Entrevista 867 com a Banda Dinamarquesa Shadowspawn


Pode ser uma imagem de 4 pessoas
Shadowspawn - The Biology of Disbelief

A Dinamarca é um dos melhores locais para se trabalhar no Metal.A maioria das pessoas gostam e o cenário é muito favorável apesar do severo frio.Talvez,seja exatamente o frio que faz o som daquele ser país ser tão gélido,denso e intenso.A banda em questão tem essas caractéristicas e muito mais.A banda que a Tempestade Conservadora irá conversar em sua Entrevista 867 é a dinamarquesa Shadowspawn.A banda nos apresenta seu terceiro álbum intitulado como The Biology Of Disbelief.A banda é formada por:Bue Jensen como Vocalista,Nicolai Cheung e Oliver Ragnar como Guitarristas,Kelvin Dam como Baixista e Danni Jelsgaard como Baterista.Kelvin Dam respondeu as nossas perguntas.As quais,vocês vão acompanhar em todas as suas emoções.Mas,antes disso,vamos a uma música deles.

TC 1:Fale sobre o trabalho de composição em The Biology Of Disbelief?

Kelvin Dam:As músicas são compostas por todos nós. Cada um de nós, cria normalmente de cinco a seis músicas antes do processo de gravação e as ouve como demos. No final, selecionamos nossas faixas favoritas e trabalhamos com elas. Tendo a lista final das faixas feitas, nós fomos para Tue Madsen nos estúdios Antfarm e gravamos a bateria. Com a bateria pronta, gravamos tudo sozinhos.O produto final foi então masterizado por Marco Angioni no Angioni Studios.

TC 2:A qual rito de passagem a banda se refere na música seis do álbum?

Kelvin Dam:É um título que se refere aos últimos ritos. As palavras finais que você ouve em seu leito de morte.

TC 3:Qual o tema lírico do álbum?

Kelvin Dam:Não tínhamos um conceito ou história para seguir como tal. A música é apenas o que gostamos e sentimos que queremos tocar, e as letras são um tanto abstratas, mas no geral tratam de ser você mesmo, defenda-se e não deixe que as pessoas o controlem sem fazer perguntas.

TC 4:Alguma literatura inspira a banda?

Kelvin Dam:Oh sim. Para citar alguns, HP Lovecraft, Allan Campbell e Stephen King.

TC 5:Como a banda chegou na Emanzipation Productions?

Kelvin Dam:Conhecíamos Michael que é o chefe principal da EMZ há muito tempo. Nós o sabemos como um bom empresário e uma alma ardente para o Death Metal. Então, quando ele se aproximou de nós, foi uma decisão muito fácil ingressar na EMZ.

TC 6:Eu sei que estamos muito longe cronologicamente, mas a música sobre 2525 é o que a banda imagina para o futuro ou apenas uma música solta sem nenhum significado externo?

Kelvin Dam:Escrevemos isso porque não conseguimos resistir hehe.A música Year 2525 tem essa vibe do fim do mundo legal, que tivemos que fazer uma versão Shadowspawn dela e sim, as letras também se encaixam perfeitamente nos dias de hoje com a pandemia e a emissão de CO2 e etc.

TC 7:Além da música,o que gosta de fazer?

Kelvin Dam:Além da música, temos todos os tipos de hobbies diferentes. Alguns de nós têm famílias para cuidar, futebol, jogos, coisas fora da selva e coisas assim.

TC 8:Porque a banda tem esse nome?

Kelvin Dam:Acho que aconteceu, como uma das primeiras canções que escrevemos. E então nós pegamos o título daquela música e o usamos como um nome, porque tem uma vibe legal nela. Alguma coisa que emerge das sombras?Legal, certo?

TC 9:O que a Shadowspawn tem de diferente de suas bandas anteriores?

Kelvin Dam:Errgh,difícil. Eu acho que Shadowspawn é mais maduro. Tanto no som quanto na composição. Nós permanecemos com nossas raízes e sempre tocaremos OSDM, mas Shadowspawn é um grupo mais fechado, avançando como um time. Talvez em bandas anteriores,as pessoas não estivessem tão focadas.

TC 10:Que tipo de assunto não merece uma música da Shadowspawn?

Kelvin Dam:Provavelmente nunca escreveríamos uma música sobre alergias à farinha de aveia. Somos uma banda de death metal. Os assuntos em nosso gênero são melhor entregues como maldosos e rosnados.

TC 11:Qual a ideia da capa do álbum?

Kelvin Dam:Queríamos algo “não direto ao ponto”. Então, algo que não era óbvio ir em alguma direção, mas apelaria para a sua fantasia. A capa também tende a inspirar algumas sugestões religiosas que também se encaixam muito bem com as letras. Acho que o conceito ou ideia geral era fazer uma capa que alimentasse a imaginação das pessoas e se encaixasse bem com o clima do álbum e acho que chegamos perto disso.

TC 12:Para fazer esse álbum, parece que a banda acumulou muita raiva e o resultado não poderia ser outro senão positivo. Quem ou o que gera toda essa raiva exposta pela banda?

Kelvin Dam:Obrigado pelo local.Não direi que somos homens raivosos. De jeito nenhum. Estamos muito felizes e alegres, para dizer o mínimo. No entanto, quando se trata de escrever músicas e letras, encontramos nossos pontos e pensamentos mais sombrios dentro de nós, e vem esse hmm, nosso lado sombrio.

TC 13:Este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?

Kelvin Dam:Não, realmente não. Mas o tema lírico é uma constante ao longo do álbum. Pense por si mesmo. Defenda-se. Quando as pessoas com livros sagrados, grandes negócios ou de outra forma tentando manter o pensamento livre sob controle, você se levanta e é você mesmo e pensa por si mesmo.

TC 14:Como a banda mistura a velha da escola do Death Metal com o lado moderno?

Kelvin Dam:Experimentamos aqui e ali e também somos simplesmente influenciados pelo que ouvimos. Nunca tentamos soar como alguém. Buscamos muito nosso próprio som e estilo.

TC 15:A banda sentiu diferenças em Hope Lies Dormant e agora em The Biology of Disbelief?

Kelvin Dam:Oh sim. A composição e o estilo das canções amadureceram em nós. “Hope ainda é um ótimo álbum, eu acho e nós, gostamos de tocar suas músicas, mas o novo álbum é apenas o passo natural para avançarmos em som e composições.

TC 16:Quais bandas influenciaram vocês?

Kelvin Dam:Nenhuma em particular, mas todas as grandes bandas com as quais crescemos ainda estão conosco, em nossos corações e mentes. Para citar alguns heróis seria Death, Entombed, Morbid Angel, Suffocation e assim por diante.

TC 17:Uma mensagem aos fãs,pessoal.A Entrevista acabou!

Kelvin Dam:Apoie suas bandas OSDM locais! Tenho certeza de que todos que lêem isso amam death metal e sabem que estão seguros hoje em dia. Espero ver todos vocês em breve, em algum lugar! Obrigado Felipe por apoiar Shadowspawn! Obrigado novamente por seu interesse em Shadowspawn! Fique seguro e fique pesado!

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicoterapeuta

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

MAGAZINEANV

DIVULGUE PRODUTOS DO

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

BlueNote Blog

CARTAS PRA NINGUÉM

Discover WordPress

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

Metal Viewer

Kleine Bands werden hier groß geschrieben.

%d blogueiros gostam disto: