Entrevista 650 com a Duo Banda Australiana Beleth


Beleth Silent Genesis cover

De uns tempos pra cá combinado a Pandemia atual,O Metal tem sido praticado por menos pessoas.Mas,isso não significa que sua essência tenha desaparecido.Prova disso é que essa dupla de australianos faz um som extremo com influências nos mais variados estilos e vertentes do metal.A dupla é Chris Long como Guitarrista e Baterista e nas letras e vocais temos Sebasthian Bentos-Periera .Eles formam a banda Beleth e nos apresentam seu novo álbum intitulado como “Silent Genesis.A Dupla prontamente aceitou nosso pedido de entrevista e conta todos os detalhes sobre o álbum e sobre essa curta porém promissora carreira.Lembrando que o álbum deles já está a venda pela Wormholedeath.Agora,ouça uma música deles e acompanhe nossa entrevista em todas em todas as suas emoções.

 TC 1:Falem sobre o trabalho de composição em Silent Genesis?

Chris Long:Basicamente, para todo o Silent Genesis, eu escrevi cada música começando em torno de um único riff de guitarra. Se esse riff se tornou um riff de verso principal, riff de refrão, riff de ponte, o que for. Cada música sempre começa na guitarra. Depois de ter uma ideia de como toda a música seria, eu gravaria uma faixa demo de guitarra em um metrônomo. A partir daí, trabalharia nas partes da bateria e, em seguida, no baixo. Uma vez que eu tivesse uma demo gravada, eu a enviaria para Seb para que ele pudesse começar a trabalhar nas letras e vocais. Nesse ínterim, gravaria as faixas finais de guitarra e também qualquer solo ou solo. Então, quando Seb gravou suas faixas vocais finais e as enviou para mim, eu as editaria e começaria a trabalhar na mixagem final. Esse foi basicamente o processo para todas as músicas do álbum.

TC 2:Como acontece a fusão de gêneros na sonoridade da banda?

Chris Long:Provavelmente soa clichê pra caralho, mas veio naturalmente. Eu tinha uma ideia de como queria que as músicas fossem, mas não tinha realmente uma visão de como o som geral ficaria. Eu gosto principalmente de metal que tem um groove, algo que você pode bater sua cabeça, e com um pouco de melodia, então eu sabia que queria incorporar esses elementos em nossas músicas. E isso combinado com o estilo vocal de Seb meio que tornou o que eu acho.

TC 3:Sobre o que a música First Born se refere?

Chris Long:Liricamente, a música é uma espécie de cisma entre a educação tradicional que um filho primogênito tem para a família e as diferentes lições de vida que podem ser aprendidas, e como elas se contradizem. O lado fictício da história é basicamente sobre o Deus do Egito lutando contra seres sobrenaturais, um tema do tipo Lovecraft.

TC 4:Porque a banda tem esse nome?

Chris Long:Provavelmente é uma porra de queijo, mas eu sempre amei esse tipo de merda demoníaca e assustadora, então eu não me importo. Na demonologia, Beleth é o 13º Espírito de Salomão, um rei do Inferno que tem 85 legiões de demônios sob seu comando. Ele supostamente cavalgaria um cavalo amarelo e a música seria ouvida diante dele. Eu encontrei o nome apenas procurando por nomes de demônios e espíritos procurando por algo que se adequasse ao tipo de música dark que estávamos escrevendo, e algo que soasse legal como um nome de banda. Beleth era um deles, então decidimos por isso. A ideia para a faixa de introdução “Thirteenth Spirit” e a faixa de encerramento “Denouement” foi como eu imaginei que soaria a música que veio antes de Beleth em seu cavalo.

TC 5:Qual tema lírico do álbum?

Chris Long:A inspiração lírica do álbum é uma mistura de tradição bíblica ou mitologia, com elementos vindos do horror lovecraftiano, e como essas histórias e crenças justapõem a emoção humana crua e a psique profunda da imaginação humana.

TC 6:A banda escolheu algum single pra este álbum e o porque desta escolha?

Chris Long:Bem, Thirteenth Spirit / Silent Genesis foi a primeira música que escrevemos do álbum e isso meio que deu uma indicação de como o álbum soaria. Então, quando terminamos essa música, decidimos lançá-la como single em novembro de 2020. First Born era uma das músicas favoritas de Seb no álbum, então decidimos lançá-la como o segundo single em maio, eu acho que era assim?

TC 7:O que a Beleth tem de diferente de suas bandas anteriores?

Chris Long:A banda em que toquei anteriormente, eu acho que tinha elementos semelhantes, mas diferia bastante. Eu acho que Beleth soa mais pesado e sombrio do que Goathanger. Goathanger também tinha alguns vocais limpos, o que não fazemos em Beleth.

TC 8:Como a banda chegou na Wormholedeath Records ?

Chris Long:Eu estava basicamente pesquisando diferentes gravadoras que achei que seriam adequadas para nós e enviando por e-mail todo o nosso kit de imprensa, você poderia chamar assim, e Wormholedeath era um deles. Naquela fase, acho que acabamos de ter um vídeo de amostra do álbum que enviamos com um pouco de outras informações. Eles responderam e estavam interessados em nos ver e ouvir mais, então mandamos o álbum para eles conferirem. Eles gostaram e nos ofereceram um acordo, então ficamos muito felizes em embarcar neles.

TC 9:Que banda vocês gostariam de ser por um dia e porque?

Chris Long:The Wiggles! Poderíamos colocar uma de nossas músicas do Beleth no setlist, as crianças iriam adorar!

TC 10:Alguma literatura ajudou vocês na inspiração?

Chris Long:Alguns Seb mencionados nas letras foram At The Mountains Of Madness, Call Of Cthulu e The Fall Of Reach.

TC 11:Que bandas influenciaram vocês?

Chris Long:Para mim, meu jeito de tocar guitarra e escrever músicas desde o início fui influenciado principalmente por Metallica, Pantera, Machine Head e bandas assim. Mas para esta banda, e mais ainda nos últimos 10 anos, acho que influências semelhantes do topo da minha cabeça poderiam vir de bandas como Lamb Of God, Carcass, Kataklysm, Devildriver, Bloodbath, Cattle Decapitation, Avatar, Blood Red Throne, Dyscarnate , Gojira, Illdisposed e tantos mais, a lista continuaria. Algumas das influências de Seb vêm de bandas como Infant Annihilator, Trivium, Lamb Of God, Slipknot e Parkway Drive.

TC 12:Que inovações você tentou fazer no estilo da banda?

Chris Long:Nenhuma. Para os instrumentos, não tentei escrever nenhum novo livro de história ou ideias revolucionárias. Algumas pessoas eu acho que agora podem tentar muito ser excessivamente técnicas às vezes, ou ter assinaturas de tempo obscuras, ou o que seja, com a ideia de que isso torna a banda ou as músicas melhores ou mais superiores. O que é bom, se é isso que eles gostam de fazer, então isso é legal, a música é subjetiva. Mas não é realmente minha praia. Além disso, não sou um músico técnico tão bom, haha. Mas, para mim, acho que às vezes menos pode ser melhor para uma música, então gosto de mantê-la bem direta no momento.

TC 13:Qual a ideia da capa do álbum?

Chris Long:A capa do álbum foi algo que escolhemos pelo Rotted Artist. Achamos que era legal e combinava com a música, então fomos com ele. Não há nenhum significado ou ideia oculta por trás disso.

TC 14:Quais tendências modernas a banda apresenta neste álbum?

Chris Long:Não tenho certeza se conheço as tendências modernas do metal no momento? Haha. Provavelmente estou um pouco preso no passado ou em meu próprio mundinho ou algo assim. Não tínhamos a intenção de seguir nenhuma tendência de qualquer maneira, apenas fizemos o que queríamos. Seria interessante ouvir a opinião de um estranho sobre este, porém.

TC 15:Tem um assunto que a banda não gosta de falar?

Chris Long:Baterista !Haha.

TC 16:Como a banda equilibra o som clássico e moderno neste álbum?

Chris Long:Essa resposta para essa pergunta é semelhante à pergunta sobre tendências, eu acho. Nós realmente não tentamos equilibrar um som clássico ou moderno ou qualquer coisa para o álbum, nós apenas fizemos o que queríamos e acabou como saiu sem nenhuma visão real ou intenção de como soaria.

TC 17:Uma mensagem aos fãs,a entrevista acabou!

Chris Long:

Obrigado a todos que dispensaram seu tempo para ouvir nosso álbum e por conferir a entrevista. E obrigado também por nos receber Felipe! Esperançosamente, entre agora e o final do ano, vocês ouvirão algumas demos nossas regravadas que lançaremos, e esperançosamente alguns shows ou turnês em algum momento também. Além disso, vá ao nosso Bandcamp se quiser pegar um CD! http://www.BelethAU.bandcamp.com

Obrigado,

Chris Long

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicanalista

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

MAGAZINEANV

DIVULGUE PRODUTOS DO

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

BlueNote Blog

Textos Acadêmicos, Resenha de Livros e Discos

Discover

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

Metal Viewer

Kleine Bands werden hier groß geschrieben.

%d blogueiros gostam disto: