Entrevista 870 com a Banda Italiana Zora


Se tem uma coisa que marcou definitivamente o sul da Itália foi a quantidade impressionante de mafiosos.Isso,gerou naquela parte daquele país uma violência assustadora.Mas,essa violência que falaremos não causa nenhum dano.Talvez um ouvido dolorido,mas você não corre risco de morte.Estamos apresentando aqui a Entrevista 870 da Tempestade Conservadora com a Banda de Metal Extremo Zora.A banda nos mostra seu terceiro trabalho intitulado como Soul Raptor.A banda é formada por:Guiseppe Tatangelo ou simplesmente Tato como Baixista e Vocalista,Gianluca Molé ou simplesmente GLK como Guitarrista e Giampiero Serra como Baterista.Tato respondeu as nossas perguntas,As quais vocês vão acompanhar já já em todas as suas emoções.Mas,antes disso,vamos a tradicional música deles para iniciarmos a entrevista.

TC 1:Fale sobre o trabalho de composição em Soul Raptor?

Guiseppe Tatangelo-Tato:Cada música de Zora é um trabalho em equipe, infelizmente moramos longe uns dos outros, então temos que trabalhar remotamente. Todas as músicas nascem de uma ideia ou de um riff, quando o esqueleto da música está pronto ele é apresentado aos outros caras e cada um coloca o seu. Estes riff nascem por si próprios e por acaso, de um riff que se coloca na cabeça ou de um pensamento que se transforma em melodia, então tudo se forma de forma natural e sem demasiadas forçantes ou pesquisas estilísticas ligadas à duração ou ao género , a instintividade é o único componente de arrastar.

TC 2:Qual tema lírico do álbum?

Guiseppe Tatangelo-Tato:Soul Raptor se inspira no que vimos durante o delírio pandêmico, enfocando a conduta aberrada das pessoas, totalmente desorientada pelas notícias de todos os tipos de esgoto da mídia e com a alienação mental a que somos trazidos e submetidos pelas redes sociais, informação e mídia, o pior das pessoas saiu.

TC 3:Como a banda mistura a velha escola com o lado moderno do Death Metal?

Guiseppe Tatangelo-Tato:Em nossas canções, nunca há nada planejado ou pesquisado ou estudado, tudo vem por si e é o resultado da nossa escuta e da nossa atitude. Claro que amamos a velha escola que é o motor propulsor, mas é inevitável que apareça algo mais moderno também, as duas coisas se misturam por si mesmas e de uma forma completamente natural.

TC 4:Toda banda de death metal tem um grande ódio. Mas qual é o ódio que mais motiva a banda na hora de compor uma música?

Guiseppe Tatangelo-Tato:Uma experiência vivida, um sentimento provocado por alguma notícia ou mesmo vendo a verdadeira natureza de uma pessoa, e geralmente o mundo desviante que nos cerca, feito de hipocrisia, falsidade, egocentrismo e opressor, Todos esses fatores fazem algo se mover na mente, dando um sentimento de repulsa e raiva, há quem o desabafe com atos violentos e quem o exprima com a música, a pintura e a arte em geral. Acredito que o ódio é o mais nobre e verdadeiro dos sentimentos, porque é sincero, quando você experimenta você não se engana e não pode fingir tentar, e acima de tudo, está sempre motivado.

TC 5:É mais fácil ou mais prático uma banda como Powertrio?

Guiseppe Tatangelo-Tato:Exceto por um intervalo muito curto, éramos sempre três; não é uma escolha drástica ditada por algo em particular começamos assim e nunca sentimos a necessidade de expandir o treinamento, basicamente fazemos um death metal com muito groove, não precisamos de tantos elementos para nos divertirmos como nós ja fizemos.

TC 6:Que tipo de atmosfera vocês querem criar com este álbum?

Guiseppe Tatangelo-Tato:Quanto ao gênero, também pelo clima não é algo desejado e estudado desde o início, ficamos felizes que saiu um disco em nossa opinião muito raivoso extremo e áspero, mas é apenas o resultado do estado de espírito que tínhamos quando escrevemos e gravamos.

TC 7:Que tipo de assunto não merece uma música para a Zora?

Guiseppe Tatangelo-Tato:Não fazemos textos estritamente políticos, nem mesmo estritamente religiosos, mas isso não quer dizer que não mereçam ser tratados, como por tantas outras questões, simplesmente não encontram espaço no nosso modo de expor o que odiamos, embora nós odiamos política e religião e muitas outras coisas que normalmente não mencionamos e certamente você nunca vai nos ouvir falar de unicórnios, espadas, dragões e pradarias.

TC 8:Alguma literatura inspira a banda?

Guiseppe Tatangelo:Ah não não, não são temas que se encontram nos clássicos da literatura, temos uma “forma mentis decorrente da nossa escola e do percurso humano, mas não um fio que se possa reconhecer como inspirador daquilo de que falamos.

TC 9:Porque a banda tem esse nome?

Guiseppe Tatangelo-Tato:A banda tirou o apelido do nome de um cão veterano de lutas clandestinas que o feriram no corpo e principalmente na alma, tornando-o vicioso, desconfiado e irritado com o mundo, mas ao mesmo tempo dócil e grato ao menino que o resgatou cuidando dele, o mesmo garoto que então desenhou o logotipo da banda e dada a história deste cachorro e o motivo de sua raiva, imediatamente pareceu o nome perfeito para a banda.

TC 10:Além da música,o que gostam de fazer?

Guiseppe Tatangelo-Tato:Bem, cada um de nós tem suas próprias paixões, que vão da agricultura ao futebol e muito mais. Alguns de nós nutrimos nossa paixão também pelo trabalho, e isso é ótimo, mas ainda temos tempo livre para realizar as atividades que preferimos sem afetar o campo da música.

TC 11:Este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?

Guiseppe Tatangelo-Tato:Mais do que um conceito ou uma história, diria que tem um fio condutor do qual falam todos os traços, ou seja, a sujeição total a que estamos submetidos às redes sociais e às informações em geral. A esta altura, não somos capazes de pensar com nossas cabeças, incapazes de desenvolver um julgamento crítico e objetivo, e completamente embriagados com notícias falsas e falsos ídolos.

TC 12:A banda sentiu diferenças entre Scream Your Hate e agora em Soul Raptor?

Guiseppe Tatangelo-Tato:Bem, a principal diferença, eu acho, é a voz, porque quando gravamos Scream Your Hate foi o primeiro disco que eu cantei e eu fiz isso rápida e furiosamente porque tive que fechar aquele trabalho, já que o antigo cantor infelizmente saiu de repente e durante as gravações do álbum por escolhas e motivos pessoais. A partir daí, tive a contribuição e a oportunidade de aprofundar esse aspecto da voz, principalmente graças aos novos projetos que formamos depois, então no Soul Raptor tive menos dificuldade, embora o exercício tenha que fazer de novo e também muito. Quanto ao som não creio que tenha variado muito, talvez o Soul Raptor esteja mais inspirado, isto é, também porque é o resultado de uma pandemia global que trouxe ainda mais à tona toda a merda que paira no ser humano e isso para nós sempre foi a maior fonte de inspiração.

TC 13:Qual a ideia da capa do álbum?

Guiseppe Tatangelo-Tato:A capa foi feita por Angelo Lo Torto, um artista italiano, bastou dizer a ele o que tínhamos em mente e do que se tratava o álbum e ele imediatamente o trouxe de volta ao papel fielmente. Queríamos representar uma fábrica de manipulação em massa, onde humanos são transportados em fitas através das quais máquinas por sua vez enchem sua cabeça com informações pilotadas, transformando-as em autômatos.É o que acontece na realidade, onde vários aparelhos eletrônicos através do display lavam manipulam afim de reprogramar nossos cérebros.

TC 14:Quais bandas influenciaram vocês?

Guiseppe Tatangelo-Tato:Todos nós viemos naturalmente de um background de death thrash e black metal e cada um de nós também tem outros projetos que sempre se relacionam com metal extremo; pode-se citar bandas como Cannibal Corpse, Bolt Thrower, Obituary, Deicide, Suffocation, Deeds of meat, Dying Fetus … mas também Throwdown, Voivod, Downset, Suicidial Tendencies, Slayer. Enfim, bandas que sempre tivemos escutou e isso nos condicionou dando-nos uma impressão.

TC 15:Vocês gostam de futebol?Se sim,digam seus times.

Guiseppe Tatangelo-Tato:Ohh a isso devo responder Gianluca, ele torce para a Juventus e acompanha muito o futebol, eu realmente não entendo nada!

TC 16:Mandem uma mensagem aos fãs,pessoal.A Entrevista acabou!

Guiseppe Tatangelo-Tato:Obrigado novamente a você pelas perguntas legais e desafiadoras e pelo espaço que você nos ofereceu, realmente agradecemos! Mantemos contato, se alguém quiser ouvir algo nosso pode fazê-lo em nosso canal bandcamp, zora.bandcamp.com. SEMPRE EXTREME E GRITE SEU ÓDIO \ m /!

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicoterapeuta

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

MAGAZINEANV

DIVULGUE PRODUTOS DO

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

BlueNote Blog

CARTAS PRA NINGUÉM

Discover WordPress

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

Metal Viewer

Kleine Bands werden hier groß geschrieben.

%d blogueiros gostam disto: