Luca na outra guitarra. Eu e meu irmão fundamos a banda em 1999 e somos os únicos membros desde que começamos.

TC 2:Falem sobre o trabalho de composição em In Turbulence ?

Severin Binder:Em 2016 comecei a colecionar ideias e foram criadas as primeiras músicas brutas para “In Turbulence”. Escrevo a maior parte sozinho, é claro que pergunto aos outros como eles pensam sobre isso ou se ainda têm ideias. Quando decidimos perguntar a Adrian Erlandsson se ele estava interessado em tocar bateria para nós, enviamos a ele as músicas com a nossa ideia de como gostaríamos de tocar bateria. Ele assumiu muitas coisas, ou pelo menos foi forçado a fazer haha, espero que ele não esteja bravo comigo por causa disso, mas ele também contribuiu com muitas partes boas. Muitas coisas foram adicionadas a muitas partes dos músicos convidados na fase de mixagem. Isso foi possível porque eu mesmo mixei o álbum. Foi muito interessante enviar nossas músicas para músicos tocarem, embora eles não tenham nada a ver com metal. Acho que tiramos o máximo dessas músicas e estou muito orgulhoso do resultado.

TC 3:Mudar o estilo da banda nem sempre é uma coisa positiva, mas a banda arriscou a mudança e deu certo. A questão é: por que a mudança aconteceu?

Severin Binder:Sim, isso pode ser verdade para algumas das bandas, mas nunca decidimos muito sobre o estilo, apenas deixamos acontecer. Acho que é isso que torna o som de Morrigu tão especial.

TC 4:Sem dúvida, a história e os guerreiros caminham juntos. É quase como uma soma simples. Mas quais são os guerreiros de que a banda fala neste álbum ?

Severin Binder:Em sentido figurado, escrevemos textos sobre guerreiros da vida que têm que lutar diariamente, lutando por seus direitos, lutando contra o medo, a dor e a depressão ou outras doenças simplesmente aqueles que lutam por um mundo melhor.

TC 5:A banda escolheu algum single pra este álbum e o porque desta escolha ?

Severin Binder:Decidimos por essa música porque, antes de tudo, é uma música forte que deveria agradar a um grande público e dar um sinal de que voltamos às nossas raízes. É também uma música dark com uma mensagem por trás que se encaixa muito bem com a época.

TC 6:Não é muito comum uma banda começar com um álbum completo não sem antes fazer uma demo. Não é um erro da banda, apenas nem sempre vemos isso. É correto dizer que isso aconteceu porque o entendimento musical da banda aconteceu muito rapidamente ?

Severin Binder:Acho que está um pouco desatualizado, hoje em dia qualquer um pode gravar em casa. Anteriormente, quando o negócio da música ainda estava florescendo e nem tanto era possível com software, os estúdios de som eram muito caros, tão caros que praticamente apenas uma gravadora podia pagar, então você tinha que ter uma gravadora para ter um bem produzido registro. As bandas costumavam fazer demos para se inscrever nas gravadoras. Eu dificilmente acho que hoje em dia uma gravadora financia uma banda estreante 100% desde o começo, ao invés disso, uma banda estreante traz um álbum pronto para a gravadora e então eles vêem como ele vende.

TC 7:Eu nunca conheci uma banda fazendo um Doom metal fazendo uma união com o progressivo. Foi uma bela ideia. Como surgiu essa linda ideia ?

Severin Binder:Como já disse, deixamos acontecer com a composição, outra razão é que somos muito abertos musicalmente e gostamos de muitas coisas diferentes, gosto de bandas como Periphery ou Tesseract, mas também gosto de bandas como Draconian ou My Dying Bride.Em resumo,nós fazemos a música que gostamos.

TC 8:Como a banda chegou na Fastball Music ?

Severin Binder:Estávamos procurando um distribuidor e encontramos Eric da FC Metal Agency. Na verdade, funciona de acordo com o princípio de alugar uma gravadora. Somos independentes com algumas restrições. Mas é uma oferta muito boa e eu recomendo principalmente bandas que têm um pouco de experiência e querem ser independentes para olhar mais de perto.

TC 9:O nome do álbum é bastante impressionante, então terei que fazer uma pergunta séria, mas com uma certa provocação. Quais são as turbulências que inspiraram a banda ?

Severin Binder:In Turbulence descreve um vaivém de sentimentos. trata-se de lutar consigo mesmo. Tentamos expressar isso musicalmente. Claro que também passamos por momentos difíceis com a banda, a mudança constante de músicos, eles não eram apenas músicos, eram amigos também. Sempre tive a sensação de que, quando dava um passo à frente, dava dois passos ao mesmo tempo. Encontrar músicos adequados na Suíça não é tão fácil. especialmente se você tiver um, pode muito bem ser que um músico fuja pouco antes das gravações ou mesmo durante as gravações. Aconteceu conosco três vezes!Então, decidimos ir em frente e contratar músicos de estúdio. Eu não teria pensado que ainda haveria grandes nomes da cena do metal como Adrian Erlandsson. Ricardo Borges também fez um ótimo trabalho vocal, você não vai encontrar um cantor assim em todas as esquinas da Suíça. Nós também tivemos a sorte de ele trabalhar como engenheiro de som no famoso Fascination Street Studio de Jens Bogren, então tivemos as melhores gravações vocais imediatamente.

TC 10:Expliquem o espírito da música Omnia ?

Severin Binder:A música Omnia é na verdade sobre um amigo meu, ele é um refugiado da África. É sobre como você precisa estar desesperado para colocar sua vida em perigo para ver sua família ou amar novamente ou apenas para ter uma vida melhor. É também um pouco sobre estar sozinho, apenas ter-se sozinho sem qualquer outra ajuda para embarcar numa viagem tão longa com seus perigos. Omnia é latim e significa infinito, alguns desses refugiados nunca mais chegarão ao seu destino, sua jornada é infinita como o sofrimento das famílias.

TC 11:O Álbum é conceitual?Sim ou Não e porque?

Severin Binder:Existe um conceito de colaboração entre diferentes artistas e diferentes ambientes. A arte da capa foi montada por três artistas diferentes que foram Niklas Sundin, Gustavo Sazes e Stefan Skjoedt. Você pode reconhecer algo quando ouve, eu também não quero revelar muito. Portanto, ainda é importante ver o álbum como um todo e ouvi-lo dessa forma.{Nota da TC:Podemos dizer que é inédito pra nós,pois nunca entrevistamos uma banda que contou com três artistas para fazer a capa de seu álbum! Geralmente é um ou no máximo dois}

TC 12:Porque a banda tem esse nome ?

Severin Binder:Morrigu é o nome de uma deusa celta da fertilidade e da guerra. Pensávamos muito nisso e ainda hoje nos fascina. Não posso falar mais sobre isso.

TC 13:Tem diferença da Morrigu para alguma banda anterior que você já teve?

Severin Binder:Morrigu é minha primeira banda, não havia banda antes. Fui vocalista da Eluveitie por um curto período de tempo, mas não funcionou assim, em retrospecto foi uma atitude, mas não me arrBiependo e estou feliz com Morrigu.

TC 14:O que mudou de maneira lírica e sonora na banda entre Before Light /After Dark e agora em In Turbulence ?

Severin Binder:Liricamente não, mas musicalmente, no BL / AD nos desafiamos musicalmente e com o novo álbum que queríamos escrever músicas mais simples de novo, músicas que não são tão técnicas são emocionalmente fortes. Também queríamos ter tantos instrumentos reais quanto possível, tudo deveria soar real.

TC 15:Mensagem pros fãs,a entrevista acabou!

Severin Binder:Olá, queridos amantes do metal, se vocês são fãs de Melodic Death / Doom e de bandas como Paradise Lost, Insomnium, Dark Tranquility, então vocês vão gostar muito do nosso álbum. Siga-nos no Spotify, Facebook, Twitter, Youtube e Instagram. Obrigado pelo apoio e pela entrevista, foi divertido. Saúde Sevi

Morrigu Bio Englisch

(1) The band Morrigu was founded in 1999 by Severin and Mirko Binder. After a few live concerts, they recorded “Forgotten Embrace” in 2002 and released it in January 2003. The musical beginnings were deeply rooted in classic Doom-Death-Metal.

(2) In 2004, the demo “MMIV” was released to positive feedback. The album “The Flock Of Crane” was recorded and released in 2006.

(3) In 2007, the band started working on new song ideas, going their own way stylistically and incorporating more modern influences. During this, the Eluveitie drummer at the time, Merlin Sutter, joined the band. Recordings for the next record started under the working title “The Niobium Sky”, which was released under the dutch label label “Dark Balance” in 2009.

(4) Due to disappointment about the inadequate support and cooperation with “Dark Balance” and the constant stylistic change, the band was thrown into upheaval, with the founding member Severin and Mirko Binder reforming the entire line-up. All the while, work on new songs continued. With a new line-up and the finished songs, recordings for “Before Light / After Dark” started in 2013. Even before the release of the record, the songs were presented to the public during an european tour with the band Pro Pain. In 2014, the record was self-published and distributed by the band.

(5) In 2017, the line-up fell apart again. On guitar, Roger Zink was replaced with Luca Neukom. Shortly after, Christoph Schönenberger decided to stop playing the drums. The search for a successor was difficult. Because of this, the band focused on writing a new record in these difficult times. Quickly the idea of including guest musicians came up. Adrian Erlandsson, Ricardo Jorge Borges Rodrigues, Elektra Amber and Marc Durkee amongst others joined the project. Morrigu’s newest record “In Turbulence” will be released in the first quarter of 2021.

(1) Line-Up: Severin Binder (g,v), Mirko Binder (b), Christoph Cajochen (s), Damian Grubenmann (d), und Viktor Lienhard (g)

(2) Line-Up: Severin Binder (g,v), Mirko Binder (b), Damian Grubenmann (d), Viktor Lienhard (g), Lukas Gabathuler (s), Marc Fürer (g)

(3) Line-Up: Severin Binder (g,v), Mirko Binder (b), Viktor Lienhard (g), Marc Fürer (g), Merlin Sutter (d)

(4) Line-Up: Severin Binder (g,v), Mirko Binder (b), Roger Zink (g), Christoph Schönenberger (d)

(5) Line-Up: Severin Binder (g,v), Mirko Binder (b), Luca Neukom (g), Marc (d, live), Bruno (v, live)

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicoterapeuta

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

MAGAZINEANV

DIVULGUE PRODUTOS DO

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

BlueNote Blog

CARTAS PRA NINGUÉM

Discover

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

Metal Viewer

Kleine Bands werden hier groß geschrieben.

%d blogueiros gostam disto: