Entrevista 896 com a Banda Alemã Brlabl


Ainda bem que estou queimando a minha língua.Digo isso,pois novamente a Tempestade Conservadora chega a uma Entrevista com uma banda alemã e que se utiliza do Sludge Metal.A banda é a Brlabl.Essa é a Entrevista 896.A banda chega ao seu segundo álbum intitulado como Wounderland.A banda é formada por:Roman como Vocalista,Pretzge como Guitarrista,Haegar como Baixista e Uwe como Baterista.Haegar respondeu as nossas perguntas,as quais vocês vão acompanhar em todas as suas emoções.Antes disso,vamos a uma música deles.

TC 1:Falem sobre o trabalho de composição em Wounderland?

Haegar:Normalmente a criação de músicas começa com uma pequena ideia, uma semente que alguém começa a tocar. O resto da banda pega a ideia e às vezes toca junto por horas em um transe. Com o tempo a ideia cresce, se transforma e se conecta a outras ideias que no final formam uma nova canção. Tudo quer crescer, a música também.

TC 2:Como a banda mistura o Stoner com a Death Metal?

Haegar:Somos todos amigos há muitos anos. Cada um de nós tocou em várias bandas cobrindo toda a gama de música pesada do rock alternativo, stoner, grunge ao death metal. Quando começamos o BRLABL, queríamos apenas nos divertir juntos. Nunca planejamos seguir uma determinada direção musical. Na verdade, foi muito importante para nós não nos restringirmos a um determinado gênero musical. Tudo o que parece certo para nós e transporta nosso humor e sentimentos é permitido.

TC 3:Por que neste álbum sentimos uma mistura de desesperança e raiva?

Haegar:Essa é a essência do death metal, soando sem esperança e ao mesmo tempo cheio de raiva. Estamos apenas refletindo a insanidade que nos cerca. Isso não pode ser cantado com uma voz angelical. É uma distopia com música. Se algumas partes soam “bonitas”, é para criar confusão e acalmar os ouvintes.

TC 4:Foi combinado ou a banda naturalmente colocou elementos de jazz neste álbum?

Haegar:Você não é o primeiro a mencionar os elementos do jazz em nosso álbum. A observação realmente nos surpreendeu. Nenhum de nós tem uma conexão mais profunda com a música jazz. Acho que o jazz tem muito a ver com transportar sentimentos com instrumentos, vocais e som. Isso também se aplica à nossa música. Embora adicionar esses elementos não tenha sido propositalmente, isso explica por que as partes mais jazzísticas se encaixam perfeitamente em nossas composições.

TC 5:É correto interpretar a décima música do álbum como uma grande piada?

Haegar:Sim e não. A letra da música é muito exagerada. Trata-se de espertinhos que têm resposta para tudo e ficam dizendo a opinião deles mesmo que você não queira ouvir.No entanto, não somos pessoas muito sérias. Grandes partes de nossas letras precisam ser entendidas com um piscar de olhos.

TC 6:Quais bandas medievais inspiraram a banda?

Haegar:Esse tipo de música não nos inspirou muito. Pelo menos, não somos inspirados por uma banda em particular.

TC 7:Algumas canções parecem ter conotações políticas. É um protesto ou um pé na porta para a realidade cruel de hoje?

Haegar:Não somos uma banda política. No entanto, vivemos em tempos muito políticos e nossa música reflete o que vemos e sentimos em nossa vida cotidiana.

TC 8:O que a Brlabl tem de diferente de suas bandas anteriores?

Haegar:A principal diferença é que o BRLABL tem uma mente muito mais aberta do que nossas bandas anteriores.Não estamos nos restringindo de forma alguma. Tocamos a música que realmente amamos e gostamos do tempo que podemos passar juntos.Acho que nosso público também pode sentir isso. Para nós, é sempre realmente incrível ver como nossa energia e paixão pela música que fazemos saltam para as pessoas na multidão.

TC 9:Nuremberg é famosa por seu tribunal que condenou vários nazistas. Na quadra do metal, qual deve ser a convicção da banda?

Haegar:Isso é fácil. A banda pula de um estilo de metal para outro e é difícil de entender.

TC 10:Que tipo de assunto não merece uma música do Brlabl?

Haegar:Oh. Isso não é fácil de responder. Não somos uma banda pop que escreve canções e escolhe temas para agradar aos outros. Para nós, o tema de uma música é sempre algo muito pessoal. Ele reflete o que está nos preocupando no momento em que uma música é escrita.

TC 11:Qual a ideia da capa do álbum?

Haegar:A obra de arte tem mais de um significado. A capa mostra um coração perseguido e acorrentado. O motivo da escravidão é uma coisa pessoal, pode ser o sistema em que você vive que o atrapalha ou restrições auto-impostas. Mas há uma pequena luz dentro que brilha forte. Esta luz luta por você até que tudo desapareça. No interior, um vislumbre de Wounderland é mostrado. É um lugar que só existe por causa da dor dentro de todos nós. Um lugar que funciona perfeitamente.

TC 12:Alguma literatura inspira vocês?

Haegar:Não há nenhum livro ou poema em particular que nos inspirou.

TC 13:Porque a banda tem esse nome?

Haegar:É curto, um híbrido de som e palavra sem sentido e irritante, mas aberto a infinitas interpretações. Uma demonstração de insanidade. Estamos cientes de que é uma catástrofe linguística, mas é uma liberdade que reivindicamos.

TC 14:Este álbum é conceitual?Sim ou Não e Porque?

Haegar:Enquanto escrevíamos a maioria das músicas, não tínhamos um conceito para o álbum em mente. No entanto, quando começamos a planejar todas as atividades de gravação e arte, pensamos em como juntar as coisas e como dar a elas uma estrutura de arte e som. Você pode chamar isso de conceitual. Por exemplo. nesta fase, a primeira música “Welcome” foi criada como uma introdução para o ouvinte à música do álbum.

TC 15:Porque o Grindcore é uma de suas influências?

Haegar:Todos nós ouvimos Grindcore. Uma das bandas favoritas do nosso baterista Uwe é o Gutalax, uma banda tcheca de grindcore.

TC 16:A banda sentiu diferenças em To Hell With That Shit e agora em Wounderland?

Haegar:Para o inferno com essa merda “é um primeiro álbum típico. Experimentamos muitas ideias tanto para a composição quanto para o estilo de gravação. O resultado foi um som muito cru e sujo com muitas imperfeições. O álbum realmente polarizou. Ou você ame ou odeie. Mas éramos nós e queríamos exatamente assim. Para nós, “Wounderland” é o sucessor lógico. Durante a gravação, estávamos com um humor muito mais pesado e você pode ouvir isso no álbum.

TC 17:A banda gosta de futebol? Digam seus times.

Haegar:Sim muito. Nossa equipe é o Glubb, o primeiro FC Nürnberg.

TC 18:Mandem uma mensagem aos fãs,a entrevista acabou

Haegar:Seja brlabl em um mundo de Brlabl.Nós sabemos que somos Brlabl E você?

Publicado por Lipetempestade

Uma pessoa de personalidade forte mas disciplinadora e exigente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

grizzlybuttscom.wordpress.com/

Heavy metal, video games and the void...

Guilherme Angra

Escritor e Psicoterapeuta

UNDERGROUND N' PROUD

THE BEST OF THE ROCK AND METAL UNDERGROUND!

THE HEADBANGING MOOSE

PURE F****N' METAL!

Rock Out Stand Out

Supporting your mental wellbeing whilst promoting the latest in rock and metal!

The Metal Wanderlust

Metal, Metal, and maybe even some more Metal!

The Metal Gamer

Where the world of metal and gaming becomes one

MAGAZINEANV

DIVULGUE PRODUTOS DO

Tempestade Conservadora

Atitude,Esporte e Espiritualidade

My Favorites Discs

Ricardo Cunha

Discover WordPress

A daily selection of the best content published on WordPress, collected for you by humans who love to read.

Faiock Estúdio

Edição de vídeos, jingles, dublagem, conteúdo, animação etc

HeavyMetalToTheWord

Propagando o Rock e o Metal na sua verdadeira essência..!!

Blog da Jor72

Blog de 'Jornalismo Online' da Faculdades Cearenses (FAC) 2020.2

Cinemarcoblog

Cinema, séries e memórias de um cinéfilo.

%d blogueiros gostam disto: