Entrevista 879 com a Banda Polonesa Sliver


Pode ser uma imagem de 6 pessoas

Fazer um estilo fora do dito habitual é algo para corajosos.Mas,não basta apenas ter coragem,é preciso saber fazer,ter talento e ser inovador.Felizmente,é o caso do que vemos hoje.A Tempestade Conservadora orgulhosamente em sua Entrevista 879 conversa com a Banda Polonesa Sliver.A banda lançou no ano passado seu álbum debutante intitulado como Emergent.A banda pratica um Metalcore de alta técnica com várias influências.A banda é formada por:Patrycja Mrowiec como Vocalista e Letrista,Radek Lisik e Marcin Tomczyk como Guitarristas,Przemek Skrzypiec como Baixista e Konrad Gasiorowski como Baterista.Patricia que tem o apelido carinhoso de Trisz respondeu as nossas perguntas.As quais,vocês vão acompanhar em todas as suas emoções.Mas,antes disso,vamos a uma música de nossos entrevistados.

TC 1:Fale sobre o trabalho de composição em Emnergent?

Patrycja Trisz Mrowiec:Queríamos fazer um álbum que fosse divertido para nós, mas também divertido para os nossos ouvintes. Sabíamos que as músicas têm boa recepção nos shows e é por isso que colocamos ênfase especial na dinâmica das músicas. As letras também eram significativas. Trisz escreveu algo como um álbum conceitual. Ao cantar sobre emoções e caminhos humanos tortuosos, ela queria transmitir que cada um é composto por muitas peças, as boas e as ruins. Aqueles que nos edificam e aqueles que nos destroem. Porém, no final das contas, o mais importante é o respeito a si mesmo e ao outro, o ser humano.

TC 2:Porque a última música se chama 921?

Patrycja Trisz Mrowiec:Eu escrevi esta música para minha filha Martyna, ela nasceu em 9 de fevereiro de 2011. Além disso, é por isso que a música é em polonês.

TC 3:Que emoções a banda fala neste álbum?

Patrycja Trisz Mrowiec:A interpretação é sua. Fornecemos apenas a direção, mas é o público que cria a história por trás da mensagem. Acho que tentamos tocar em todas as emoções que conhecemos. Existe raiva e impotência diante da violência (Sliver). Há luta contra uma doença grave (Anorexia), solidão, traição e busca por si mesmo (The Trail). Há desacordo em mentir quando alguém usa o clichê “Não tenho tempo” (Not Enough Time). Você pode encontrar toda a gama de sentimentos associados a fechar seus verdadeiros sentimentos com palavras desnecessárias como a tristeza e depressão, amor e tudo o que vem sobre você e isso só para citar o clássico “quando o amor e o ódio colidem”.

TC 4:Geralmente, em seu país é comum fazer metal extremo. Fazer este estilo é estar pensando fora da caixa?

Patrycja Trisz Mrowiec:Temos muitos gêneros de metal na Polônia do black metal alternativo ao death metal moderno e diferentes gêneros de rock metal. Apesar da cena próspera, ainda é um gênero alternativo para a cultura pop em geral. Quanto a pensar fora da caixa, não vou escrever nada revelador aqui. Algumas bandas tentam criar algo completamente novo e original, mas algumas bandas se sentem bem nos sons clássicos. Reconhecemos que o metal não é o gênero mais popular na Polônia. Depende muito da idade dos ouvintes, e acho que é mais difícil para as bandas de metal atingirem o público mais jovem. De acordo com as estatísticas, os jovens poloneses preferem pop, rap, hip pop e rock ou dança em um sentido amplo.

TC 5:Porque a banda tem esse nome?

Patrycja Trisz Mrowiec:Sliver é um pequeno pedaço de alguma coisa, por exemplo. fragmento de madeira ou uma migalha de vidro. Todos nós temos algumas lascas em nossas mentes e corações. Como aquele pequeno pedaço de vidro no olho de Kai em A Rainha da Neve. Por outro lado, essas pequenas peças criam algo maior, que às vezes também pode se estilhaçar. Nossa música é sobre todas essas lascas. Além disso, queremos fazer nossos sons como essas peças e eles criam algo maior. Mas por que quebrado? Não sei,talvez joguemos para construir?

TC 6:Que tipo de assunto não merece uma música da Sliver?

Patrycja Trisz Mrowiec:Que pergunta única! Não há lugar aqui para intolerância, falta de humanidade ou incitamento à violência. E, claro, em tópicos religiosos e estes são assuntos individuais de cada pessoa e devem ser celebrados na privacidade de sua própria consciência.

TC 7:Este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?

Patrycja Trisz Mrowiec:Como mencionamos antes, as letras levam você a uma espécie de jornada repleta de emoções diferentes. No entanto, nunca pretendemos fazer um álbum conceitual.

TC 8:Alguma literatura inspirou a banda?

Patrycja Trisz Mrowiec:Eu leio muito. Especialmente poesia em prosa, prosa polonesa moderna, muitos livros de psicologia. Claro, às vezes faço algumas anotações sobre as inspirações de livros. Mas todo o álbum foi inteiramente inspirado pela vida. Um livro específico que foi importante para mim e que foi uma pista se chama The Neverending Story de Michael Ende. Talvez nosso próximo álbum longo tenha mais relações com a literatura. Eu tenho muitas anotações e estou trabalhando nisso.

TC 9:Além da música,o que a banda gosta de fazer?

Patrycja Trisz Mrowwiec:Temos muitos interesses diferentes. Nosso baixista – Przemek vai pescar, nosso guitarrista Marcin é marinheiro, nosso baterista Konrad adora jogar futebol, Radek adora viajar. Amo caminhadas e mergulho. Certamente, acima de tudo, amamos nossas famílias e tentamos passar o máximo de tempo possível com eles.

TC 10:Qual tipo de atmosfera vocês querem criar neste álbum?

Patrycja Trisz Mrowiec:Lançamos o álbum no início da pandemia. Estávamos perdendo shows e não havia esperança no horizonte. De qualquer forma, o mundo da música não voltou à sua forma original até hoje. É por isso que queríamos que o álbum soasse animado, intenso e tão divertido quanto nossos shows. Também queríamos transmitir sinceridade, tanto nas letras quanto na música.

TC 11:Qual banda vocês gostariam de ser por um dia e porque?

Patrycja Trisz Mrowiec:Talvez Def Leppard em meados dos anos 80. Sou muito atenciosa com a aparência daqueles tempos. Claro, a tendência daqueles dias para penteados e maquiagem específicos tem um grande problema com essa ideia. Acho que leggings e camisetas justas e sensuais combinariam com meus amigos.

TC 12:Quais bandas influenciaram vocês?

Patrycja Trisz Mrowiec:É difícil dizer! Existem tantas bandas ótimas que nos inspiram a fazer música! É impossível listar todos aqui. Cada um de nós ouve músicas diferentes, desde sons clássicos até sons de heavy metal. É difícil destacar as inspirações mais importantes. Talvez Killswitch Engage, Lacuna Coil, In This Moment, Jinjer, Guano Apes, TesseracT, Oceans of Slumber, Trivium, Dream Theater, August Burns Red, muitas bandas polonesas como The Materia, Faust Again e muitos mais!

TC 13:Como tornar o mundo menos idiota?

Patrycja Trisz Mrowiec:Todas as pequenas coisas e pequenos momentos, todos os pequenos pedaços de nossas vidas, são incomuns. Tudo o que temos a fazer é abrir nossos olhos, corações e mentes para ver que a vida de cada um é única.

TC 14:Mandem uma mensagem aos fãs,pessoal.A Entrevista acabou!

Patrycja Trisz Mrowiec:Se mantenha positivo!Independentemente da realidade ao seu redor, quais problemas o oprimem todos os dias e sempre procure as pessoas boas ao seu redor, procure o mal que você pode consertar, faça o bem e ouça metal.

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Guilherme Angra

Escritor e Psicoterapeuta

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

The go to place for all the latest in rock and metal music!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

MAGAZINEANV

DIVULGUE PRODUTOS DO

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

Blue Disc Blog

Resenha de Discos

Discover WordPress

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

Metal Viewer

Kleine Bands werden hier groß geschrieben.

%d blogueiros gostam disto: