Entrevista 877 com a Banda Sérvia Claymorean


Pode ser uma imagem em preto e branco de 5 pessoas e pessoas em pé
Pode ser uma imagem de texto

A Tempestade Conservadora orgulhosamente chega a sua Entrevista 877 com a Banda Sérvia Claymorean.Ela foi fundada em 1994 e durou até 2003.Este hiato musicalmente falando durou até 2012 e com uma formação totalmente diferente.Mas,a essência do Power metal que sempre foi a marca da banda se juntou ao lado melancolíco e denso do Doom Metal.Essa volta gerou uma banda mais madura e com mais capacidades de nos encantar.A maior prova é este quinto álbum da banda se formos contar todo o tempo da banda desde 1994 e o terceiro pós parada.Este álbum se chama Eulogy For The Gods.A banda como um todo respondeu as nossas perguntas,as quais vocês vão acompanhar em todas as suas emoções.Antes de ouvirmos uma música deles,vamos apresentar-los.Eles são:Dejana Garčević como Vocalista,Vladimir Garčević na Primeira Guitarra,Uroš Kovačević na Segunda Guitarra,Vladimir Novaković na Terceira Guitarra,Goran Garčević como Baixista e Marko Novaković como Baterista.Vamos a música deles.

TC 1:Falem sobre o trabalho de composição em Eulogy for the Gods?

Claymorean:A composição do álbum durou mais de um ano. Durante esse tempo, o país inteiro ficou em um bloqueio, então tivemos que gravar a maior parte do álbum em nossos estúdios caseiros. Nosso produtor Boris Shurlan nos deu dicas e coordenou conosco o processo e gravou a bateria com o Marko que é o nosso baterista em sua casa. É claro que quando tudo foi gravado, Boris fez um trabalho incrível de mixagem e masterização do álbum. Portanto, estamos muito felizes com o resultado. Além disso, esta foi a primeira vez que toda a banda se envolveu na composição das músicas.

TC 2:Como a banda mistura o Power metal com o Doom Metal?

Claymorean:Para ser sincero, não queríamos inventar nada de novo nem tentar agradar a um determinado tipo de público ou jornalista. Simplesmente queríamos fazer algo que adoraríamos ouvir. E que melhor inspiração do que em todas as músicas que gostamos pessoalmente. Então, há momentos de power metal neste álbum, assim como metal tradicional, ou mesmo doom metal. É triste que hoje muitas bandas soem uniformizadas. Você toca o álbum e ele soa um tanto estéril ou seguro. Nunca quisemos ser assim. É por isso que é raro encontrar um álbum como Black Sabbath “Mob Rules” hoje, porque raramente alguém gostaria de fazer um álbum tão diverso e ao mesmo tempo ter uma história coerente. Nós realmente não estamos sobrecarregados com gêneros. É tudo heavy metal para nós. E se alguém nos rotular de maneira diferente, tudo bem também desde que prestem atenção à nossa música.

TC 3:Quais filósofos inspiraram a banda em Eulogy for Gods e por quê?

Claymorean:Hm, boa pergunta. Existem, é claro, alguns momentos inspirados por Friedrich Nietzsche, mas também Platão e Sócrates. Mas, no geral, nossas principais influências vêm do gênero de fantasia literária, escritores como R. E. Howard, H. P. Lovecraft, Michael Moorcock, Ursula Le Guin, Andrzej Sapkowski, George Martin etc., mas também de filmes e cultura pop,principalmente da cultura dos anos 80.

TC 4:Quem são Mark Shelton e por que ele merece essa homenagem na forma de música?

Claymorean:Mark The Shark Shelton foi o principal compositor, guitarrista, vocalista e letrista da banda de metal épico Manilla Road.Ele praticamente inventou o gênero épico do metal, embora muitas pessoas não saibam disso. Mesmo assim, Manilla Road sempre se manteve no underground e alcançou o status de cult, embora sejam elogiados por muitos músicos, incluindo nós mesmos. É difícil descrever o legado desse homem em palavras, então sugiro que você vá em frente e ouça algumas músicas de Manilla Road e não desista facilmente, não é uma tarefa fácil para o recém-chegado, mas eventualmente compensa.

TC 5:A música três desse novo álbum tem alguma referência à divina comédia ou foi intencional?

Claymorean:Essa música é originalmente de outra grande banda épica chamada Virgin Steele e tirada de seu álbum “Age of Consent” 1988. Suponho que tenha a ver com a queima de Roma por Nero e a tragédia de Pompéia que embora historicamente estejam separados por cerca de 15 anos. Eu também sei que David DeFeis que é o cantor e escritor da Virgin Steele é um grande fã do trabalho de Dante, então talvez ele apenas tenha ficado com o título. É a única música cover que fizemos neste álbum.

TC 6:Quais foram os motivos que levaram a banda a encerrar temporariamente suas atividades em 2003?

Claymorean:Suponho que a principal razão seja a saída de vários membros importantes da banda, mas também a situação econômica em que a banda se encontrava na época. Havia algumas demos preparadas para o segundo álbum, embora a maioria tenha sido cancelada e a banda entrou em um hiato até 2012.

TC 7:Quais são as influências esotéricas neste novo álbum?

Claymorean:Hunter of the Damned “é vagamente baseado no personagem Solomon Kane de RE Howard.” Battle in the Sky “é, claro, sobre a guerra primordial nos céus entre o Arcanjo Miguel e Lúcifer.” Senhores da Luz “é inteiramente dedicado a Mark Shelton usando principalmente suas linhas líricas de diferentes canções de Manilla Road. Também “In the Tombs of Atuan” é baseado no segundo livro de Ursula Le Guin da série “Earthsea”. As letras “Blood of the Dragon” foram escritas por Cederick Forsberg, enquanto “Burning of Rome” é uma canção cover. “Mystical Realm” é baseada em alguma experiência pessoal e filosofia e “Spirit of Merciless Time” é sobre a perseguição de mulheres por fanáticos religiosos.

TC 8:Como a banda chegou na Stormspell Records?

Claymorean:Esta cooperação já existe há 6 anos. Stormspell nos contatou quando mudamos o nome para Claymorean e gravamos o álbum “Unbroken”. Colocamos nosso primeiro single “We Fight Like Lions” em nosso canal do YouTube e Danny de Stormspell entrou em contato conosco primeiro. Até agora, lançamos três álbuns sob este selo.

TC 9:Qual a ideia da capa do álbum?

Claymorean:O autor da obra Igor Stanić quis dar-lhe um aceno da velha escola, desenhando-a no papel com lápis, sem o uso do computador que teve que ser usado depois. Ele é fã de Frank Frazetta, então ele queria entregar algo que lembrasse aquela época. O próprio símbolo é chamado de Sigilo da Morte. Representa uma espécie de visão niilista da vida humana e da passagem do tempo.

TC 10:Como surgiram os convites para Vladimir Novaković e Cederick Forsberg ?

Claymorean:Cederick foi o primeiro a se aproximar de mim dizendo “Eu sei que você tem um bloqueio de escritor atualmente, então deixe-me lhe dar uma música que eu escrevi, mas nunca usei, ela se encaixaria perfeitamente na voz de Dejana e no seu estilo.” E assim aconteceu. Vladimir Novaković tornou-se membro pleno da banda recentemente e fez seu primeiro show ao vivo conosco há dois semanas. Ele é irmão do nosso baterista Marko, e sabíamos que ele é um músico excelente, então pedimos a ele para gravar alguns solos no EFTG e ele fez isso maravilhosamente bem.

TC 11:Que histórias de terror foram a base para a banda fazer este novo álbum?

Claymorean:Não há histórias de terror em particular, mas a própria vida e a humanidade. Muitas coisas terríveis aconteceram conosco pessoalmente durante a gravação deste álbum. Então, soa um pouco mais sombrio do que os álbuns anteriores que fizemos. Acho que a vida escreve as histórias de terror mais assustadoras.

TC 12:Por que Blood of the Dragon foi escolhido para ser refeito pela banda?

Claymorean:A primeira versão que lançamos como single em 2019 foi toda tocada por Cederick e cantada por Dejana e eu nos backing vocals. Para o álbum, queríamos gravar os instrumentos da maneira que tocaríamos, para o fluxo natural do álbum. Caso contrário, ficaria para fora. Mas eu sei que a versão de Cederick era muito superior, então mantivemos seus solos nesta.

TC 13:Este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?

Claymorean:Sim e não. Não, porque não é realmente uma história conceitual. Sim, porque tem uma história de fundo que é mútua que são os medos e a religião e a luta é tudo o que torna os humanos do jeito que somos e o nosso medo do desconhecido e da incerteza, religiões que dominam as mentes dos homens e constantes lutas e lutas contra tudo isso contra o medo, contra as correntes e algemas da autoridade. Quase uma história de sobrevivência de algum tipo. Mas não, não é um álbum conceitual.

TC 14:Que tipo de assunto não merece música para o Claymorean?

Claymorean:Não escrevemos sobre festas, bebidas e diversão, também não escrevemos sobre política específica ou grupos religiosos específicos.

TC 15:A banda sente diferenças entre Sounds from a Dying World e agora em Eulogy for the Gods?

Claymorean:Absolutamente. Nunca gravamos dois álbuns iguais e, com sorte, nunca faremos isso. Sounds era um disco mais voltado para o power metal, enquanto o EFTG é mais tradicional e direto. Acontece que, apesar de ser tematicamente escuro, também é muito mais acessível para as pessoas.

TC 16:Porque a banda fez um cover da Virgin Steele?

Claymorean:Cada cover que fizemos até agora foi por amor e respeito pela banda e pela música que gravamos. Este estava em nossa lista de desejos por muito tempo. Somos fãs de Virgin Steele, simples assim.

TC 17:Por que a música Old Mountain tem duas partes?

Claymorean:Não me lembro de que Old Mountain apareça em nenhuma compilação, na verdade. Temos 2 compilações, somos um. Uma onde temos a música do Arioch e outra com o cover do Manowar, desculpe por não poder responder isso, porque não sei.

TC 18:Mandem uma mensagem aos fãs,pessoal.A Entrevista acabou.

Claymorean:Obrigado por me receber nesta entrevista, Felipe, foi um prazer! Com muito amor aos fãs brasileiros e esperamos vê-los em turnê algum dia. Adoraríamos visitar o Brasil! Saudações da Sérvia, fique seguro e ouça Claymorean!

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicoterapeuta

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

MAGAZINEANV

DIVULGUE PRODUTOS DO

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

Blue Disc Blog

Resenha de Discos

Discover WordPress

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

Metal Viewer

Kleine Bands werden hier groß geschrieben.

%d blogueiros gostam disto: